quarta-feira, 7 de março de 2012

Embaixador iraniano garante que Yousef Nadarkhani não será executado

Em reunião com os parlamentares evangélicos o diplomata garantiu publicar uma nota explicando a real situação do pastor

Aconteceu na tarde desta terça-feira (6) uma reunião na Embaixada do Irã no Brasil entre o embaixador e parlamentares das frentes da família e evangélica para discutirem sobre o caso do Yousef Nadarkhani. O pastor está preso desde 2009 e corre o risco de ser enforcado por não negar sua fé em Cristo.

Entre os parlamentares presentes estavam os deputados federais Marcelo Aguiar, Marco Feliciano, Paulo Freire, o senador Magno Malta e outros. Todos eles sentaram para saber sobre as acusações feitas ao pastor e receberam a resposta de que Nadarkhani não será executado.

O embaixador Mohammad Ali Ghanezadeh garantiu que fará um pronunciamento sobre o caso e afirmou também que não há condenação de morte para o cristão. A Embaixada vai publicar uma nota oficial sobre o caso para acalmar a opinião pública.

Mas os parlamentares receberam a notícia de que Yousef está sendo acusado de outros crimes como roubo e envolvimento com prostituição. Para ter certeza sobre o que está acontecendo o embaixador vai intermediar o contato entre os deputados brasileiros com os advogados de Nadarkhani, mas em troca pediu apoio para sua embaixada.

“Perguntei se poderia nos ajudar a contatar os advogados de Yousef e ele disse que sim, caso ajudemos a sua embaixada aqui no Brasil com um caso de um iraniano preso no Brasil”, explicou Marco Feliciano que postou em seu Twitter um resumo dessa reunião.

O ponto mais importante desse encontro foi saber que ele não corre o risco de morte, uma vez que a pena de morte existe apenas na lei religiosa do Islã no caso de apostasia, mas não lei civil.

De qualquer forma os parlamentares aguardam uma nota oficial comprovando que o pastor iraniano não será executado, assim que for publicada colocaremos aqui no Gospel Prime para que todos os nossos leitores saibam o que está acontecendo. Continue orando para este irmão em Cristo que tem sido perseguido por se tornar cristão.

fonte: gospelprime

Nenhum comentário:

Postar um comentário