quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Ministério Público tenta reverter liberdade de mulher que abandonou filho


Foto: Xiru Gonçalves
Algumas pessoas teriam tentado agredir a mulher
Delegada Paula Vieira também deseja conseguir novos elementos sobre o caso para pedir, novamente, a prisão preventiva da acusada

O Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS) informou ao G1, em matéria publicada nesta quinta-feira (29), que está analisando um recurso movido pelo Ministério Público, que tenta reverter a decisão do judiciário de deixar P.H.C., de 24 anos, responder o processo pelo abandono e morte do filho recém nascido em liberdade. A delegada, Paula Vieira, ressaltou que também buscará novos elementos sobre o caso para pedir a prisão preventiva da acusada:

- Ela vai responder ao inquérito em liberdade e nós tentaremos buscar fatos novos para poder fazer uma nova solicitação. Temos algumas diligências pendentes ainda. Precisamos de uma avaliação psicológica dela também - diz.

O caso, ocorrido em 15 de agosto, ainda revolta a população do município. Algumas pessoas tentaram agredir a mulher, segundo a polícia. Passeatas e protestos foram registrados nos últimos dias. À polícia, a jovem afirmou que não sabe quem é o pai do bebê e que o abandonou por não ter condições financeiras, além de não ter admitido a gestação para a família. Ela tem uma outra filha, de dois anos de idade.
Com informações: G1



Nenhum comentário:

Postar um comentário