domingo, 30 de junho de 2013

Jean Wyllys classifica Marcha para Jesus de São Paulo como “marcha para longe de Jesus”

Jean Wyllys classifica Marcha para Jesus de São Paulo como “marcha para longe de Jesus”
No início da noite desse sábado o deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ) fez comentários a respeito da Marcha para Jesus de São Paulo. Através do Twitter, Wyllys afirmou se tratar de uma marcha “para longe de Jesus”, e comentou sobre as vaias recebidas pelo ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) durante o evento.
- E a marcha para (longe de) Jesus mostrou ao governo do PT que de nada adiantou este ter traído suas bandeiras históricas, né? – afirmou o deputado, ao comentar sobre as vaias recebidas pelo ministro.
Jean Wyllys ainda classificou os evangélicos como fundamentalistas, ao dizer que o governo do PT teria ignorado outros segmentos da sociedade em favor dos evangélicos, e que em troca recebeu uma vaia durante o evento na capital paulista.
- O governo do PT fez o que fundamentalistas queriam – praticamente ignorou DHs de minorias – e os fundamentalistas lhe deram vaia em troca! Com o ministro Carvalho vaiado e cartazes anti-Lula, a marcha para (longe de) Jesus mostrou ao governo do PT que de nada adiantou adulá-la! – completou Jean Wyllys, criticando a proximidade do governo da presidente Dilma com líderes evangélicos.
- De que adiantou o governo federal IGNORAR os DHs de minorias pra agradar aos fundamentalistas religiosos da base do governo? Respondam-me! – ressaltou o parlamentar.
Jean Wyllys criticou também o partido Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, está usou a Marcha para Jesus para colher assinaturas necessárias para a formalização do registro da sigla.
- Se Marina coleta assinaturas na marchinha de Malafaia e na Marcha para Jesus (na Parada Gay, não) está dizendo que Rede é essa, né? – dizia uma mensagem retransmitida por Wyllys, que em seguida afirmou que a Marina Silva não é uma melhor alternativa que o governo Dilma.
Por Dan Martins, para o Gospel+


Nenhum comentário:

Postar um comentário