sábado, 12 de maio de 2012

Pregadores famosos são acusados de “trair Jesus Cristo” por apoiar candidato mórmon

"Esses pregadores estão quebrando o primeiro mandamento”, afirma Steven Andrew
Joel Osteen, Franklin Graham, Jerry Falwell Jr., Richard Land e Pat Robertson são pastores que lideram ministérios bem conhecidos em quase todo o mundo. Mas agora estão sendo acusados de trair Jesus Cristo, devido a suas posições políticas.

“Esses pregadores têm ignorado a Palavra de Deus. Eles levaram os homens ao erro de votar no mórmon Mitt Romney, que não é cristão”, afirma o pastor Steven Andrew, presidente do Ministério Cristão dos EUA e autor do livro “Fazendo uma nação cristã forte”.

Ele se ofereceu para conversar com esses pregadores em particular, mas nenhum deles aceitou. O pastor rebate, lembrando que a Bíblia ensina: “Os que pecarem deverão ser repreendidos em público, para que os demais também temam. 1 Timóteo 5:20″.

“Esses pregadores estão quebrando o primeiro mandamento, o primeiro dos Dez Mandamentos, o Salmo 1 e a Grande Comissão. Trair Jesus é um pecado maior do que o aborto e pecado homossexual”, acrescenta Andrew.

Para ele a Escritura é clara ao dizer que aqueles que pregam outro evangelhoa são “amaldiçoados” (cf. Gálatas 1:9). “Os cristãos acreditam que Jesus Cristo é parte da Trindade, mas os mórmons afirmam que Jesus é um ser criado, o irmão espiritual de Lúcifer. Como Mórmon, Romney acha que ele vai se tornar um deus. Os cristãos devem lembrar-se disso… Deus não pode abençoar o voto em não-cristãos. Ninguém vai até a Deus senão por Jesus. Isso inclui os EUA”, insistiu o pastor.

O pastor Steven Andrew incentivou recentemente os alunos da Liberty University a serem fiéis a Jesus e convidarem Jesus para ser Senhor de suas vidas, famílias, trabalho e dos EUA. Ele se diz representante dos pastores insatisfeitos e acrescenta desejar que os cristãos orem a Deus, pedindo que envie mais obreiros sérios para os EUA.

“Sem arrependimento Osteen, Graham, Falwell, Land e Robertson nunca serão líderes cristãos. Se eles fossem de Deus, teriam levado nosso país a fugir do mal (cf. Jeremias 23:21-22).

Osteen, pastor da maior igreja evangélica americana, disse que vê os mórmons como irmãos e irmãs em Cristo. Franklin Graham e Pat Robertson afirmaram não verem nenhum problema com Romney ser presidente. Richard Land pediu que o católico Rick Santorum saísse da corrida e levou seu povo a votar em Romney. Jerry Falwell Jr. levou Romney a falar na Universidade Liberty, que é de confissão evangélica… Ron Paul é o único cristão na corrida para presidente”, finaliza Andrew.

De maneira enfática muitos pastores, como Andrew, têm dito que votar em Romney é pecado, mas tampouco aceitam repetir o voto em Obama. Em grande parte as críticas dos evangélicos surgiram porque os líderes que antes apoiavam Obama quatro anos atrás, hoje entendem que suas atitudes recentes comprovaram que ele não é um cristão verdadeiro.

Traduzido e adaptado de Christian News Wire


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/pregadores-famosos-sao-acusados-de-trair-jesus-cristo-por-apoiar-candidato-mormon/#ixzz1ufQXl5c6




Nenhum comentário:

Postar um comentário