quinta-feira, 3 de maio de 2012

Ex-líder muçulmano é ameaçado e violentado após ter se convertido ao cristianismo

Um ex-líder muçulmano, identificado pela Missão Portas Abertas apenas como Vicent, tem sofrido perseguição da comunidade religiosa na qual participava em Bangladesh, país islâmico localizado ao sul do continente asiático. Isso estaria acontecendo após ele ter se convertido ao cristianismo.





A conversão de Vicent se deu em uma de suas viagens ao exterior, quando visitou duas igrejas, uma Batista e outra Pesbiteriana. Ele ainda acabou conhecendo uma mulher, cristã, casou-se com ela e retornou ao seu país. Porém a recepção da notícia não foi muito bem aceita por seus compatriotas muçulmanos, membros da comunidade onde Vicent congregava anteriormente, ele foi ameaçado e quase morreu após ser violentado.



Mas, mesmo com a retaliação, o homem continua firme em sua fé, “Eu escolhi crer em Cristo. Eu agradeço a Ele”, “Ele é o meu Salvador”, disse Vicent. Em Bangadesh, apesar de o Islamismo ser considerado a religião oficial, a constituição do país garante a liberdade de culto.



Embora haja a cobertura constitucional, as represálias para quem abandona a religião islâmica acontecem com frequência no país, e a violência física não é a única maneira de perseguição. No caso de Vicente, ele também acabou perdendo o emprego, e para se sustentar juntamente com sua esposa, atualmente vive de bicos. Mas, mesmo com tantos problemas, Vicent continua irredutível e diz “Eu creio em Cristo. Nele, eu nasci de novo. Ele é o meu Salvador”.

Publicado por Valder Damasceno

Fonte: Gospel+





Nenhum comentário:

Postar um comentário