terça-feira, 16 de outubro de 2012

Em queda acentuada nos últimos 50 anos, evangélicos já não são maioria nos Estados Unidos, aponta pesquisa


Em queda acentuada nos últimos 50 anos, evangélicos já não são maioria nos Estados Unidos, aponta pesquisaUma recente pesquisa realizada pelo Instituto Pew sobre Religião e Vida Pública apontou que pela primeira vez os protestantes já não são maioria nos Estados Unidos.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Há 50 anos, a quantidade de evangélicos nos EUA beirava os 70%, e atualmente, somam pouco menos que 50%.

A perda de fiéis das igrejas protestantes no país se deu basicamente entre os brancos, pois entre os negros, não foi registrada queda significativa no percentual.

Como possíveis causa dessa mudança de cenário, estão a desilusão de jovens com as denominações conservadoras, que pregam contra o homossexualismo, a mudança cultural que indica tendência de isolamento social e ainda, o processo de secularização que países ricos sofrem, a exemplo de Canadá e nações europeias. Até então, os Estados Unidos eram a exceção em relação a esse tema.

A pesquisa do Instituto Pew, de acordo com informações do site Último Segundo, aponta ainda que as pessoas que se declaram sem religião são o terceiro maior grupo social do país, com 19% da população, atrás dos católicos, que chegam a 22%.

Porém, os dados que apontam mudanças significativas na sociedade estadunidense são vistos por alguns como algo a ser melhor avaliado. A reverenda Eileen W. Lindner afirmou ao The New York Times que não há motivos para pânico: “Muitas pessoas irão ler este estudo e dizer: ‘Isso é terrível! O que está acontecendo com a nossa cultura?’ Eu, como cientista social e pastora, pediria cautela [...] Muitos jovens não participam muito dos cultos, mas se fazemos um projeto de missão, eles normalmente comparecem. Eles administram as cozinhas, eles constroem as casas no projeto Habitat para a Humanidade. Eles podem até não comparecerem nos domingos, mas não abandonaram a sua fé”, disse, demonstrando tranquilidade.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário