sábado, 3 de novembro de 2012

Artista gera revolta ao dizer que Jesus seria maconheiro e membro de gangue

Rapper Game tenta conciliar sua fé e a realidade da violência urbana
por Jarbas Aragão   
Artista gera revolta ao dizer que Jesus seria maconheiro e membro de gangue Artista gera revolta ao dizer que Jesus seria maconheiro e membro de gangue 
           
Jayceon Terrell Taylor, o rapper americano conhecido como Game, vai lançar seu novo álbum em 11 de dezembro de 2012. O projeto recebe o nome de “Je5us Piece” e a capa apresentada mostra um Jesus maconheiro e membro de gangue.

Vários elementos passam essa imagem. As duas folhas de marijuana, uma de cada lado da cabeça, a bandana vermelha e o uso do número 5 são citações diretas aos Bloods, uma das maiores e mais temidas gangue de Los Angeles.

A escolha do título “Jesus Piece” parece ser um trocadilho com as palavras em inglês para “paz” e “pedaço”, o que pode sugerir, ao mesmo tempo, que Cristo seria a paz para a violência e o dono “do pedaço”. Porém, a corrente de ouro no pescoço e a tatuagem de lágrima em seu rosto são características de vários cantores de rap que defenderem o estilo chamado “gangsta”, com músicas que falam sobre sexo, drogas e violência.

Game explicou numa entrevista de rádio: “Eu vou chamar [o novo álbum] de “Je5us Piece”, porque no ano passado eu fui batizado, então tenho de ir sempre à igreja, mas eu ainda não mudei de ideia… ainda amo visitar clubes de strip tease, fumar e beber. Eu sou fiel à minha família, e queria fazer um álbum mostrando que você pode amar a Deus e continuar vivendo o estilo de vida hip-hop”. Em várias musicas ele tem participações especiais de outros rappers como Kanye West, Nicki Minaj, Trey Songz, Chris Brown, Scarface, Lil Wayne, Wiz Khalifa e Tyga.

A divulgação da capa do novo álbum de Game foi recebida com críticas e gerou um acalorado debate nas redes sociais. “Esta é uma bela obra de arte”, disse o rapper Busta Rhymes pelo Twitter. Outros classificaram o desenho de “infeliz” e de “blasfêmia”.

Adam Holz, que trabalha com a parte musical do ministério Focus on the Family Plugged disse que algumas pessoas podem se ofender em ver Jesus retratado como um bandido. Porém, como uma pessoa que analisou dezenas de álbuns de rap em oito anos, não está surpreso com isso.

“Os artistas de rap muitas vezes querem aproveitar-se de Jesus e do cristianismo, mesmo que eles estejam cantando sobre matar pessoas, suas façanhas sexuais ou o uso de maconha”, disse Holz. “Não é surpresa ver um rapper tão influente fazer isso, mostrando não ver conflito entre os ensinamentos de Jesus e um estilo de vida que passa bem longe do que Jesus ensinou.”

Holz também diz que os cristãos devem orar pela mudança de vida de artistas que dizem acreditar em Jesus Cristo, mas não vivem segundo o que Ele ensinou.

Traduzido de Black Christian News
http://noticias.gospelprime.com.br/artista-gera-revolta-ao-dizer-que-jesus-seria-maconheiro-e-membro-de-gangue/

Nenhum comentário:

Postar um comentário