sábado, 5 de dezembro de 2020

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Para defender gays, René Kivitz diz que Palavra de Deus é “insuficiente” e pede “atualização”

 Kivitz quer uma igreja amoldada aos padrões deste mundo, nem que para isso seja necessário mudar a Palavra de Deus       

Por

 Heleno Farias JM Notícia

Kivitz quer uma igreja amoldada aos padrões deste mundo, nem que para isso seja necessário mudar a Palavra de Deus. Foto: Reprodução

Causou polêmica a fala do pastor progressista Ed René Kivitz durante sermão proferido na Igreja Batista de Água Branca no último domingo (25). O pastor, defensor de uma teologia liberal e progressista, negou a doutrina na inerrância da Bíblia e afirmou que ela precisa ser “atualizada” para que gays deixem de ser condenados ao inferno.

O sermão faz parte de uma série chamada “Cartas para um novo mundo”, onde Kivitz profere diversas críticas a respeito dos textos bíblicos, onde afirma o absurdo de que a Palavra de Deus é “insuficiente”. Partindo do minuto 41 do vídeo, ele diz que este é o grande desafio da igreja contemporânea, “olhar a Bíblia como um livro insuficiente”.

“Vou repetir: olhar a Bíblia como um Livro insuficiente, um Livro que precisa ser relido, ressignificado, para que os princípios de vida que este Livro encerra, e que essa revelação encerra, que estes princípios de vida, eles saltem destas páginas promovendo libertação e justiça”, disse.

Ed René Kivitz começa então a defender uma atualização das Escrituras, afirmando que isso é necessário para enfrentar até mesmo os “pecados de gênero” da sociedade. Sugerindo então que a homossexualidade precisa ser aceita.

“Se queremos ser cartas para o novo mundo, se a Igreja quer ser cartas para o novo mundo, nós vamos precisar atualizar a Escritura e vamos ter de fazer essa atualização e ter essa coragem de enfrentar os pecados de gênero”, disse.

O “teólogo” também sugeriu que os gays não deveriam mais ser condenados ao inferno por causa de “dois ou três textos bíblicos que não foram atualizados”. “Nós vamos ter de ter coragem de enfrentar isso”, disse.


Satanista joga sangue em cristão que orava na capital dos EUA

 Jovem negro foi atacado no final do evento de oração na capital norte-americana

Pastor e fiel morrem afogados após batismo em represa em SP

 Pastor pulou na represa para tentar salvar fiel que estava se afogando


Neste domingo (25), um pastor e um fiel morreram afogados após um batismo que aconteceu em uma represa na cidade de Nazaré Paulista (SP).

As vítimas foram identificadas pela Polícia Civil como pastor Davi Santos, de 40 anos, e o fiel Samuel Sergio, de 38 anos.

O afogamento aconteceu por volta das 12h. Após a celebração, um grupo de religiosos entrou na água para se divertir antes de voltar para casa.

Segundo informações do G1, o fiel foi arrastado pela correnteza e pediu ajuda por estar se afogando. O pastor então entrou na água para salvá-lo, mas não conseguiu voltar.

Os demais fiéis acionaram as autoridades e o Corpo de Bombeiros foi chamado para a ocorrência. Infelizmente os dois homens estavam sem vida quando foram encontrados.

Por JM Notícia

sábado, 24 de outubro de 2020

Após ficar em coma na UTI, pastor lamenta politização da pandemia: “O covid é real”

 


Para muitos, não há dúvida de que a pandemia do novo coronavírus foi politizada em diversos aspectos, não apenas no tocante à sua existência, como aos tratamentos até então disponíveis para tratar a Covid-19. Um pastor que ficou entre a vida e a morte agora é uma testemunha disso.

Michael Napier, pastor da Igreja Batista Berea em Knoxville, Estados Unidos, faz parte do grupo de risco do coronavírus, pois além de possuir idade avançada, também tem problemas no fígado e é diabético. Após contrair a doença, ele não percebeu os primeiros sintomas, até ver que o seu estado já havia se agravado.

“O COVID é real. Ouvi dizer que está sendo politizado e é muito frustrante. A máscara se tornou uma questão política”, disse ele ao criticar a minimização da pandemia por algumas pessoas, lembrando que apesar da resistência de alguns, outros não possuem a mesma capacidade de combater o vírus.

“Eu não tenho um problema político ou um cachorro nesta luta, mas quando as pessoas dizem, ‘Eu não vou usar uma máscara porque eu não preciso de uma máscara, talvez você esteja certo, mas e a pessoa próxima a você?”, questiona o líder religioso.

O pastor Michael foi parar na UTI, entrou em coma e precisou ser intubado. Os médicos chegaram a desacreditar em sua capacidade de sobreviver e deram a ele a chance de se “despedir” da esposa através de uma ligação da qual os dois jamais vão se esquecer.

“Eles haviam discado o número para eu falar com minha esposa, disseram ‘fale com sua esposa e fale sobre os bons momentos que você teve.’ Achei que eles estavam tentando acalmar minha ansiedade. Em uma espécie de retrospecto, acho que foi minha chamada de despedida”, lembra o pastor.

Linda, a sua esposa, também percebeu que a intenção dos médicos foi promover a despedida do seu marido. Ela comentou sobre a ligação ao lembrar que falou com uma médica por telefone acerca do seu marido.

“Eu perguntei a ela que tipo de chance ele tinha, e ela disse ‘não parece bom’. E eu sabia que ia acabar viúva. Claro que eu sabia, eles já me disseram no pronto-socorro que havia uma taxa de mortalidade de 85% quando eles estão intubados”, disse ela.

O poder da oração

Apesar do prognóstico ruim durante a pandemia, o pastor Michael e a sua esposa Linda, juntamente com todos os seus irmãos em Cristo, iniciaram uma campanha de oração em favor da vida do líder religioso.

“Eu gostaria que vocês que têm um relacionamento com nosso Salvador, por favor, elevem meu marido, minha alma gêmea ao trono de Deus”, disse a esposa em comunicado para a Igreja, segundo a ABC.

De fato, a campanha de oração a Deus pela vida do pastor fez a diferença, pois ele conseguiu se recuperar e depois ter alta do hospital. Hoje, o testemunho de Michael serve de alerta para os que ignoram os riscos do coronavírus, especialmente para quem faz parte do grupo de risco.

“Perdi 30 quilos com a coisa, perdi força nas pernas, nos braços. As pessoas pensam que COVID é uma coisa política, ou tentam politizar isso. Deixe-me dizer uma coisa, não é. Pessoas, pessoas estão morrendo. É um milagre, eu, com a idade que tenho, as condições pré-existentes que tenho, que superei isso e isso é nada menos que o próprio Deus”, disse ele.

Fonte gospel mais

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

BOMBA: BOLSONARO AFIRMA QUE NÃO COMPRARÁ VACINA DA CHINA

 BOMBA: BOLSONARO AFIRMA QUE NÃO COMPRARÁ VACINA DA CHINA

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira (21), que a vacina Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo, não será comprada pelo governo federal. A afirmação foi feita em resposta ao comentário de um jovem no Facebook.

“Presidente, a China é uma ditadura, não compre essa vacina, por favor. Eu só tenho 17 anos e quero ter um futuro, mas sem interferência da ditadura chinesa”, escreveu o adolescente. Bolsonaro respondeu: “Não será comprada.”

O comentário sobre a China foi feito em uma publicação de Bolsonaro na rede social sobre a visita do conselheiro de segurança dos Estados Unidos, Robert O’Brien, e representantes da Casa Branca a Brasília. De acordo com o presidente, foram assinados “três acordos que vão intensificar ainda mais nossas relações comerciais e econômicas”.

Obrigatoriedade da vacina

Nesta semana, Bolsonaro afirmou a apoiadores que a vacina contra o novo coronavírus “não será obrigatória e ponto final”, e voltou a criticar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que defende a obrigatoriedade da dose. 

“O Programa Nacional da Vacinação, incluindo as vacinas obrigatórias, é de 1975. A lei atual incluiu a questão da pandemia. Mas a lei é bem clara e quem define isso é o Ministério da Saúde. O meu ministro da Saúde [Eduardo Pazuello] já disse, claramente, que não será obrigatório esta vacina e ponto final”, enfatizou o presidente.

FONTE TERRA BRASIL NOTICIAS

sábado, 17 de outubro de 2020

CASAMENTO DE QUESIA E LEANDRO VEJA FOTOS E ASSISTAS OS VIDEOS

 


Casamento de Quesia e Leandro ocorreu neste Sábado dia 10/ 10/ 2020  as 15 No salão Santo Antonio em Pelotas RS. A cerimônia religiosa foi realizada pelo Pr. Antonio Magnus Dias,e a ata foi feita pela 1º secretaria Miriam Josiele Bandeira Pereira e teve a participação de Danieli Nunes.

 O blog Gideões Canguçu que estava presente e registrou este momento tão esperado por Quesia e Leandro


  E então deixamos nossa humilde mensagem em homenagem ao novo Casal.

 Desejo um feliz casamento, e que os sonhos que ambos sonharam, se torne realidade, unidos para a nova vida, que seja ela só de amor paz e alegria, para que possam desfrutar da felicidade tão sonhada.

 A união de duas pessoas sempre mostra que algo de sublime perfeito, sensível e eterno ainda existe, esperamos que vocês sejam muito felizes, superando os momentos ruins e vivendo, com intensidade, os bons.

Até que enfim esse casório saiu! E estamos muito felizes


Por isso esperamos que vocês continuem exatamente

 assim, unidos, companheiros e, acima de tudo, felizes e abençoado por Deus.

Parabéns e felicidades, que Deus os Abençoe, e que sejam muito felizes, lembrando as Palavra do mestre, o que Deus uniu não separe o Homem

 Um grande abraço de Gideões Canguçu/rs. Na pessoa deste Pr Antonio Magnus Dias e Teresinha

 

Adicionar legenda
















Assista os videos abaixo

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Polícia encontra 32 antigos manuscritos bíblicos ao prender suposto terrorista

 

Apesar da Bíblia Sagrada ser o documento histórico mais copiado e distribuído do mundo ao longo das gerações, o que lhe torna historicamente mais confiável do que qualquer outro escrito do mundo antigo, qualquer novo manuscrito encontrado atualmente é considerado uma grande conquista.

Isso porque cada registro pode conter detalhes que, somados ao conjunto, podem trazer informações de extrema relevância para a compreensão dos fatos históricos envolvendo os assuntos que eles carregam. Assim, um manuscrito antigo sempre possui grande valor arqueológico.

Cientes disso, estima-se que terroristas do Estado Islâmico roubaram vários manuscritos antigos quando tomaram conta da cidade de Mosul, entre 2014 e 2017, na Síria. Mas, felizmente, derrotados e dispersos, muitos dos seus integrantes já foram presos e alguns desses artefatos recuperados.

Este é o caso de uma prisão ocorrida recentemente na Síria, onde os policiais encontraram dezenas de manuscritos escondidos com um suposto membro do Estado Islâmico.

“A prisão de um suposto membro do ISIS levou à recuperação de 32 livros arqueológicos que estavam em sua posse. O homem escondeu os livros em sua cozinha”, disse o chefe da polícia de Mosul, Laith Al Hamdani, segundo informações do Premier Christian.

Um líder cristão local ressaltou a importância do achado para o seu povo. “Esses são os tesouros e a herança dos cristãos de língua siríaca da Mesopotomia, uma grande bênção por terem sobrevivido a esse mal”, disse ele.

Harry Istepanian, que já atuou como consultor energético no Oriente Médio e conhece bem a região, o número de artefatos que ainda podem ser encontrado com os antigos membros do ISIS pode ser muito maior.

“Os manuscritos encontrados incidentalmente são apenas a ponta do iceberg, enquanto centenas (senão milhares) de outros artefatos e manuscritos ainda estão desaparecidos, destruídos, saqueados ou provavelmente queimados. Todo o museu de Mosul foi encontrado esvaziado depois que a cidade foi recapturada”, disse ele.

Fonte Gospel mais

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Cristãos em todo o mundo precisam estar preparados para perseguição em massa, diz ator Jim Caviezel

 A perseguição bárbara aos cristãos é algo que ainda acontece hoje”, disse o ator

 Por Veloso Costa em  J M noticia


Jim Caviezel, ator Norte-Americano que ficou famoso por interpretar Jesus Cristo no longa: A Paixão de Cristo / FOTO: Reprodução Internet

O ator Jim Caviezel afirmou que cristãos em todo o mundo deveriam estar em guerra contra extremistas seculares, declarando que estamos em “uma guerra que precisa ser vencida”.

“Ninguém jamais caminhou para a vitória sustentado em chavões morais falsos. Temos que falar a verdade com intrepidez”, disse Caviezel a Megan West do My Faith Votes.

Nossa conversa com Jim Caviezel é uma das entrevistas mais fascinantes que já tivemos, ao longo de 45 minutos, Jim discorre sobre muitos tópicos, incluindo seu apelo apaixonado para que os crentes se posicionem corajosamente por Cristo em uma cultura que prefere cancelar nossa voz. Você deve se lembrar de Jim por sua representação épica de Jesus em “A Paixão de Cristo” ou por seu popular papel principal no drama da CBS, Person of Interest.

Em sua análise ele argumenta que enquanto a Bíblia descreve os assassinatos de crianças pelo Faraó e o assassinato dos Santos Inocentes, a fim de apagar as vozes de Moisés e Jesus, por meio do aborto legalizado, “Nós assassinamos em um nível jamais imaginado”.

Caviezel afirmou que a escravidão e o sofrimento marcaram o destino do povo de Deus ao longo de grande parte da história e disse que muitos não fazem ideia do quão abençoados foram por viver em uma sociedade onde a liberdade religiosa prevaleceu, embora agora esteja precariamente em jogo.

“Você vai desejar nunca saber o que a democracia foi um dia. Esse estilo de vida cristão logo desaparecerá ”, disse Caviezel. “Estamos falando de perseguições massivas”.

Ele pontuou que mulheres nos estados americanos de Nova York e na Virgínia têm poder para matar seus bebês mesmo depois de nascidos.

Caviezel passou a citar de memória um conhecido trecho do discurso de Ronald Reagan, de 1964, “Encontro com o destino”. O ator parafraseou algumas linhas para descrever com mais precisão a batalha em que os cristãos se encontram, focalizando os males de nossos dias atuais, como o aborto e o sufocamento da liberdade religiosa.

“Infidel”

Caviezel estreou no mês de setembro o filme “Infidel”, que aborda a questão da intolerância religiosa no mundo. 

Sinopse

Um homem é sequestrado após um amigo convidá-lo para ir até o Cairo discutir as recentes revoltas militantes. Após receber as notícias, sua esposa decide encarar os perigos para salvá-lo.

Infidel”, faz uma abordagem sobre a questão da intolerância religiosa no mundo / FOTO: Reprodução Internet

“A perseguição bárbara aos cristãos é algo que ainda acontece hoje”, disse o ator, revelando a intenção do filme. “O objetivo seria criar um senso de urgência e relevância para os cristãos e não-cristãos que deveriam estar engajados nesta questão”.

FONTE: My Faith Votes

Governo comunista fecha igreja em Cuba sem justificativa Agora, os cristãos se reúnem na parte de fora do prédio interditado


 Por Heleno Farias JM Notícia


Todas as reuniões da igreja Jeová Shalom passaram a ser ao ar livre, desde que as autoridades cubanas interditaram o prédio religioso. Os cristãos da cidade de Holguin começaram a ser perseguidos em 2019, mas foi em julho de 2020 que a situação piorou. Os pastores Uberney Aguilar e Yalina Proenza foram ameaçados em seis ocasiões pelo governo e por integrantes do Partido Comunista.

De acordo com o site de notícias Evangelical Focus, os líderes cristãos não tiveram oportunidade de argumentar, nem negociar. “Em vez disso, foi um fechamento retumbante, arbitrário e sem qualquer solução”, explicaram os pastores em entrevista. Há suspeita de que a perseguição à igreja está sendo realizada por um alto funcionário do Partido Comunista que se mudou para o bairro há dois anos.

Os 60 membros da igreja, credenciada às Assembleias de Deus em Cuba, começaram a se reunir em 2017. No ano passado, solicitaram uma permissão para usar uma propriedade de um cristão como sede. Mas, apenas em julho de 2020, eles receberam a resposta negativa. A situação das igrejas cristãs cubanas depende de como elas se submetem e obedecem às ordens do governo.

Fé submissa ao governo

Enquanto um prédio religioso foi fechado, uma nova igreja católica foi inaugurada em San Benito del Crucero, na província de Santiago de Cuba. O local de adoração original estava fechado desde 1951, antes da Revolução Cubana. Segundo o líder cristão Juventino Rodríguez, a nova igreja é um “pequeno milagre”. “Depois de receber permissão do governo, a construção foi realizada com o apoio financeiro de cristãos cubanos que viviam nos Estados Unidos”, explica uma analista de perseguição da Portas Abertas.

As relações do governo com as igrejas católicas de Cuba têm melhorado, mas os protestantes ainda enfrentam grande hostilidade no país. “Muitas das igrejas pertencem à Aliança Evangélica, uma organização que ainda não recebeu aprovação oficial, justamente porque contradiz o governo”, completa a colaboradora.

(Com Portas Abertas)



Arreamento será antes ou depois da grande tribulação foi tema da mensagem do culto deste domingo dia 11/10/2020




Arreamento será antes ou depois da grande tribulação foi  tema da mensagem do culto deste domingo dia 11 de outubro pregada na Igreja Assembleia de Deus Gideões em Canguçu RS. E  que você pode assistir no vídeo abaixo 

Também na oportunidade foi recebido na comunhão os irmãos Eugênio Wahast e Joice Spw e o irmão Carlos Neto e sua esposa como membro da Igreja.

VEJA FOTOS E ASSISTA ESTA MENSAGEM






Assista o video da mensam e recebimento de novos irmaos

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Morre Daltro Tavares pastor na Igreja Assembleia de Deus de Canguçu RS. Deixou saudade mais levou meu abraço o que ouvi em suas ultimas palavras.

 


Ontem  em reunião da APEC ele Dautro Tavares estava presente representando o seu pastor, e falou dos seus projetos.

Também pediu  oração em seu favor, no final da reunião se despediu de mim prometendo visitar a Igreja A D Gideões, eu disse que ele era bem vindo.

Saiu sendo sua despedida d APEC-Associação de Pastores Evangélicos de Canguçu, pois hoje nos deixou.

Lamentamos profundamente por esta separação, porem ele descansa com o Senhor.





terça-feira, 22 de setembro de 2020

‘Se Deus quiser voltaremos à normalidade’, diz Bolsonaro na AD Madureira



A Convenção da Assembleia de Deus Madureira no Distrito Federal recebeu a visita do presidente Jair Bolsonaro, que comentou o cenário da sociedade brasileira nesse momento e a perspectiva de retomada plena das atividades após a pandemia do novo coronavírus.

O presidente se queixou das limitações impostas pelo Poder Judiciário às ações do governo federal, mas afirmou que não poderia se omitir e, dessa forma, agiu dentro do que estava ao seu alcance para minimizar os impactos sanitários e econômicos da pandemia.

“A paz do Senhor Jesus”, cumprimentou Bolsonaro, que foi recebido pelo principal líder do Ministério de Madureira, bispo Manoel Ferreira. “Temos um povo maravilhoso, em sua maioria, temente a Deus. Passamos por uma grande provação, ou melhor, estamos no final dela”, disse Bolsonaro sobre a pandemia.

“Na parte econômica, o Brasil foi o que melhor se saiu. Quis o destino também que na área de saúde, aos poucos, ao se deixar de politizar a única alternativa que nós tínhamos, começou-se a salvar mais vidas”, acrescentou, referindo-se ao coquetel de tratamento precoce que tem a hidroxicloroquina entre os remédios.

Bolsonaro expressou gratidão a Deus pela coragem que teve para enfrentar “quase tudo, quase o mundo todo” ao se posicionar: “Tem uma passagem militar que vale para todos nós: pior que uma decisão mal tomada é uma indecisão”, disse. “Os senhores, que têm pessoas que acreditam nos senhores, tomam decisões reservadamente. Eu tive que tomar decisões, mesmo sendo tolhido pelo Poder Judiciário”, explicou, apontando que agiu da forma que acreditava ser a correta, conforme informações do Estado de Minas.

“Se naquele momento, naquela época, até mesmo a chacota se fez presente, hoje graças a Deus estamos vendo que estávamos no caminho certo. Se Deus quiser voltaremos à normalidade ainda no corrente ano, porque o meu trabalho […] como chefe de Estado, é produzir o bem-estar e a felicidade para os seus”, disse o presidente, reiterando seu otimismo diante da aguda crise que se abateu sobre o país.

Peço sempre, mais que sabedoria, fé e coragem para tomar decisões. Não é fácil. […] Passamos por momentos difíceis. A verdade prevalece. A Justiça dos homens nem sempre é feita. Mas estamos aqui, para mais que tomar decisões, estar ao lado do povo, como estive no início da pandemia. […] Sempre me criticaram que eu devia ficar em casa. Não pode, prezado Manoel Ferreira, num momento difícil, que sua igreja pode atravessar um dia, ou que meu País pode atravessar um dia, eu me esconder num palácio. Eu sou igual a vocês: ou estou na frente e junto, ou não estou fazendo bom papel”, disse o presidente, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, criticando a postura de seus opositores.

O discurso de Bolsonaro, que durou aproximadamente oito minutos, teve ainda referência à importância da preservação da família, “a base da sociedade”: “Aqui, nesse recinto, se prega diuturnamente a importância da família para todos nós. A família quase deixou de existir, a poucos anos. O Brasil foi tomado pelo ‘politicamente correto’, onde tudo se podia, desde que não se criticasse aqueles que queriam destruir a família”, relembrou.

FONTE GOSPEL MAIS


sábado, 19 de setembro de 2020

Desenganada pelos médicos, idosa de 94 anos com Covid-19 fica curada após orações

 Histórias de superação do novo coronavírus desafiam a lógica médica e isto não é raro de se ver. O exemplo de Aurita da Silva Esmael é uma prova disso. Aos 94 anos de idade, ela contraiu a Covid-19 e chegou a ser desenganada pelos médicos, mas Deus interviu em sua vida.

Idosos fazem parte do grupo de risco do coronavírus devido a maior probabilidade de apresentarem alguma debilidade de saúde prévia. Apesar disso, muitos têm testemunhado a cura da doença após orações a Deus, como fez dona Aurita.

“Eu agradeço ao Senhor, o nosso Deus. Ele tem me abençoado, tem me guardado, tem me protegido debaixo de sua santa e gloriosa mão”, disse ela, agora recuperada da doença, após ter sido internada em 8 de agosto passado, em São Paulo.

Domingos da Costa Esmael, filho da idosa, disse ao Guiame que os médicos não acreditavam que a sua mãe fosse conseguir se recuperar. “Esta era a palavra do médico, mas nós recorremos ao Médico dos médicos, ao Senhor dos senhores”, disse ele.

A idade avançada de dona Aurita criou uma expectativa negativa em relação aos médicos. Apreensivos, eles provavelmente buscaram preparar a família psicologicamente para o pior, mas sem levar em consideração o poder da fé em Deus.

“Os médicos eles diziam que não tinham muito o que fazer, que ela poderia progredir para o óbito. E eu dizia: mas ela também pode sair daí com vida. Eles diziam que é muito difícil na idade dela”, lembrou Esmael.

A posição dos médicos, contudo, foi compreendida pela família de dona Aurita, mas isso apenas fortaleceu a necessidade de confiar em Deus, entregando a vida da matriarca ao Senhor da criação.

“E eu dizia: é difícil para o homem, mas tudo é possível àquele que crê. Os médicos ouviam essas palavras, mas não acreditavam. Eu não lhes tiro a razão pela idade avançada da minha mãe”, conclui Esmael. Confira:

ANÚNCIO
Assine o Canal
ANÚNCIO