quinta-feira, 30 de maio de 2013

ADUD diz que gravação com diálogos picantes do pastor Marcos Pereira é “forjada e mentirosa”; Senador Magno Malta afirma que inquérito é inconsistente. Assista

ADUD diz que gravação com diálogos picantes do pastor Marcos Pereira é “forjada e mentirosa”; Senador Magno Malta afirma que inquérito é inconsistente. Assista
A Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) divulgou uma nota oficial em seu site repudiando a divulgação da gravação em que o pastor Marcos Pereira supostamente dialoga com uma fiel sobre aventuras sexuais.
De acordo com a ADUD, a gravação é “forjada e mentirosa”, e teria sido “divulgada com a única intenção de manipular a opinião pública”.
O áudio referido contém diálogos picantes entre um homem e uma mulher, e segundo os jornais Extra e O Dia, a voz masculina é atribuída ao pastor Marcos Pereira. A conversa, permeada de termos chulos e explícitos, contém detalhes do que seria uma relação extraconjugal.
“O pastor Marcos Pereira é inocente, e palavras chulas numa gravação sem nenhuma autenticidade não vai mudar isto! Vejam os pronunciamentos do Deputado Paulo Ramos e do Senador Magno Malta, das supostas vítimas arroladas no inquérito que sequer foram ouvidas pelos investigadores. Ouçam os acusadores que se dizem coagidos, escancaradamente coagindo as testemunhas. Há uma inversão de papeis nesse ‘esquema’”, pontuou a nota de ADUD.
A repercussão do caso envolvendo o pastor Marcos Pereira foi comentada pelo senador Magno Malta durante uma sessão da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. De acordo com o discurso de Malta, há inconsistências severas no inquérito e boa parte das testemunhas não foram ouvidas pelo delegado responsável, que teria assumido o caso com as investigações em andamento.
Magno Malta ainda observou que o pedido de prisão preventiva foi feito pelo Ministério Público por orientação da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), e aceito pelo juiz da Comarca de São João de Meriti sem que houvessem provas materiais contra o pastor Marcos Pereira.
Em seu discurso, o senador Magno Malta observou ainda que há gravações de integrantes do AfroReggae orquestrando depoimentos para acusar Marcos Pereira, e ressaltou que a falsa comunicação de crime no Brasil é um crime previsto em lei, mas os integrantes do AfroReggae não estão sendo investigados por isso.
Malta comentou as gravações feitas com diálogos picantes permeados de termos chulos que supostamente comprovariam um caso extraconjugal de Marcos Pereira dizendo que “fica feio para um pastor” ser gravado falando “sacanagem”, mas observou que isso “não manda prender” ninguém. O senador ainda frisou que, caso se prove que Marcos Pereira estuprou alguma das mulheres mencionadas no inquérito, ele deve “apodrecer na cadeia”.
Assista ao discurso de Magno Malta:
Leia a íntegra da nota divulgada pela ADUD sobre a gravação supostamente “forjada”:
Gravação forjada e mentirosa contra o Pr. Marcos Pereira não abala povo de Deus.
A Assembléia de Deus dos Últimos Dias repudia qualquer arma forjada e divulgada com a única intenção de manipular a opinião pública.
Há alguns dias a imprensa divulgou uma gravação sem embasamento legal e sem perícia técnica. Tal atitude deixa mais claro que existe um “esquema” para denegrir e escandalizar a nossa amada igreja. Tirar o foco da falta de provas, da incompetência técnica, da negação da defesa parece ser o objetivo atual do “esquema”.
O pastor Marcos Pereira é inocente, e palavras chulas numa gravação sem nenhuma autenticidade não vai mudar isto!
Vejam os pronunciamentos do Deputado Paulo Ramos e do Senador Magno Malta, das supostas vítimas arroladas no inquérito que sequer foram ouvidas pelos investigadores.
Ouçam os acusadores que se dizem coagidos, escancaradamente coagindo as testemunhas. Há uma inversão de papeis nesse “esquema”.
A ADUD convida o leitor a fazer a sua própria perícia no áudio divulgado, a questionar por que não há NENHUMA prova que incrimine nosso pastor em mais de 14 meses de investigação e por que ele está preso.
Hoje é o nosso amado Pastor Marcos Pereira que está sendo perseguido. Amanhã poderá ser aquele homem de Deus que ministra sua vida todos os dias…seu pastor!
A Democracia, o Estado de Direito, a Liberdade Religiosa e a própria Constituição estão sendo afrontadas nesse caso.
Não deixem que a vontade de um pequeno grupo de pessoas seja maior do que a verdade.
Vamos buscar nosso direito de defesa!
Não vamos entregar nossa Democracia assim tão facilmente.
Pelos nossos filhos, pelos nossos netos… Pelo nosso País! Pela Verdade! Por uma imprensa livre de interesses!
Nosso querido pastor Marcos Pereira da Silva é inocente de TODAS as acusações imputadas.
Vamos orar, pedir a Deus que a verdade e a liberdade do Pastor Marcos Pereira venham logo, pois o Povo de Deus não aguenta mais essa injustiça.
Vamos orar pela Justiça!
#LiberdadePastorMarcosPereira
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário