terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Porque não creio na "Teologia" da Prosperidade

http://www.fedupusa.org/wp-content/uploads/2012/11/49878-bigthumbnail.jpgAltamente difundida em nossos dias, a teologia da prosperidade tomou conta dos templos evangélicos no Brasil. Algumas vezes bastante explícita, outras um tanto "disfarçada". No fundo, a essência é a mesma.

Utilizam-se vários versículos bíblicos para justificarem suas mensagens, de forma que a maioria deles é interpretada de forma isolada, deixando de lado os princípios da boa hermenêutica bíblica.

Os hereges que pregam a mensagem mais densa, relacionam a salvação à contribuição material/dízimo e afins. Esquecem-se que a salvação é dom GRATUITO de Deus e que o ser humano não é justificado por obras, mas sim pelo Sangue de Jesus.

Há também "Os Semeadores".
Utilizam a lei da semeadura para justificar suas mensagens.  
"Se você semear x, deus lhe dará 2x").
Esquecem-se que a lei da semeadura vigora 24h por dia. Não é somente no abrir da carteira, mas também em casa, com os pais, com a esposa, com os filhos, com os vizinhos etc.
Que testemunho temos dado? Quem olha para nós nos identifica como Cristãos? Ou somos só "mais um" neste mundo? Será que ainda somos sal, ou já nos tornamos insossos? Sepulcros caiados.. brancos por foram, podres por dentro. A Palavra de Deus é direta quanto a isso: "Assim, pelos seus FRUTOS os conhecerão".

Os moderados (leia-se lobos vestidos de ovelhas) pregam apenas a parte "boa" da prosperidade, evitando entrar em conflito com os setores mais conservadores da igreja. Logo, relacionam a prosperidade com bênçãos financeiras, saúde, família, etc. Podemos chamá-los de hereges hedonistas.

Os hedonistas (não sou filósofo; faço apenas uma breve consideração sobre o tema) colocavam o prazer como o bem supremo; como a finalidade de suas vidas. Basicamente, os hedonistas não sabem lidar com a "dor" e praticamente a interpretam como algo maligno, não proveniente de Deus e, principalmente, temporária. Não aceitam que a dor pode ser permanente, que uma doença poderá não ter cura e que o fim de uma pessoa poderá ser a morte.

Estes "crentes" hedonistas esquecem-se de versículos como "negue-se a si mesmo", "o menor será o maior", "no mundo tereis aflições", "tomar a sua Cruz e seguir a Cristo" etc.

Qual o problema nisso tudo?

O problema é que estão utilizando os púlpitos para propagar uma mensagem que não salva NINGUÉM.

A missão da igreja na terra não é dar casa, carro, casamento, emprego, salário bom, etc. A Missão da Igreja na Terra é "VÃO E FAÇAM DISCÍPULOS DE TODAS AS NAÇÕES, BATIZANDO-OS EM NOME DO PAI E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO, ENSINANDO-OS A OBEDECER A TUDO O QUE EU LHES ORDENEI. E EU ESTAREI SEMPRE COM VOCÊS, ATÉ O FIM DOS TEMPOS" (Mt 28).

Será que percebemos? Não é somente pregar o evangelho. É fazer discípulos!!
Além do mais, ensinando-os a OBEDECER àquilo que Cristo nos ordenou.
Obediência, Cruz, Negação, Graça, Salvação... Isto é o Evangelho.
Um Evangelho que não se resume a bens materiais e as coisas vãs desta terra.
Quanto às nossas necessidades, Deus é quem cuida dos seus. (Mt 6:30-34)

Nossa missão não é buscarmos conforto, tesouros e posições sociais/eclesiásticas.
Nosso compromisso não é agradarmos aos homens e aumentarmos em números, mas em pregar a genuína e imutável Palavra de Deus para que, um dia, pela Graça (e somente esta), possamos chegar à vida eterna.
E é esta que não está sendo pregada quando os púlpitos são ocupados por servos de Mamon.

Por isso, NÃO CREIO, NÃO DIVULGO e NÃO INCENTIVO nada relacionado à "Demonologia da Prosperidade", nas palavras do célebre Maurício Zágari.

Que a Paz e a Graça de Cristo Jesus esteja com todos.
L. L.

---

Cl 3:1-11
(1) Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.
(2) Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas.
(3) Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus.
(4) Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com ele em glória.
(5) Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.
(6) É por causa dessas coisas que vem a ira de Deus sobre os que vivem na desobediência,
(7) as quais vocês praticaram no passado, quando costumavam viver nelas.
(8) Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar.
(9) Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas
(10) e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador.

Precisamos de mais cristãos com os frutos de Gl 5:22 do que com as obras de Gl 5:19-21.

Gl 5:22-23
(22) Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,
(23) mansidão e domínio próprio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário