segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Bancada evangélica intercedeu pelo pastor Marcos Pereira ao ministro da Justiça, diz jornalista

Bancada evangélica intercedeu pelo pastor Marcos Pereira ao ministro da Justiça, diz jornalista
O caso do pastor Marcos Pereira, acusado deestupro de fiéis da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), foi levado ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo por integrantes da bancada evangélica.
A informação foi revelada pelo jornalista Lauro Jardim, em sua coluna Radar Online, no site da revista Veja. De acordo com Jardim, o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) liderou o grupo de dezessete parlamentares.
Na reunião com o ministro da Justiça, os parlamentares se queixaram da forma como a Polícia Civil está conduzindo o caso, e disseram que a investigação não é imparcial.
O ministro Cardozo ouviu ainda um pedido dos deputados para que a investigação fosse conduzida na esfera federal, com o caso sendo entregue a autoridade policial que não sofresse influências. Segundo o jornalista, José Eduardo Cardozo se recusou a interferir.
O grupo de deputados federais que se reuniram com o ministro era formado por João Campos (PSDB-GO), Anthony Garotinho (PR-RJ), Roberto Lucena (PV-SP), Arolde de Oliveira (PSD-RJ), Jair Bolsonaro (PP-RJ), Pastor Eurico (PSB-PE), Francisco Floriano (PR-RJ), Adrian Mussi (PMDB-RJ, Alexandre Santos (PMDB-RJ), Washington Reis (PMDB-RJ), missionário José Olimpio (PP-SP), Leonardo Quintão (PMDB-MG), Zequinha Marinho (PSC-PA), Eduardo da Fonte (PP-PE), Costa Ferreira (PSC-MA), Fernando Jordão (PMDB-RJ) e Aureo Lídio Moreira Ribeiro (PRTB-RJ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário