sábado, 13 de outubro de 2012

Bancada evangélica terá sete vereadores no Rio de Janeiro

IURD elegeu 3 vereadores no Rio; candidato apoiado por Malafaia foi o mais votado

Bancada evangélica terá sete vereadores no Rio de JaneiroBancada evangélica terá sete vereadores no Rio de Janeiro
A bancada evangélica na Câmara Municipal do Rio se fortaleceu na eleição que reelegeu o prefeito Eduardo Paes. Serão sete vereadores (14% dos 51) no quadriênio 2013-2016, que conseguiram o mandato graças à influência de suas igrejas. Isso mostra um crescimento de 75%.
Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) emplacou os três representantes que já estavam na Casa – Jorge Braz (PMDB), João Mendes de Jesus (PRB) e Tânia Bastos (PRB). É a  denominação religiosa que mais elegeu candidatos.
O estreante Alexandre Izquierdo, apoiado pelo pastor Silas Malafaia, foi o oitavo colocado entre os mais bem votados e o mais popular entre os evangélicos. Líder da juventude da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Izquierdo teve 33.356 votos.
“Ele foi líder da Juventude da igreja. É muito preparado intelectualmente. Aí, perguntei a ele: ‘Quer ser pastor ou político?’ Ele disse: ‘Tenho vontade de alcançar posições na política’. Aí decidiu: ‘Vou investir nele! E falei: ‘Se não tem candidato, tenho Alexandre Izquierdo. Mas o voto é seu, vote em quem quiser’”, conta Malafaia.
Alexandre, por sua vez, disse apenas “Esta eleição, nada mais foi do que a mão Dele em nossas vidas”.
Eliseu Kessler, filho do pastor Nemuel Kessler, da Assembleia de Deus, se elegeu  pelo PSD 12.717 votos. Diretor do Centro Esportivo Miécimo da Silva (em Campo Grande, na zona oeste), comemorou no Facebook: “Queridos, quando a vitória vem acompanhada da obediência a Deus, tudo sai perfeito. Esta eleição, nada mais foi do que a mão Dele em nossas vidas nos conduzindo desde o inicio. Nos avisou de tudo antes. Nosso Deus é lindo!!! Minha vida está em suas mãos. Agradeço aos meus 12.717 amigos que depositaram a sua confiança e manifestaram o carinho nas urnas. Através dos mesmos, obtivemos êxito em nosso pleito. Peço a Deus sabedoria e entendimento para legislar em favor de nossa sociedade com lisura e honradez. Muito obrigado!”
Apoiado pelo missionário R R Soares, o médico Jorge Manaia (PDT) também conquistou uma cadeira, com 15.812 votos.
A sétima representante dos evangélicos será a atual veradora Márcia Teixeira, que deve entrar na Assembleia Legislativa do Rio para substituir Miguel Jeovani (PR), agora prefeito eleito de Araruama. Márcia é esposa do apóstolo Ezequiel Teixeira, da igreja Projeto Vida Nova. Ficando como primeira suplente, ela agradeceu segunda-feira (8) no Facebook aos que oraram por ela. ”Estou muito tranquila, adorando e sendo grata ao Senhor porque a Sua vontade é boa, perfeita e agradável. Fiquei na primeira suplência e estamos muito tranquilos, certos de que a boa mão do Senhor está nos direcionando.” Já na terça (9), ele anunciou a boa-nova aos seus seguidores.
O ex-deputado estadual Missionário Armando José (PSB) teve 12.707 votos, mais do que 11 vereadores eleitos, mas não conseguiu entrar e engrossar a bancada dos evangélicos orgânicos.
Silas Malafaia acredita que ainda “há muito preconceito contra os evangélicos” e que as pessoas veem as igrejas como “currais (eleitorais)” de pastores.
“Acham que evangélico é seminanalfabeto, primário, babaca, tapado, idiota. Na minha igreja, tem desembargadores, pelo menos 14 pessoas com doutorado ou cursando doutorado. Eu desafio a garotada: o primeiro que passar para Harvard, a igreja banca todo o curso. Curral é o escambau! Se a Universal fosse curral, seriam oito vereadores, não três”, explica.
Malafaia entende que os 15% de representação na Câmara são “um milagre”, mas afirma que não impõe o voto aos fiéis. “Falo em tudo o que é lugar: ‘Você é livre para votar em quem quiser. Não tem anjo contratado por pastor para fiscalizar e dedurá-lo.’ Quando digo isso, estou respeitando o direito de cada um de votar. Ganho muito mais do que se eu dissesse: ‘Vote aqui’, ou do que se encher o saco, fizer apelação espiritual, não adianta, dizer que este é o candidato de Deus, o resto é do diabo’!”
por Jarbas Aragão


Nenhum comentário:

Postar um comentário