sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Após pressão de ativistas gays, ausência de livros do pastor Silas Malafaia no catálogo da Avon completa dois meses

 Publicado por Tiago Chagas
Após pressão de ativistas gays, ausência de livros do pastor Silas Malafaia no catálogo da Avon completa dois mesesA ausência de livros do pastor Silas Malafaia e materiais da editora Central Gospel no catálogo da Avon completou dois meses. Por um longo período, os produtos ligados ao líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo fizeram parte dos produtos anunciados pela empresa de cosméticos em sua publicação.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
A retirada dos livros do pastor Silas e demais publicações de sua editora aconteceu meses após ativistas gays iniciarem um movimento que ameaçava boicotar a Avon e seus produtos, caso esta não parasse de oferecer os livros da Central Gospel. A edição atual do catálogo traz outras publicações ligadas ao cristianismo, e pode ser conferida neste link.

Inicialmente, a Avon se recusou a retirar a oferta de livros do pastor e de sua editora, porém, na edição do catálogo publicada no dia 13/06 os materiais da editora Central Gospel já não estavam entre os produtos disponíveis para a venda.

Durante a divulgação dos fatos e apuração das informações, o pastor Silas Malafaia negou veementemente que a empresa tivesse retirado seus livros e demais publicações de sua editora do catálogo, e chegou a afirmar que sites cristãos de notícias estariam “comendo na mão de ativistas gays“.

Após a busca de informações por parte do Gospel+ junto à empresa, houve confirmação de que os produtos haviam sido retirados por tempo indeterminado. Com a divulgação dessa informação, o pastor Silas Malafaia divulgou nota em seu site afirmando que a medida tomada pela empresa era programada.

Na época, a Redação do Gospel+ consultou a assessoria de imprensa do pastor Silas Malafaia e da editora Central Gospel, para obter uma declaração, porém os contatos não foram respondidos.

Redação Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário