domingo, 12 de janeiro de 2014

Homem que deixou o islamismo para seguir fé cristã é condenado a um ano de prisão no Irã

Homem que deixou o islamismo para seguir fé cristã é condenado a um ano de prisão no Irã
Dissidentes religiosos no Irã, especialmente cristãos convertidos, estão sob crescente pressão e estão sujeitos a tratamento desumano pelo governo islâmico do país. Entre os casos mais recentes está Hossein Saketi, que foi condenado a um ano de prisão pelo Tribunal Revolucionário em Karaj por abandonar o islamismo e seguir a fé cristã.

De acordo com a Mohabat News, Saketi foi condenado pelo juiz Asef Hosseini na Seção 1 do Tribunal Revolucionário em Karaj.

Ativistas de direitos humanos relatam que Saketi compareceu perante o tribunal várias vezes antes de receber o seu julgamento final, que o mandou para a prisão.

Os relatos são de que havia sido concedida ao cristão a fiança para liberdade condicional; porém, por razões desconhecidas, as autoridades judiciais impediram sua família fizesse o pagamento da fiança.
A prisão de Saketi foi realizada pelo Ministério da Inteligência do Irã no dia 23 de julho de 2013, na província de Golestan.
Ele foi entregue ao Escritório de Inteligência de Karaj em 6 de agosto, e foi mantido em confinamento solitário no pavilhão 8 da penitenciária de Rajaei-Shahr até 26 de Outubro quando foi finalmente transferido para o Bloco 7 da Prisão Central em Karaj, onde está preso até hoje.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário