segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Pastor Silas Malafaia critica decisão do prefeito de Guarulhos em cassar licença do mega templo da Igreja Mundial


Na última semana o prefeito de Guarulhos cassou a licença, anteriormente concedida à Igreja Mundial do Poder de Deus, para funcionamento de seu mega templo na cidade. A decisão foi tomada por falta de um laudo do Corpo de Bombeiros.

Diante da decisão do governo municipal de Guarulhos o Pastor Silas Malafaia criticou o prefeito e afirmou que a decisão é incoerente e ainda acusou o prefeito de perseguição religiosa: “A incoerência desse prefeito se dá pelo fato que o mesmo liberou o funcionamento do templo e depois da pressão da mídia, devido à confusão do trânsito na inauguração, este prefeito covarde e perseguidor da igreja vem fazer exigências que não tinha feito anteriormente”, criticou Malafaia.

“Imagine fechar tudo que em seu dia de inauguração cause confusão. Ou qualquer mega evento que traga transtorno. Não teríamos futebol, carnaval, shows, cruzadas, marcha gay, marcha para Jesus, comícios políticos e etc.”, ironizou o pastor fazendo referência ao caos causado no trânsito das proximidades do mega templo no dia de sua inauguração.

De acordo com o Guarulhos Notícias o pastor finalizou sua manifestação sobre o caso dizendo que os evangélicos da cidade devem pressionar o governo contra a decisão: “Espero que os evangélicos de Guarulhos façam pressão sobre este prefeito do PSDB. Vamos dar uma resposta, não somente a este, mas a todos os políticos que, de maneira incoerente, agem contra a igreja evangélica”.

Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário