terça-feira, 30 de abril de 2013

Que evangelho estamos pregando?


Vídeo – “Sou a favor do Marco Feliciano. Sei que estou errado”, diz homossexual em entrevista à cantora Vanilda Bordieri. Assista

Vídeo – “Sou a favor do Marco Feliciano. Sei que estou errado”, diz homossexual em entrevista à cantora Vanilda Bordieri. Assista
A polêmica levantada a partir das declarações polêmicas do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) trouxeram o tema homossexualidade e a visão do cristianismo sobre a questão para uma discussão mais detalhada dentro das igrejas e na sociedade.
A cantora pentecostal Vanilda Bordieri tem um programa na web e tratou sobre a questão da homofobia com um convidado homossexual.
Segundo Bordieri, sua intenção era mostrar que existem homossexuais que não enxergam a postura das igrejas evangélicas como homófobas.
O convidado pela cantora, Robson Coragem, afirmou ser filho de pais cristãos e nascido no meio evangélico, mas que desde a infância carregava “trejeitos”. Questionado se é a favor do pastor Marco Feliciano, respondeu afirmativamente: “Sou a favor. Acho que ele está certo, porque eu sou a favor da Bíblia. O que eu estou fazendo é errado”, disse.
Sobre a questão do casamento gay, Coragem afirmou que “acha que [os homossexuais] até podem ir morar junto, mas não estar se expondo”.
Coragem disse ainda que quando se lembra dos ensinamentos aprendidos na infância, fica “muito confuso”, pois a homossexualidade é uma coisa com a qual ele afirmou lutar “diariamente”.
“Sofro, choro no meu quarto, trancado. É uma coisa que eu sempre falo para os meus amigos íntimos: eu não queria ser [gay]. O que eu passo, eu não desejo pra ninguém”, afirmou Robson Coragem à cantora Vanilda Bordieri.
Vanilda questionou se Coragem teria medo do arrebatamento, e o rapaz respondeu prontamente: “Tenho. Eu sei que se Jesus voltar hoje, eu vou ficar”, disse, antes de complementar dizendo que a forma que a igreja tem para ajudá-lo é com “oração, amor, carinho, pois a maioria dos gays não tem isso”.
Confira a íntegra da entrevista concedida por Robson Coragem à cantora Vanilda Bordieri:
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Paralítico é curado no Gideões e pastor desafia Jô Soares a divulgar

“Filma isso Jô Soares, filma isso, filma isso”, pedia Abílio Santana.
por Michael Caceres

Paralítico é curado no Gideões e pastor desafia Jô Soares a divulgarParalítico é curado no Gideões e pastor desafia Jô Soares a divulgar
Durante mensagem ministrada na sexta-feira (26) pelo pastor Abílio Santana, no Congresso do Gideões Missionários da Última Hora, um paralítico foi curado e o pastor desafiou o apresentador Jô Soares a divulgar o milagre.
Pastor Abílio, que já foi alvo de polêmica quando disse em uma de suas pregações que Jesus tinha casa na praia, elogiou o trabalho de Marco Feliciano na Câmara e afirmou que estava triste por conta de vários parlamentares que se calaram e não apoiaram o deputado.
Também convidou o pastor Marco a ler Levíticos capítulo 20 versículo 13 que condena a prática homossexual.
“Eu quero dizer que Deus vai levantar um grupo para segurar forte lá em Brasília. Eu estou lhe dizendo: O senhor não está sozinho. Deus vai levantar em 2014 homens comprometidos com a verdade para estar lado a lado com o senhor”, disse o conferencista.
Pouco tempo depois de ler textos e tecer comentários sobre as manifestações contrárias a permanência de Feliciano na CDHM ergueram um cadeira de rodas em meio a multidão e levaram no púlpito – um paralítico havia sido curado.
Muito emocionado Abílio pedia: “Filma isso Jô Soares, filma isso, filma isso”, desafiando o apresentador a mostrar o milagre em seu programa.
Assista:
Noticias gospel prime
  http://noticias.gospelprime.com.br/paralitico-cura-gideoes-jo-soares-abilio-santana/

segunda-feira, 29 de abril de 2013

“Feliciano me representa” gritam fiéis ao pastor no Gideões

Evangélicos receberam o parlamentar ao som do Hino Nacional gritando “Feliciano me representa”.
por Michael Caceres

“Feliciano me representa” gritam fiéis ao pastor no GideõesMarco Feliciano é aclamado por evangélicos no Gideões
Milhares de evangélicos vindos de diversas partes do Brasil se reúnem todos os anos na cidade de Camboriú, Santa Cataria para acompanhar as reuniões do maior congresso de missões da atualidade, o Congresso Internacional de Missões dosGideões Missionários da Última Hora.
Pregando desde 2001 no evento, Marco Feliciano, pastor e deputado federal pelo Partido Social Cristão, é sempre um dos conferencistas mais aguardados no evento. Neste domingo (28) não foi diferente. Desta vez o motivo era outro.
Envolvido em polêmicas desde que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) o parlamentar tornou-se principal notícia nas mídias do Brasil.
Ativistas chegaram a acusá-lo de racismo e homofobia por causa de declarações polêmicas do evangélico nas redes sociais. Feliciano havia dito que “africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”.
Desde então, milhares de manifestantes haviam promovido campanhas pedindo a saída do deputado da liderança do colegiado. Uma das igrejas de seu ministério, Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, chegou a cancelar suas agendas com o líder por causa de manifestações na entrada do templo.
Nesta manhã centenas de jornalistas e sites de notícias esperavam a pregação de Feliciano, que ao assumir o altar informou: “Os jornalistas que quiserem ouvir minha declaração sobre a Comissão de Direitos Humanos terão que ficar até a noite, pois só falarei a noite”, passando o microfone para outro pregador.
Feliciano assumiu o altar à noite, por volta das 21 horas e foi aclamado pela multidão em Camboriú. Milhares de evangélicos receberam o parlamentar ao som do Hino Nacional gritando “Feliciano me representa”.
Marco Feliciano evitou falar sobre a CDHM, apenas agradeceu o apoio dos principais líderes evangélicos, entre eles: Abner Ferreira, Renê Terra Nova, Silas Malafaia, Samuel Ferreira, Bispo Manoel Ferreira, entre outros.
O parlamentar também criticou a mídia secular, lembrou o título da revista Istoé “O homem que afrontou o Brasil. Por que ele não cai?”, e respondeu: “Não caiu por causa das orações dos crentes”, disse antes de destacar: “Nunca houve tanta oração por uma única pessoa”.
“Pinçaram palavras polêmicas desenhando uma figura de um monstro. Se eu fosse um monstro não teríamos esta multidão me assistindo. Minhas pregações não despertam o ódio, despertam a convicção de seus pecados”, continuou.
Feliciano aproveitou a ocasião para incentivar os evangélicos a boicotarem as emissoras de televisão que tem se manifestado contra os evangélicos: “Não assistam mais suas novelas”.
Assista:
Fonte :gospe lprime http://noticias.gospelprime.com.br/marco-feliciano-gideoes-missionarios/

Vídeo – Pastor Silas Malafaia diz que ativistas gays querem destruir a família e calar evangélicos controlando a mídia; Assista na íntegra

Vídeo – Pastor Silas Malafaia diz que ativistas gays querem destruir a família e calar evangélicos controlando a mídia; Assista na íntegra
Na última edição do programa Vitória em Cristo, o pastor Silas Malafaia dedicou boa parte do tempo para falar sobre o que classificou de “tentativa de destruição da família e da desconstrução da heteronormatividade”.
O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo atentou para o conceito de que o conceito de família tradicional é importante para a manutenção do equilíbrio social: “Família não é uma questão de evangélicos. É uma questão de civilização”, disse, citando uma das propostas da militância homossexual como ilustração do que pode ser imposto à sociedade com as exigências dos ativistas: “Uma conversa que até em certidão de nascimento não vai poder colocar pai e mãe”.
Falando aos evangélicos, Malafaia disse que “quando a Bíblia fala que nós temos que transformar o mundo, eu garanto pra vocês que não é dentro da igreja”, disse, fazendo referência ao texto de Romanos 12:2. “A igreja evangélica brasileira, durante muitos anos, ela ficou no monte da religião, dentro de quatro paredes, como se fossemos anjos, e não cidadãos. Como é que vamos transformar o mundo se não questionarmos o modus vivendi dessa sociedade?”, questionou.
“Há um jogo pra nos alijar do processo democrático”, disse Malafaia, citando que há uma patrulha contra a opinião de líderes religiosos, o que enfraqueceria a democracia. O pastor ainda voltou a criticar a postura das igrejas dizendo que “nosso povo tem medo de confrontar a sociedade”.
Malafaia citou em sua fala, iniciativas de ativistas gays contra ele como indício de uma orquestração contra a postura adotada por líderes evangélicos, de confrontar as pretensões da militância homossexual, e disse que o pastor Marco Feliciano seria uma espécie de “bode expiatório”.
“Tenho divergências com ele, mas não sou criança. Eu sei ver o jogo que é feito, e pasmem: aqueles que dizem defender os direitos humanos, todos eles, são a favor do aborto. Que moral esses camaradas tem? [...] Acordem líderes evangélicos! Não tem nada a ver com ele. É um jogo ideológico para nos denegrir e alijar de todo o processo. E agora todos os deputados do PT renunciaram à comissão [que Marco Feliciano preside]. Quer dizer que não é uma questão de um deputado, é questão partidária. Depois vem bater na nossa porta, pra pedir votos, com a cara mais lavada e dizer que são nossos amiguinhos”, bradou o pastor Malafaia.
O pastor ainda apontou uma questão, que segundo ele, mostra a imparcialidade dos veículos de comunicação em geral no episódio: “A mídia, que mais de 40 dias assentou o pau em Marco Feliciano, mostrando protestos com palavrão – que eles não mostram – com ofensas… Os evangélicos foram à Comissão de Constituição e Justiça e fizeram um protesto pacífico, sem uma palavra, sem palavrão, por dois condenados do mensalão, e a imprensa… pouco se falou disso aí”.
Silas Malafaia resumiu as questões mencionadas por ele dizendo que o método dos grupos e políticos envolvidos na “tentativa de desconstrução da família” passa por uma espécie de mordaça: “Querem controlar a mídia e nos calar nos veículos de comunicação. É uma minoria, que vem aí com uma história de marco regulatório”, afirmou.
O pastor convidou os telespectadores para participarem da manifestação que será feita em Brasília, no dia 05 de junho, às 15h00, e citou nomes de diversos líderes evangélicos que estão incentivando o evento.
Confira no vídeo abaixo, a íntegra da edição do programa Vitória em Cristo do último sábado, 27 de abril:
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

sábado, 27 de abril de 2013

6º Congresso de Jovens - Ágape [Vídeos, Fotos e Reportagem]


O Grupo de Jovens ÁGAPE
O Grupo Jovem Ágape da Cidade de Canguçu/RS realizou o 6º Congresso de Jovens nos dias 20 e 21 de Abril de 2013.

O tema foi: "Jovens em busca de santidade" (I Ts 5.23-24).
O encontro aconteceu na Igreja Assembleia de Deus Gideões (Rua José Bonifacio nº 312), e teve por preletor o Evangelista Gabriel Tunes de Rio Grande/RS e o louvor a cargo do cantor Leonardo Vieira de Novo Amburgo/RS. Houve a participação especial do Grupo de Expressão Filhas do Rei, também de Rio Grande/RS.

Em todas as reuniões foi enfocado o tema e o Evangelho da Cruz, fazendo-se manifesta a Glória de Deus em todas as reuniões. No final o poder de Deus envolveu a juventude de uma forma extraordinária, fazendo com que os jovens fossem renovados no Espírito Santo de Deus.

 O Grupo de Expressão Filhas do Rei foi tomado pela Glória de Deus, envolvendo as participantes de uma forma que não podiam controlar-se. A Igreja chorava e falava mistério em línguas estranhas, conforme o Espírito Santo concedia que falasse.

Mais Fotos do Congresso: Clique Aqui


Os Preletor: Evangelista  Gabriel Tunes Rio Grande/RS.
Cantor Leonardo Viera – Novo Hamburgo/RS.


Entrada das bandeiras
Grupo de expressão "Nascidas para Adorar"


Momento final


Grupo de expressão Filhas do Rei




Coral Ágape - Canguçu/RS

 Grupo de Expressão - Filhas do Rei - Rio Grande/RS

 Cantor Leonardo Viera no 6º Congresso da Juventude de Canguçu/RS


DVD desta festa: Entrar em contato com Daniel Nunes Produções - Fone 53 - 84086789 

-------------------------
-------------------------

Demais Fotos do Congresso - Clique Aqui

6º Encontro de Jovens

Está acontecendo neste final de semana o 6º Encontro de Jovens Ágape na Igreja Assembleia de Deus - Gideões de Canguçu/RS.

O evento conta com a participação do Preletor Ev. Gabriel Tunes (Rio Grande) e o Cantor Leonardo Vieira (Novo Amburgo), além da participação do Coral de Jovens Ágape e irmãos locais.

Neste sábado o Ev. Gabriel esteve trazendo uma poderosa mensagem de Deus à Igreja, sob o tema "Os Dois Jardins". Neste domingo, pela manhã, aconteceu a Manhã Missionária, onde o preletor ministrou sobre os desafios de uma chamada missionária inspirado nas viagens de Paulo à Roma.

Nesta tarde de domingo, as 14:00h, ocorrerá uma Tarde de Louvor à Deus, com diversas participações, incluindo o Grupo de Expressão Filhas do Rei, de Rio Grande.

Seguem abaixo algumas fotos do evento.

Aguardamos a sua presença.

Cultos de Hoje - Domingo - 21/04/2013
14:00h - Tarde de Louvor
18:00h - Culto de Encerramento


Entrada das Bandeiras
Coral de Jovens Ágape


Coral de Jovens Ágape


Pr. Magnus apresentando o Cantor


Pr. Magnus apresentando o Preletor


Grupo de Expressão


Cantor Leonardo Vieira


Preletor Ev. Gabriel Tunes


Oração


Lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho

Jovens invadem as ruas de canguçu/RS. e fazem convite para Festividade da Igreja.


Com objetivo de convidar  para o 6º Congresso de jovem que ocorreu , nos dias 20 e 21 de Abril  de 2013.

Alguns jovens da Igreja Assembleia de Deus Gideões, Movidos pelo Espírito Santo de Deus invadem as ruas de Canguçu/RS. E fazem convite aos Jovens que sai às ruas da Cidade em busca de Prazer e divertimento.

O evangelismo ocorreu entre as 21 horas e trinta minutos, até a meia noite de sexta dia 19 de abril de 2013.

Alguns poucos Jovens rejeitaram o  convite, e alguns poucos faziam piadinhas com respeito aos jovens que em momento algum se deixaram abalar.

Mas porem, a maioria agradeceu pelo convite de forma gentil e respeitosa, o que alegrava e incentivava os valentes Jovens que continuava convidando e repetia as palavras, Jesus tem uma bênção para você.



















































































































































sexta-feira, 26 de abril de 2013

Marco Feliciano já está em Camboriú para os Gideões 2013

Ativistas gays prometeram manifestações contra o pastor no evento.
por Michael Caceres

Marco Feliciano chega em Camboriú para os Gideões 2013Marco Feliciano chega em Camboriú para os Gideões 2013
Na noite desta quinta-feira (25) Marco Feliciano, deputado federal (PSC-SP), chegou ao Litoral Norte de Santa Catarina para o 31º Congresso Internacional de Missões do GideõesMissionários da Última Hora — Feliciano é um dos conferencistas do Congresso.
Envolvido em diversas polêmicas desde que assumiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, Feliciano foi conduzido de helicóptero até um local próximo ao Pavilhão dos Gideões e depois de carro até o Ginásio Irineu Bamhausen. Não houve manifestação durante a chegada do parlamentar ao evento que reúne milhares de evangélicos.
Feliciano teria sido orientado pelo partido a evitar comentários sobre os recentes impasses para não provocar mais polêmicas. O parlamentar pregará no domingo de manha e à tarde.
Milhares de evangélicos vindos de diversas partes do Brasil estarão na cidade catarinense para acompanhar as reuniões. Para quem não pode estar presente, o Gospel Prime criou um canal exclusivo de transmissão ao vivo dos cultos dos Gideões 2013. Para assistir clique aqui.
Manifestações:
Ativistas gays prometeram através das redes sociais uma manifestação contrária à permanência do deputado a frente da CDHM durante sua ministração no domingo.
Fonte; gospel prime.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Polícia procura líder de seita que teria queimado bebê vivo no Chile


Bebê seria filho de líder da seita e uma mulher do grupo.
Caso ocorreu na zona rural de Colliguay, na região de Valparaíso.

Da Agência Efe

Ramón Gustavo C.Gaete é procurado pela polícia (Foto: Divulgação/Policía de Investigaciones de Chile)
Ramón Gustavo C.Gaete é procurado pela
polícia (Foto: Divulgação/Policía de
Investigaciones de Chile)

A polícia chilena anunciou nesta quinta-feira (25) que deteve quatro membros de uma seita que teria queimado vivo um bebê de apenas três dias por crer que ele era o Anticristo.
Uma ordem de captura internacional para buscar o líder do grupo, que em fevereiro passado viajou ao Peru, foi emitida.

Segundo a Polícia de Investigações do Chile (PDI), a seita matou o bebê na zona rural de Colliguay, uma pequena cidade da região de Valparaíso, a cerca de 100 km de Santiago, em novembro passado.

Segundo o relato da PDI, o líder, que seria o pai da criança, pediu à mãe que entregasse o menino. Depois, o levou até uma pira e o lançou sobre a fogueira que os discípulos haviam acendido.

Acredita-se que depois de queimá-lo vivo, os membros da seita permaneceram no local até 21 de dezembro para esperar o fim do mundo. Passada a data, abandonaram o lugar.

Entre os detidos está a mãe do bebê, assim como outras duas mulheres e um homem. Além disso, três pessoas permanecem foragidas, duas mulheres e um homem.

Polícia chilena investiga caso envolvendo morte de bebê (Foto: Divulgação/Policía de Investigaciones de Chile)Polícia chilena investiga caso envolvendo morte de bebê (Foto: Divulgação/Policía de Investigaciones de Chile)

O líder da seita seria um homem de cerca de 35 anos, identificado como Ramón Gustavo C.Gaete.
Este homem deixou o Chile em 19 de fevereiro rumo ao Peru e contra ele já foi emitida uma ordem de captura internacional.

As pesquisas começaram depois que a polícia recebeu informação sobre uma criança que nasceu em uma clínica de Viña del Mar, mas que nunca foi inscrita no Registro Civil.

Os quatro presos permanecem em um centro de reclusão em Santiago.

Fonte G1
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/04/seita-que-queimou-bebe-vivo-e-desarticulada-no-chile-e-lider-e-procurado.html

Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.

Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.
Senado da Colômbia não aprova casamento gay no país.
O Senado Colombiano rejeitou nesta quarta-feira (24) o projeto de lei sobre o casamento gay. A proposta foi apresentada pelo congressista Armando Benedetti, e recebeu 51 votos contra e 17 a favor. O projeto enfrentou forte oposição da Igreja Católica e figuras fortes como o procurador-geral Alejandro Ordóñez, porém ainda está no primeiro dos quatro debates necessários para se tornar lei. O ocorrido foi bem diferente com releção a França e o Uruguai, que aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Os críticos ao projeto de lei falaram que o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria um duro golpe para a “santidade” do matrimônio, como disse senador Carlos Ramiro Chavarro, do Partido Conservador “O casamento como uma instituição, como um sacramento envolve a união do homem e da mulher, a fim de procriar”, “Eu respeito a relação que os homossexuais possam ter e que é seu direito, mas (…) a maioria do país quer manter a unidade familiar da sociedade, que trata da instituição do casamento ou da união civil apenas entre pessoas do sexo oposto”.
 
Logo após a votação, enquanto os que foram contra ao projeto comemoravam o resultado, integrantes da comunidade gay mostraram sua reprovação na Plaza de Bolívar.
 
Como é impossível que antes de 20 de junho se aprove uma nova lei sobre o tema, a partir da data deverá ser aplicada a regra do Tribunal Constitucional: “Os casais do mesmo sexo podem ir perante um notário ou juiz para formalizar e solenizar uma relação contratual que lhes permitirá formar uma família”. (*Com informações o Globo).
 
Fonte; amigo de Cristo
 

“Cristãos secretos” na Coreia do Norte são detidos em campos de concentração por se recusarem a reconhecer ditador Kim Jong Um como divindade

“Cristãos secretos” na Coreia do Norte são detidos em campos de concentração por se recusarem a reconhecer ditador Kim Jong Um como divindade A Coreia do Norte, país que tem estampado as manchetes da imprensa mundial por ameaçar atacar a Coreia do Sul e os Estados Unidos, é tida pelas organizações missionárias como a nação mais fechada ao cristianismo, e por consequência, o país que mais persegue cristãos em todo o mundo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Norte-coreanos que professam a fé cristã estão sendo mantidos em centros de detenção e privados de alimentação por se recusarem a reconhecer o ditador Kim Jong Un (foto) como uma divindade.

O país, que após a guerra das Coreias tornou-se comunista, é oficialmente ateu, mas na prática existe uma imposição de culto à dinastia Kim por parte do governo.

Kim Jong Sung, avô do atual ditador e já falecido, é considerado um ser de natureza divina, e seus descendentes herdaram, segundo a crença local, a divindade do líder e o direito a ocuparem o posto de chefe da nação.

De acordo com as leis do país, qualquer pessoa que professe uma fé que não coloque a dinastia Kim no centro de sua adoração, deve ser presa. Há informações, de acordo com o Acontecer Cristiano, de que imagens de satélite localizaram campos de concentração, onde são mantidos presas as pessoas que são consideradas criminosas de religião. Nesses campos, estariam aproximadamente 200 mil pessoas.

A perseguição a cristãos começou no país em 1953, e um dos casos mais emblemáticos é o desaparecimento de bispos católicos que viviam no país. As autoridades de Pyongyang, capital do país, negam haver a existência dos bispos e desde 1980, ignoram qualquer pergunta sobre o caso.

Os cristãos secretos da Coreia do Norte, grupo de pessoas que se reúnem às escondidas, somam segundo a Missão Portas Abertas, entre 200 e 400 mil pessoas, que se mantém firmes à fé cristã, mesmo sob o risco de serem condenados à prisão perpétua ou pena de morte, se forem flagrados cultuando a Deus ou apenas portando uma Bíblia.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Igreja Católica traça estratégias para frear crescimento de igrejas evangélicas em áreas pobres

Igreja Católica traça estratégias para frear crescimento de igrejas evangélicas em áreas pobres
Um dos principais temas discutidos durante a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, da Igreja Católica, que terminou na última sexta-feira (19) foram as estratégias da igreja para reforçar sua presença em meio a comunidades mais pobres.
Esse trabalho, voltado para as chamadas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), faz parte das iniciativas da Igreja Católica para recuperar sua presença nas áreas mais pobres, onde perde fiéis para as igrejas evangélicas.
- É um jeito de fazer com que os leigos lá na base comecem novamente a se articular – explicou o presidente para comissão para o laicato da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Severino Clasen.
De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o padre Benedito Ferraro, assessor da Ampliada Nacional das CEBs, afirma que a volta da discussão em torno desse tema, que havia perdido força com o distanciamento da Igreja Católica com a esquerda, é um reconhecimento de parte dos bispos de que a retração abriu espaço para as evangélicas, como a Assembleia de Deus.
- Talvez representem uma época, da ditadura militar, e foi aí que o povo conseguiu ter voz… Em 30 anos, se faz um longo caminho. Então eu não posso simplesmente repetir o discurso de 1980 nem a prática de 1980 ao pé da letra – argumenta dom Cláudio Hummes sobre as Comunidades Eclesiais de Base
Defensores das CEBs esperam grande apoio do papa Francisco, que como bispo foi o relator Documento de Aparecida, que marcou o início da retomada das CEBs em 2007, na Conferência do Episcopado Latino-Americano. O apoio por parte do Papa é esperado tanto por ele ter participado do Documento de Aparecida quanto por sua defesa de uma “igreja para os pobres” – embora sem viés esquerdista.
A própria eleição do papa Francisco, primeiro líder da Igreja Católica não europeu, foi atribuída por vário veículos de imprensa em todo o mundo como uma estratégia do Vaticano para frear o crescimento dos evangélicos, sobretudo na América Latina, e para impedir a diminuição no número de fiéis católicos.
A América Latina é, atualmente, a região do mundo que concentra o maior número de católicos em todo o mundo, número esse estimado em cerca de 1 bilhão e 100 milhões de pessoas. O Brasil é o país com o maior número de católicos, com 126 milhões de fiéis.
Por Dan Martins, para o Gospel+