segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Citando a Bíblia, governador petista apóia “vaquinha” para ajudar mensaleiros

Citando a Bíblia, governador petista apóia “vaquinha” para ajudar mensaleiros
Na última semana o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), saiu em defesa dos políticos condenados pelo processo do mensalão e afirmou que contribuirá, “se procurado”, para a vaquinha que ajudará os condenados no pagamento de multas, segundo informações do Terra. Somadas as multas de José Genoino, José Dirceu e João Paulo Cunha ultrapassam R$ 1,5 milhão.
- Eu, se procurado, contribuirei nos limites da minha solidariedade, com aqueles que são meus amigos. Foram meus companheiros de 20, 30 anos e que eventualmente estão condenados pelo Supremo Tribunal Federal – disse o governador a jornalistas, após reunião com a presidente Dilma Rousseff.
Para defender sua ideia de ajudar os colegas condenados por corrupção, o governador sergipano citou a Bíblia, afirmando que tal ato se trata de um gesto de solidariedade.
- Há um trecho em Mateus que precisa ser lido com mais frequência. É aquele em que o evangelista diz que Jesus relatara que no final dos tempos ele agradeceria às pessoas que o visitaram quando estava doente, que foram à prisão quando ele estava preso – afirmou Marcelo Déda, que falou ainda de companheirismo e amizade para justificar o apoio aos mensaleiros.
- Eu sou de uma geração que aprendeu a valorizar a solidariedade. Solidarizar-se com um companheiro, com um amigo, que eventualmente sofreu uma condenação criminal, não significa nenhum tipo de adesão a um possível erro que foi cometido – justificou o Déda.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário