sábado, 22 de fevereiro de 2014

Presidente Dilma Rousseff “faz pacto” com papa Francisco para não ter “a mão de Deus” na Copa

Presidente Dilma Rousseff  “faz pacto” com papa Francisco para não ter “a mão de Deus” na Copa
Em encontro com o papa Francisco na última sexta-feira (21), a presidente Dilma Rousseff teria feito um “pacto” com o líder da igreja católica para que “Deus não empurrasse a bola de ninguém” na Copa do Mundo.
O apelo feito pela presidente ao papa foi uma referência ao polêmico episódio da Copa de 1986, quando o argentino Diego Maradona fez um gol de mão contra a Inglaterra. Depois, questionado, o craque afirmou que havia sido a “mão de Deus”.
- Nós falamos a respeito dessa questão que, sempre que brasileiros e argentinos se encontram e falam sobre a Copa é tocada: a questão de quem ganha a Copa do Mundo. A única coisa que eu pedi era que a neutralidade fosse mantida por parte do Santo Padre e assim a ‘Mão de Deus’ não empurrasse a bola de ninguém – comentou Dilma, referindo-se à rixa entre Brasil e Argentina no futebol, visto que o papa é Argentino.
Durante o encontro, a presidente do Brasil deu de presente ao pontífice uma bola autografada por Ronaldo e uma camisa da seleção autografada pelo Pelé, e também entregou a ele uma coleção de livros sobre a história dos jesuítas no Brasil.
De acordo com o UOL, Dilma Rousseff afirmou também ter convidado o papa Francisco para voltar ao Brasil para a Copa do Mundo, mas diz que considera improvável que ele venha para os jogos. Outro pedido feito por Dilma ao líder da Igreja Católica foi para que ele fizesse um pronunciamento a respeito do tema da Copa, que será sobre a paz e contra o racismo.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário