terça-feira, 27 de agosto de 2013

Manifestantes pedem justiça em frente a casa de mãe que abandonou bebê

Foto: Xiru Gonçalves

Com cartazes pedindo “justiça”, grupo de manifestante
s realizou protesto também em frente ao Fórum e a Delegacia
Gritos de “assassina na cadeira” e “Patrícia assassina” puderam ser ouvidos em meio ao protesto, que foi acompanhado pela Brigada Militar
A última sexta-feira (23) marcou um protesto da comunidade canguçuense por pedido de justiça. Um grupo de manifestantes se uniu e foi até a frente da casa onde um bebê recém nascido foi encontrado morto e mutilado por cães, para pedir a prisão da mãe do bebê.
No local, que fica ao lado da casa da suposta autora do crime, na travessa 5 da Estrada da Pedreira, o grupo de cerca de 30 pessoas gritou frases como “assassina na cadeia” e “bebê não é ração para dar para cão” e “Patrícia, assassina”.
O protesto, que pedia solução para o crime, foi acompanhado por alguns policias da Brigada Militar.
Relembre o caso:
Moradores da Estrada da Pedreira, na Vila Nova, encontraram o corpo de um bebê no final da tarde do dia 15. Fábio Quintana foi uma das primeiras pessoas que chegou ao local. Segundo ele, havia cachorros junto ao corpo, o que chamou sua atenção.
- Percebi que havia uma criança abandonada... uma coisa lamentável. Os cachorros já tinham comido uma perna ou um bracinho - relatou.
O morador comunicou funcionários da prefeitura e espantou os cães do local. O bebê estava próximo a uma das paredes laterais do imóvel, localizado numa esquina, na Estrada da Pedreira.
> Veja o vídeo do protesto:

Fonte Canguçu online

LEMBRE O CASO CLICK AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário