segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Líder de igreja é degolado enquanto orava por homem enfermo

Perseguição religiosa no Nepal aumentou nos últimos tempos

Líder de igreja é degolado enquanto orava por homem enfermoLíder de igreja é degolado enquanto orava
Debalal, 36, era líder de uma pequena igreja do Nepal. O líder evangélico era conhecido por visitar frequentemente pessoas doentes e oferecer conforto e orar pela sua cura.
No início da manhã de domingo, 20 de outubro, ele foi chamado à casa de Kumar Sardar, 29 para orar pela sua cura. Kumar é hindu e estava doente há alguns meses.  Ele morava cerca de 30 minutos de distância da casa da família de Debalal.
A esposa de Kumar pediu naquele domingo que orassem pelo seu marido, que estava chorando, reclamando de uma dor aguda em seu corpo. Enquanto Debalal ajoelhou-se para orar, fechou os olhos. Não percebeu quando Kumar levantou-se e saiu do quarto. Poucos minutos depois voltou segurando um khukuri, uma faca tradicional com uma borda curva.
Antes que pudesse reagir, Kumar cortou sua garganta. Debalal morreu sem saber o motivo pelo qual era odiado. Segundo foi noticiado pela Missão Gospel for Asia, que ajudava no sustento de Debalal, Kumar está sob custódia policial.
“Oposição, perseguição e martírio são parte do custo de seguir o Senhor e levar o Evangelho a um mundo desesperadamente necessitado”, disse K P Yohannan, diretor geral da Gospel for Asia.”Sempre ficamos com o coração partido quando perdemos alguém, mas enquanto choramos aqui na terra, há alegria no céu pelos que vieram a conhecer Jesus através deste homem.”
A esposa de Debalal e seus dois filhos, de 9 e 15 anos, estão sendo atendidos pela igreja local durante este tempo.
“Debalal era um servo fiel de nosso Senhor Jesus Cristo”, disse o bispo Narayan Sharma, líder do trabalho missionário no Nepal. ”Ele era diligente no ministério do Senhor e ajudou a trazer muitos para o Reino de Deus.”
Assim como ele, centenas de crentes no Nepal enfrentam diariamente a perseguição por causa de sua fé. O extremismo hindu vem crescendo no país nos últimos anos.   O Código Penal nepalês, no artigo 160 prevê punição para toda tentativa de conversão ou desvio da religião hindu “por qualquer método”.
As pessoas que forem flagrada pregando outra religião além do hinduísmo ou distribuindo textos religiosos não-hindus, podem ser condenadas a pagar uma multa de 50 mil rúpias (cerca de 1300 reais) e até cinco anos de prisão. Se a pessoa que desobedece a lei for estrangeira, será imediatamente expulsa, o que tem prejudicado o envio de missionários de outros países para o Nepal. Com informações de Charisma News e Gospel for Asia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário