terça-feira, 10 de abril de 2012

Oito pessoas sacrificam parentes em culto à Santa Morte

O ritual é considerado satânico pela maioria dos cristãos do México, mas são difundidas por uma igreja católica local


Oito membros de uma família foram presos no México por sacrificarem parentes em oferenda a Santa Morte. O ritual de sangue pedia proteção, saúde e dinheiro para a entidade.

Os crimes ocorreram em Nacozari, localizada no estado mexicano de Sonora. A polícia local só conseguiu chegar aos autores do crime quando na última semana uma criança de apenas 10 anos foi morta sem ter ligações alguma com a criminalidade da cidade.

O pequeno Jesús Octavio era neto de Silvia Meraz, 44 anos, apontada como a autora intelectual dos crimes. Além do garoto outras duas pessoas foram mortas pelo grupo.

A polícia prendeu os quatro filhos de Silvia: Francisca Magdalena, Georgina Guadalupe e Silvia Yahaira, de 21, 20 e 15 anos, e Ramão Omar Palacios Meraz, de 28. Também estão detidos Eduardo Sánchez Urieta e sua esposa, Zoyla Hada Santacruz Irqui que ofereceram seu enteado, Martín Ríos como oferenda.

No México os cultos a Santa Morte são difundidos entre os criminosos do país, juntando elementos pré-hispânicos com elementos cristãos, mas muitas igrejas cristãs consideram esse ritual como satânico.

A guardiã dessa liturgia é a Igreja Santa Católica Apostólica Tradicional que não é reconhecida oficialmente no país, mas tem suas atividades religiosas toleradas podendo ser praticadas publicamente.

Com informações Protestante Digital


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/oito-pessoas-sacrificam-parentes-em-culto-a-santa-morte/#ixzz1rdcTF1Np

Nenhum comentário:

Postar um comentário