terça-feira, 15 de maio de 2012

Famílias Hmong são desalojadas por se converterem ao cristianismo no Vietnã

Organização Voz dos Mártires do Canadá relatou que cristãos Hmong do Vietnã estão enfrentando oposição das autoridades da vila por terem adotado o cristianismo como fé




Famílias Hmong são desalojadas por se converterem ao cristianismo no Vietnã No dia 9 de maio de 2011, um protesto de cristãos Hmong por mais liberdade religiosa e reforma agrária foi anulado pelas forças de segurança no Vietnã. Os confrontos resultaram na morte de 28 pessoas. Outros estão desaparecidos.

Mais tarde, naquele mesmo mês, manifestantes Hmong desarmados foram alvo de ataques de helicópteros ao longo da fronteira com o norte do país. Os relatórios mostraram que 63 manifestantes pacíficos foram mortos.

Um ano depois, parece que pouca coisa mudou. Em março, a agência de notícias BBC informou que oito cristãos Hmong, dos confrontos de 2011, tinham sido condenados a penas de dois anos e meio de prisão, por "perturbarem a ordem social". Recentemente, cristãos Hmong foram expulsos de suas casas.

A organização Voz dos Mártires do Canadá relatou que os cristãos Hmong do Vietnã estão enfrentando oposição das autoridades da vila por terem adotado o cristianismo como fé. Três famílias foram expulsas de sua aldeia na província de Cao Bang, no norte do país. As famílias se converteram a Cristo depois que um trabalhador Hmong, cristão, orou por um membro de sua família que estava doente e este foi curado.

As famílias cristãs, que incluem um total de 13 pessoas, devem encontrar um novo lugar para morar já que as autoridades não permitirão que retornem para a aldeia.

Da mesma forma, na província tailandesa de Nguyen, também no norte do Vietnã, uma família Hmong foi obrigada a deixar sua aldeia, devido à oposição dos líderes da aldeia contra a sua fé cristã.

Os cristãos Hmong continuam enfrentando o estigma de serem simpatizantes do imperialismo norte americano. Os preconceitos contra eles existem desde a guerra do Vietnã quando alguns deles colaboraram com a CIA.

Fonte: Portas Abertas



Nenhum comentário:

Postar um comentário