sábado, 5 de outubro de 2013

Marina se dispõe a ser candidata a vice de Eduardo Campos, esta aliança suprendeu o Planalto

Segundo interlocutores de Marina Silva, na conversa com Eduardo Campos, a ex-senadora se colocou à disposição para ajudar no que for preciso, inclusive para ser vice numa chapa presidencial, se for necessário.

Ela deixou claro nesta conversa que quer acabar com a dicotomia entre PT e PSDB, governo e oposição, no cenário político brasileiro. Dessa forma, ela acertou a filiação ao PSB, relatou esse mesmo aliado da Rede.

O anúncio sobre a aliança será ainda nesta tarde numa entrevista à imprensa com os dois juntos.
por Gerson Camarotti


Oposição ganha com aliança entre Marina e Eduardo, diz tucano

por Gerson Camarotti
 O presidente em exercício do PSDB, senador Cássio Cunha Lima (PB), elogiou a aliança de Marina Silva com Eduardo Campos para a disputa de 2014.
“Ganham as oposições, quem não queria a candidatura de Marina era o Palácio do Planalto. Portanto, um quadro mais competitivo é um bom sinal para a eleição”, disse ao blog o tucano.


Planalto foi surpreendido com articulação entre Marina e Eduardo

O Palácio do Planalto foi pego de surpresa com a aticulação na última hora entre Marina Silva e Eduardo Campos para a disputa presidencial do ano que vem. Segundo um interlocutor da presidente Dilma Rousseff, ainda não é possível dimensionar o impacto da aliança entre os dois na campanha de 2014.
Mas a notícia foi recebida com preocupação no núcleo do governo.
Esse mesmo interlocutor da presidente reconhece que o melhor cenário era com Marina fora da disputa. Não se imaginava agora que ela poderia participar numa chapa com Campos.

por Gerson Camarotti

Fonte: g1 


Nenhum comentário:

Postar um comentário