domingo, 3 de junho de 2012

CONSCIÊNCIA E CONSEQUÊNCIA



CONSCIÊNCIA E CONSEQUÊNCIA


Leitura: Daniel 3.1-18
Ele nos livrará das tuas mãos, ó rei. Mas se não, não servimos a teus deuses.
(Daniel 3.17-18).

Quase todos os dias enfrentamos questões de consciência. Precisamos escolher entre fazer o que agrada a Deus ou atender aos apelos de nossos desejos egoístas.

Funcionários públicos podem ser tentados a aceitarem ofertas ilícitas e tomarem decisões nada éticas. Empregados às vezes são induzidos a "acertarem" números ou arquivarem relatórios falsos. Estudantes freqüentemente são tentados a "colarem".

Como cristãos, enfrentamos, em nossa vida quotidiana, situações que são verdadeiros testes para nossa consciência. Elas nos ajudam a ver ser levamos a sério a integridade que Deus espera de nós. Sabemos que nossa escolha terá consequências boas ou más, mas o teste real acontece quando precisamos decidir o que fazer.

Qual a maior proteção que podemos ter para evitarmos decisões erradas? Confiar em Deus para cuidar de nós quando fizermos a escolha certa, não importando o que virá depois.

Em Daniel 3, Sadraque e seus amigos tomaram a decisão certa não se curvando diante da imagem de ouro. Eles se atreveram a desobedecer o rei porque confiavam em Deus. Eles disserem que mesmo se o Senhor não os livrasse, ainda assim confiariam nele (vv. 17-18).

Quando enfrentamos questões de consciência, também devemos fazer o que é certo - e deixar as consequências nas mãos de Deus.

Se a Palavra de Deus é o guia de sua consciência, deixe sua consciência ser o guia.


Pb. Donizeti (Um servo do Senhor Jesus a serviço do reino de Deus).

Nenhum comentário:

Postar um comentário