sábado, 5 de abril de 2014

Marco Feliciano defende CPI da Petrobras e critica compra de refinaria

Parlamentar diz que envolvidos merecem receber uma punição exemplar caso seja comprovada a fraude.


Marco Feliciano defende CPI da Petrobras e critica compra de refinariaMarco Feliciano defende CPI da Petrobras e critica compra de refinaria
Nesta quinta-feira (3) o deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP), publicou um artigo em seu site oficial em defesa da abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobras.
Entre as denúncias que o parlamentar afirma que precisam ser investigadas na CPI está a suspeita de superfaturamento na compra da refinaria de Pasadena (EUA), adquirida pela Petrobras em 2006. Polícia Federal, Tribunal de Contas da União e Ministério Público investigam a transação, que custou US$ 1,3 bilhão.
Feliciano afirma que a CPI não tem pretensões eleitorais, pois para ele mesmo sendo ano de eleições no país a população e os políticos não podem ignorar o ocorrido. Além disso, o parlamentar afirma que ao tomar a decisão de assinar o documento para abertura da CPI levou em consideração os argumentos do Governo.
“Para decidir pela assinatura do documento necessário para a instalação da CPI, amadureci a ideia ponderando sobre fatores que são sempre colocados pelo governo nesses momentos importantes para a cidadania, como o fato de investigações estarem sendo promovidas pelo TCU, MP e Policia Federal e ainda por estarmos em ano eleitoral e uma comissão desse porte pode ser usado como palanque eleitoral, discordo, pois o pais não pode parar e se essa investigação se mostrar negativa pra algum grupo político é o preço que se paga por permitir por ação ou omissão malversação do dinheiro público em tão grande vulto”, disse o parlamentar.
O pastor também criticou a falta de preparo e formação acadêmica dos envolvidos na transação e disse que os envolvidos merecem receber uma punição exemplar caso seja comprovada a fraude.
Leia o texto na íntegra aqui.

    http://noticias.gospelprime.com.br/petrobras-refinaria-cpi/

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário