sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Magno Malta se nega a receber ministro Gilberto Carvalho que criticou líderes evangélicos

O senador convocou os principais líderes evangélicos do país para uma reunião na próxima semana
                  Magno Malta se nega a receber ministro Gilberto Carvalho que criticou líderes evangélicos

O senador Magno Malta (PR-ES) passou a tarde desta quinta-feira, 9, convocando os principais líderes evangélicos do país para uma reunião no Senado. O motivo da reunião será as declarações do ministro Gilberto Carvalho que disse recentemente que deseja disputar com religiosos as ideologias da classe C.

Na quarta-feira, 8, o senador evangélico fez um discurso criticando o petista que por sua vez passou o dia de ontem tentando se comunicar com ele para se explicar e dizer que seu comentário foi apenas uma análise política.

Durante sua fala no Fórum Social de Porto Alegre o Secretário-Geral da Presidência afirmou que para que seu partido, o PT, tivesse seus projetos aprovados pela população era necessário criar um meio de comunicação para disputar as ideologias liberais do partido com os líderes evangélicos. Tal afirmação foi o estopim de uma guerra que está apenas no começo.

Malta foi duro em seu discurso e não atendeu ao ministro que tentou falar com ele sem ter sucesso. “Esse boca suja se sente presidente da República. Mas com esse boca suja eu não falo. Eu falo é com a chefe dele, que é ela que tem de mandar ele lavar essa boca suja dele”, disse o senador sobre uma possível reunir para se entender o Carvalho.

A presidente Dilma Rousseff já se pronunciou sobre o caso dizendo que seu secretário apenas fez uma análise política e que não estava falando de nenhuma proposta de seu governo. Mesmo assim as críticas ao PT não pararam. O deputado federal Marcos Feliciano e o pastor Silas Malafaia também comentaram sobre o caso e declararam guerra ao Partido dos Trabalhadores.

Com informações Radar On-line

minha fonte:Gospel Prime

Nenhum comentário:

Postar um comentário