quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Pastor Silas Malafaia volta a criticar a Igreja Católica: “Querem Jesus, mas não querem Sua Palavra”

Pastor Silas Malafaia volta a criticar a Igreja Católica: “Querem Jesus, mas não querem Sua Palavra”
Desde que criticou o discurso de simplicidade do papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o pastor Silas Malafaia vem travando embates com fiéis católicos a respeito da liturgia da denominação.
Nesta quarta-feira, Malafaia voltou a tecer críticas ao fato de que a Igreja Católica prega que Maria, a virgem que deu à luz Jesus, seja intercessora junto a Deus.
“Palavras de Jesus : João 14.6 ‘Eu sou o caminho a verdade e a vida. Ninguém vem ao pai, senão por mim’. Jesus é o único caminho,o resto é conversa. Em nenhum momento o papa fala para ler a Bíblia, vamos ver Jesus: João 5.39 ‘Examinai as escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna…’ Desafio : em que lugar da Bíblia o Deus pai, filho e Espírito Santo diz que Maria é nossa intercessora? Maria reconhece Jesus como Senhor Lucas 1.46. Cristianismo fajuta. Querem Jesus, mas não querem a sua palavra. O instrumento da verdade teológica do cristianismo é a Bíblia”, escreveu o pastor no Twitter.
twitter silas malafaia
Diante das críticas feitas pelos católicos, o pastor voltou a falar sobre o assunto, sugerindo que os fiéis católicos lessem suas Bíblias a fim de encontrar referências que baseassem suas crenças.
“Vão me responder com a Bíblia ou com conversa fiada? Queridos católicos, leiam a Bíblia, depois a gente conversa.Vamos, leiam! É o livro de Deus. Onde a Bíblia diz que Maria é intercessora? Diga a passagem bíblica. A Bíblia diz 1 Tm2.5: ‘Há um só Deus e um só mediador, Jesus Cristo’. Os textos citados se encontram em qualquer versão de bíblia católica. Quem define a verdade no cristianismo é a Bíblia, o resto é heresia. A verdade dói, confronta, expõe e muitos não suportam isso. Quer saber o que é verdade no cristianismo? Leia a Bíblia”, orientou o pastor.
A reação dos católicos e demais seguidores não-evangélicos do pastor não foi amigável. Um internauta retrucou dizendo que os evangélicos gostariam de ser liderados por um único sacerdote, assim como os católicos: “Inveja de vocês, em ter um pastor que norteasse os ‘diversos’ templos evangélicos… Que ‘unisse’… Entendo…”, zombou.
A ironia também foi outra ferramenta bastante usada contra as publicações feitas pelo líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo: “O pastor Malafaia tá ensinando o papa a rezar a missa. Vamos acompanhar”, publicou uma usuária.
“Pastor Malafaia, até um rato de esgoto é mais cristão do que você”, atacou outra usuária. Malafaia limitou-se a responder: “Em nome de Jesus, que a cura, o milagre que você precisa, aconteça na sua vida. Fique na paz de Cristo”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Um comentário:

  1. Isso é a mais pura verdade, todo mundo quer Jesus, mais seguir seus conselhos não.
    Querem seguir seus próprios pensamentos e corações.

    ResponderExcluir