quarta-feira, 30 de julho de 2014

Pastores Regionais CNMP, (Convenção nacional Ministério de Pelotas) tiveram Reunião preparatória para tratar assunto concernente a obra de Deus




A Igreja Assembleia de Deus Gideões de Camacuã/RS, recebeu nesta quarta feira (30/07/2014) pastores do Rio Grande Sul, que atuam como líderes regionais do Estado.

Os mesmos foram recebidos pelo Pr. Milton Maciél, pastor local e também regional.

A reunião foi dirigida pelo Pr. Adão Madeira (Pr. Presidente da CNMP - Convenção Nacional Ministério de Pelotas), com o objetivo de tratar assuntos sobre a obra Missionária e o 25º Congresso de Missões, que ocorrera dias 20-21 de Setembro 2014.

A reunião ocorreu num clima muito espiritual e de cordialidade sendo que, os Pastores glorificaram a Deus pelos projetos que serão anunciados em breve isto, no campo Missionário.


Na oportunidade o Pr. Adão Madeira pediu  aos pastores que estão organizando excursão para entrar em contato urgente com os organizadores pelo telefone 53 32275073 para organizar local de pernoite, lembrou que os hotéis estão quase todos lotados.

Sobre o 25º Congresso de Missões ficou decidido que os Cantores serão  AriélY BonattI  Rio de Janeiro- RJ- Eveny Braga Maceió- AL. 

Preletor Evaldo Godóy Goiânia- GO.

A Igreja Assembleia de Deus Gideões, é liderada por Adão Madeira, Pr. Presidente, e conta atualmente com aproximadamente 140 missionários no Brasil e exterior.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Convertido ao cristianismo, filho de fundador do Hamas diz que grupo palestino quer dominar o Oriente Médio

Convertido ao cristianismo, filho de fundador do Hamas diz que grupo palestino quer dominar o Oriente Médio
O filho de um dos membros fundadores do grupo ativista palestino Hamas se converteu ao cristianismo e expressou sua opinião contrária à organização militante e sua maneira de usar civis como alvo em sua guerra contra Israel.
Mosab Hassan Yousef é um cristão convertido e autor do livro “Son of Hamas” (“Filho do Hamas” em tradução livre do inglês). Numa entrevista recente à CNN , Mosab disse que os militantes do Hamas planejam dominar todo o Oriente Médio e não importa quantas vidas possam ser perdidas na busca pela concretização deste propósito.
“O Hamas não se preocupa com a vida dos palestinos, não se preocupa com as vidas de israelenses ou norte-americanos. Eles não se preocupam com suas próprias vidas. Eles consideram que morrer por causa de sua ideologia é uma forma de culto”, afirmou Mosab.
Embora preparado a partir de uma idade jovem para se tornar um militante do Hamas, Mosab decepcionou-se com a missão do grupo e adotou o cristianismo, perdendo tudo o que tinha conquistado durante sua vida.
 “Nas mesquitas, o Hamas nos ensinou que sem derramamento de sangue inocente, por causa da ideologia, não seríamos capazes de construir um Estado islâmico. Eles estavam preparando-nos a partir dos cinco anos de idade. Esta é a ideologia que o Hamas estava nos alimentando. E sinceramente é impossível para qualquer um quase a romper e ver a verdade, e a verdadeira face do Hamas, e ser capaz de sair do grupo em algum momento. Como você pode ver no meu caso, eu tive que perder tudo só para dizer ‘não’ ao Hamas. E hoje, quando olho para as crianças de Gaza e sei o que eles recebem como instrução, eu sei que eles não têm escolha”, lamentou Mosab Hassan Yousef.
O confronto atual na faixa de Gaza já contabiliza mais de mil mortos, sendo a maioria de palestinos, que ficam no fogo cruzado entre os militares israelenses e os ativistas do Hamas.

Pastor Silas Malafaia critica Governo brasileiro por condenar ataques de Israel na Palestina

Pastor Silas Malafaia critica Governo brasileiro por condenar ataques de Israel na Palestina
Na última sexta feira (25), o pastor Silas Malafaia utilizou sua conta no Twitter para comentar sobre o conflito entre Israel e Palestina, e também sobre as críticas feitas a Israel pelo governo brasileiro que, recentemente, retirou seu embaixador de Tel Aviv em protesto pela atual ofensiva israelense contra Gaza.
Na última semana, uma nota divulgada pelo Itamaraty afirmou que “o Governo brasileiro considera inaceitável a escalada da violência entre Israel e Palestina”, a nota criticou diretamente os ataques feitos por Israel e fez um novo apelo “a um imediato cessar-fogo entre as partes”.
- Condenamos energicamente o uso desproporcional da força por Israel na Faixa de Gaza, do qual resultou elevado número de vítimas civis, incluindo mulheres e crianças – afirmou a nota.
Em uma série de mensagens publicadas na rede social, Malafaia questionou as críticas feitas pelo governo brasileiro a Israel e o fato de o texto não fazer nenhuma referência aos ataques coordenados pelo grupo palestino Hamas.
- Atenção povo de Deus > Governo brasileiro condena Israel e não da uma nota contra os terroristas do Hamas. Segunda gravo vídeo falando, quente. A diferença entre os ataques do Hamas para Israel é que o ultimo sabe se defender dos ataques. Mais de mil mísseis foram lançados pelo Hamas (sic) – afirmou o pastor.
- Israel é um estado soberano, sendo atacado por um grupo terrorista que no seu estatuto prega a eliminação total de Israel – prosseguiu Malafaia em sua crítica.
Silas Malafaia comentou também a respeito das críticas feitas em relação ao número de pessoas mortas no conflito, que tem sido usada como argumento para criticar Israel, visto que o número de mortos é bem maior entre os palestinos.
- A estupidez de dizer que onde existem mais mortes é que esta com a razão. Os esquerdopatas adoram apoiar aquilo que se assemelham com eles. Imagine a reação do Brasil se fosse atacado por um grupo terrorista que prega a eliminação do país. Com certeza usaria força (sic) – argumentou.
- Aprenda > a reação nunca é igual a ação ela é feita para eliminar totalmente a ação e em qualquer situação sempre empregara mais força (sic) – completou o pastor, que comparou a ofensiva de Israel a ações policiais contra criminosos.
- Fácil você entender > Quando a polícia enfrenta bandidos sempre emprega maior força para eliminar a ação. Exatamente o que Israel faz. (sic) – analisou o pastor, afirmando ainda que “quando a polícia invade áreas onde têm bandidos, emprega força pra elimina-los” e que “sempre, lamentavelmente, inocentes são atingidos”.
O pastor afirmou ainda que “se Israel não tivesse o sistema de defesa que tem a desgraça seria incontável”, já que “o Hamas envia mísseis sobre as cidades indiscriminadamente”.
- Governo medíocre o nosso que não condena os terroristas do Hamas em nota oficial, somente Israel. O único estado democrático do oriente médio. Os terroristas do Hamas escondem armamentos pesados em escolas, hospitais e mesquitas e ainda põe o povo com escudo para eles. Covardes!!! – completou Silas Malafaia.
As críticas de Malafaia contra a reação do Governo brasileiro à situação entre Israel e Palestina incluiu também comentários sobre a relação entre o Brasil e governos sul-americanos autoritários como o da Venezuela.
- Porque o governo do PT não condenou o massacre de civis dos chavistas na Venezuela? São parceiros na ideologia de querer controlar o estado. Não tem uma nota desse governo medíocre contra o governo da Venezuela, e ainda um monte de medíocres defendendo esses caras, hipócritas!!! – criticou.
- Petistas fanáticos, sejam honestos > Quando o GOV do PT fez qualquer nota contra os terroristas do narcotráfico da Colômbia? Nunca! (sic) – questionou o pastor.Malafaia afirmou ainda que “um estado democrático tem o direito de se defender de qualquer ação terrorista”, e afirmou que diariamente acontece um genocídio no sistema público de saúde brasileiro, enquanto o Governo financia um porto em Cuba.
- O que o PT defende, só uma amostra da mediocridade: governo de Cuba, Venezuela, Irã, os terroristas do Hamas e das FARCS da Colômbia – concluiu Malafaia.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Para reverter rejeição entre evangélicos, Dilma criará comitê para receber pastores, dizem jornalistas

Para reverter rejeição entre evangélicos, Dilma criará comitê para receber pastores, dizem jornalistas
A forte rejeição enfrentada pela presidente Dilma Rousseff (PT) entre os evangélicos levou os diretores da campanha pela reeleição a criar um comitê evangélico para que a relação com a liderança das igrejas seja mais amistosa.
Os responsáveis pela criação do comitê serão Gilberto Kassab (PSD), ex-prefeito de São Paulo; Eurípedes Júnior, (PROS); e Marcos Pereira (PRB), partido com forte ligação com a Igreja Universal do Reino de Deus.
O PRB abriga todos os pastores e bispos da Igreja Universal que aspiram uma carreira política, e seu presidente, Marcos Pereira, queixou-se com Dilma e os ministros Aloízio Mercadante e Ricardo Beroini a respeito da forma como os evangélicos são tratados pelo governo.
Pereira explicou que há forte rejeição ao PT e a Dilma Rousseff entre os evangélicos por conta da agenda que o partido defende, com temas como a legalização do aborto, por exemplo, amplamente criticada por pastores e outros líderes cristãos.
Segundo informações do jornal O Globo, Dilma Rousseff ouviu as queixas e propôs reuniões semanais para tratar do assunto com líderes evangélicos, com participação dos aliados. Quando for iniciada a campanha de rádio, no dia 19 de agosto, esses encontros passariam a ser quinzenais.

O jornalista Gerson Camarotti, colunista do G1, também informou sobre os relatos feitos à presidente sobre os problemas junto aos evangélicos.
“O alerta foi feito pelo presidente do PRB, Marcos Pereira, ligado à Igreja Nacional [leia-se Universal] do Reino de Deus. Ele lembrou que, segundo relatos, o universo evangélico pode alcançar 50 milhões de brasileiros e que Dilma não estava bem nesse segmento. A presidente disse que, em seu governo, nunca tratou de temas polêmicos como a descriminalização do aborto e que, portanto, a oposição não teria como criar um debate sobre o assunto na campanha. Em outro momento, Dilma foi advertida de que há também um desgaste do PT. O representante do PR, deputado Luciano Castro, chegou a dizer no encontro que há uma ‘fadiga de poder’ e que a rejeição é em relação ao PT e não em relação à presidente”, escreveu Camarotti.

Igrejas iniciam campanha para compra de arma

As armas não é algo que normalmente é visto nas igrejas, mas as igrejas no Alabama estão comprando armas para mantê-las fora das ruas.

 A Union Chapel Missionary Baptist Church e outras igrejas no noroeste de Huntsville estão fazendo a sua parte para ajudar a reduzir os crimes com armas, oferecendo aos proprietários 50 dólar para cada uma delas.

O dinheiro para comprar de volta as armas tem sido doado por membros da Union Chapel e outras doações recebidas.

 A promessa de receber 50 dólares é obviamente uma razão boa para que alguns se desprenderem de suas armas já que a campanha tem gerado grandes resultados.

 As armas entregues ate agora incluem espingardas e armas automáticas.

 Em troca de suas armas, as igrejas entrega ao proprietário um cartão de credito pré-pago com 50 dólares.

 As armas são verificadas pela policia para ver se elas foram roubadas ou utilizadas em algum crime ante de ser entregues ao Escritório Federal de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos.

 A compra das armas foi uma iniciativa das igrejas devidas uma série de tiroteios na área. Em um incidente, Ashia Raquel Oliver, uma inocente de 18 anos, morreu no dia 18 de junho. Sua mãe era um membro permanente da Union Chapel.

O pastor da Union Chapel Missionary Baptist Church, o Rev. Dr. Wendell O Al.com Davis disse que o maior objetivo era enviar equipes de evangelismo na comunidade e ajudar a acabar com a violência.

 Ele disse: “Eu sei que nós não estamos ainda arranhando a superfície para obter todas as armas usadas nas ruas, mas se uma vida é salva, então este resultado vai valer a pena.”

Fonte: Portal Padom
http://padom.com.br/igrejas-iniciam-campanha-para-compra-de-armas/

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Terrorista palestino do Hamas lamenta insucesso dos ataques a Israel: “Deus altera a trajetória dos foguetes em pleno ar”

Terrorista palestino do Hamas lamenta insucesso dos ataques a Israel: “Deus altera a trajetória dos foguetes em pleno ar”
O atual conflito entre palestinos integrantes do Hamas e o exército israelense tem atraído as atenções da mídia por conta do grande número de civis mortos e também pelos sucessivos fracassos na tentativa de negociação de paz entre as partes.
A faixa de Gaza, território onde milhões de palestinos vivem cercados por um muro erguido por Israel, abriga extremistas do Hamas que pregam a destruição do povo judeu, e recusam qualquer proposta de cessar fogo.
Um artigo publicado recentemente pelo jornal Jewish Telegraph reproduz a declaração de um dos integrantes do Hamas, que indignado, atribuiu a Deus o insucesso das ofensivas contra Israel.
“Nós apontamos para os alvos, mas o Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes em pleno ar”, disse o terrorista do Hamas, referindo-se ao fato dos disparos não atingirem os alvos.
“Amém! Quando o nosso Deus não está ocupado fazendo isso, nos deu o poder de criarmos alta tecnologia, para que nossa avançada tecnologicamente criasse o sistema de defesa Domo de Ferro, que ajuda a proteger nosso povo e nossas cidades”, acrescentou a jornalista Barbara Ordman, correspondente do Jewish Telegraph na Cisjordânia.
Ordman ainda parafraseou o antigo primeiro ministro da nação, David Ben Gurion, ao narrar a rotina cotidiana do povo hebreu: “Em Israel, para ser realista, você precisa acreditar em milagres”.
A questão dos milagres é algo extremamente valorizado pelos israelenses. O site das Forças Armadas do país descreveu o sucesso das missões de contenção do avanço dos terroristas por terra como uma “sucessão de milagres” ocorrida “graças aos céus”.

Profecia do conflito

Um vídeo de uma entrevista do pastor Larry Randolph em março deste ano tem sido replicado por diversos portais cristãos mundo afora, por conta da narrativa de uma visão que ele teve enquanto orava por Israel.
 Segundo Randolph, ele viu uma nuvem de poeira sobre o território do país que tomava a forma de um guerreiro para proteger Israel dos ataques inimigos. O pastor então disse entender que o guerreiro era o Rei Davi. Além disso, Randolph alega ter ouvido uma voz que dizia que a segurança de Israel não seria vencida.



 Publicado por Tiago Chagas em Gospelmais

terça-feira, 22 de julho de 2014

Detran divulga beneficiados da CNH Social confira se seu nome foi sorteado

Foto: CFC-Canguçu/Divulgação

CFC Canguçu recebeu a inscrição de 450 interessados

CFC Canguçu recebeu a inscrição de 450 interessados

Beneficiados pelo programa estarão isentos do pagamento de todas as taxas
O Detran/RS divulga nesta terça-feira (22) a lista dos 7 mil beneficiados da segunda edição do programa CNH Social. Os selecionados no sorteio podem ser conferidos no banner no site www.detran.rs.gov.br e no Diário Oficial do Estado. Mais de 51,3 mil pessoas inscreveram-se no programa que vai oportunizar a pessoas de baixa renda mais e melhores oportunidades no mercado de trabalho, através da Carteira Nacional de Habilitação. Em Canguçu 450 pessoas estavam inscritos para concorrer às vagas.
> Clique e confira quem são os beneficiados
O sorteio das vagas teve coordenação técnica da Companhia de Processamento de Dados do Estado (Procergs) e foi realizado em duas etapas, através do aplicativo da Nota Fiscal Gaúcha. Na primeira etapa, foram selecionados os candidatos pelas cotas reservadas para mulheres e negros, buscando promover a igualdade de acesso aos postos de trabalho. A segunda etapa ocorreu nesta segunda-feira (21) e sorteou as vagas entre todos os inscritos.
As pessoas beneficiadas pelo programa estarão isentas do pagamento de todas as taxas para os serviços de habilitação, dos exames médicos e psicológicos, do curso teórico-técnico, aulas em simulador, curso prático de direção veicular e locação de veículos, e também dos exames teórico e prático.
Próximos passos
Entre 22 de julho e 08 de agosto, os candidatos selecionados no sorteio deverão realizar a abertura do processo de habilitação no CFC em que realizaram a inscrição, conforme o serviço e a categoria escolhidos no momento da inscrição. Além das condições e documentos necessários para a abertura do procedimento de habilitação (Renach), o candidato deverá apresentar comprovação de que, à época da abertura do serviço, estava domiciliado no Estado por no mínimo dois anos. Também deve declarar responsabilidade sobre as informações prestadas e de que conhece e aceita todas as condições de participação no Programa CNH Social.
Segunda chamada
Em caso de não preenchimento de todas as vagas, será realizada uma segunda chamada, mediante novo sorteio das vagas disponíveis. O calendário para a segunda chamada será divulgado em 12 de agosto. Confira os documentos para abertura do processo no CFC.
Documentos para abertura do Renach:
- Carteira de Identidade (original e cópia);
- CPF (original e cópia) - dispensando-se este documento se o número constar na Carteira de Identidade;
- Comprovante de residência atual (original e cópia);
- Os CFCs já estão realizando a captura digital de imagens, portanto, NÃO é mais necessário levar fotos.
Documentos para acesso ao programa:
- Declaração de responsabilidade sobre as informações prestadas e de que conhece e aceita todas as condições de participação do Programa CNH Social.
- Comprovação de que, à época da abertura do serviço, estava domiciliado no Estado de Rio Grande do Sul há no mínimo dois anos.  Serão aceitos os seguintes documentos:
1. comprovante de residência no nome do selecionado (contas de água, luz e telefone) com no mínimo dois anos de postagem.
2. declaração, assinada pelo proprietário/locatário do imóvel onde reside o selecionado, atestando domicílio do/a candidato/a há, no mínimo, dois anos. Nesse caso, deve-se apresentar, além da declaração, cópia de documento de identidade e de comprovante de residência no nome do/a declarante.
3. comprovante de matrícula em qualquer instituição de ensino no Estado do Rio Grande do Sul, com no mínimo dois anos de expedição.
4. contrato de trabalho, contracheque ou documento correlato que comprove vínculo empregatício no Estado há, no mínimo, dois anos.
Informações: Mariana Goldmeier Tochetto – Secon RS
Canguçu online

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Pastor Silas Malafaia acusa governo do PT de usar a Receita Federal para exercer perseguição política e religiosa contra ele



Pastor Silas Malafaia acusa governo do PT de usar a Receita Federal para exercer perseguição política e religiosa contra eleO pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitoria em Cristo, está acusando o governo do PT de articular uma perseguição política e religiosa contra ele. Entre as manobras que Malafaia afirma terem sido feitas contra ele, ele diz que o governo colocou a Receita Federal para realizar uma série de investigações infundadas contra a Associação Vitória em Cristo, instituição comandada por ele, e também contra a igreja da qual ele é pastor.

Em um vídeo de 14 minutos, o pastor afirma estar sofrendo tal perseguição a cerca de um ano, e que agora chegou a hora de denunciar a perseguição que está sofrendo por parte do Governo Federal.

- Eu estou a um ano sofrendo uma perseguição política e religiosa do governo do PT. Como diz a Bíblia: “há tempo para todas as coisas”; e chegou a hora de eu denunciar e mostrar com documentos, porque eu não sou criança e não vou vir aqui e jogar alguma coisa sem ter documentações e provas.

Para explicar tal perseguição, Malafaia afirma ter que voltar um pouco na história e explica que em 2011, no Fórum Social do Rio Grande do Sul, o ministro Gilberto Carvalho afirmou que era necessário que o PT entrasse em uma disputa contra os pastores evangélicos pelas classes mais pobres da população brasileira, o que o pastor classifica como “coisa de comunista que quer controlar todos os setores da sociedade”. Ele comentou também, como motivo para a perseguição que afirma estar sofrendo, sobre sua pregação na manifestação que organizou em Brasília no dia 5 de junho de 2013, na qual falou contra os políticos envolvidos no escândalo do mensalão, afirmando que eles deveriam estar na cadeia.

Malafaia afirma então que no dia 10 de julho, pouco depois da manifestação, recebeu uma intimação da Receita Federal para uma fiscalização na igreja liderada por ele e que no dia seguinte, recebeu uma intimação para uma fiscalização contra a Associação Vitória em Cristo, da qual ele é presidente.
Segundo o pastor, nos meses seguintes continuou recebendo seguidas intimações para apresentar documentos referentes às duas instituições. Ele afirma ainda que em fevereiro de 2014, sem que a investigação que começou em 2013 ter sido encerrada, outro grupo de auditores da Receita Federal iniciou investigação contra a Associação, e que em abril outra investigação foi aberta contra sua igreja, também sem que a primeira tivesse sido encerrada.

Explicando sua denúncia de que tais investigações são na verdade uma perseguição política e religiosa contra ele, Malafaia afirma que a Receita só solicitou documentos referentes à gestão das instituições a partir de 2010, ano em que ele se tornou presidente da igreja e da Associação.

- Porque a investigação não foi feita de 2008 e 2009, já que eles têm autoridade para fazer? Porque exatamente no ano em que eu assumo a presidência da igreja é que eles vêm com perseguição? Porque antes dos encerramentos da auditagem fiscal, outro grupo abre investigação nas mesmas entidades que eu presido? – questionou o pastor.

Malafaia comentou ainda sobre o pedido de demissão do vice-diretor de investigação da Receita Federal, Caio Marcos Cândido, em outubro de 2013. Na ocasião, Cândido pediu exoneração do cargo afirmando estar havendo interferência política na Receita.

Afirmando que podem o investigar à vontade, o pastor disse que em mais de um ano de investigação, nada foi apurado contra ele. De acordo com Malafaia, tais investigações foram motivadas por um preconceito de que pastores são ladrões e pegam para si o dinheiro das igrejas.

Além das denúncias, Malafaia afirmou ainda que a Receita e o Governo deveriam investigar o filho do ex-presidente Lula, “que era um pobre rapaz quando o pai dele passou a ser presidente, e hoje é um milionário”.

Ele afirmou que o governo liderado pelo PT está tentando transformar o Brasil em um lugar como Cuba ou Venezuela, e que no futuro é provável que sejam criadas “igrejas evangélicas do PT, igreja católica do PT, polícia federal do PT, ministério público do PT e supremo tribunal federal do PT”.

- Mil vezes não! Nenhum partido político pode ser dono desse país – exclamou Silas Malafaia, questionando o que de bom deixaremos para as gerações futuras.

- A cúpula desse partido está na cadeia, na maior roubalheira da história dessa nação. Como é que esses caras tem a ousadia de querer permanecer no poder? – questionou Malafaia, afirmando que o PT está tentando instrumentalizar o Estado e usando “instituições preciosíssimas para promover perseguição política e religiosa”.

Assista na íntegra ao vídeo-denúncia de Silas Malafaia:




 Por Dan Martins em Gospelmais
http://noticias.gospelmais.com.br/silas-malafaia-acusa-governo-perseguicao-politica-religiosa-69565.html

Silvio Santos confirma presença na inauguração do Templo de Salomão, da Igreja Universal

Silvio Santos confirma presença na inauguração do Templo de Salomão, da Igreja Universal
O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, pretende reunir um grande número de celebridades e políticos na inauguração da réplica do Templo de Salomão construída pela Igreja em São Paulo. Umas personalidades que já confirmou presença na cerimônia é o apresentador Silvio Santos.

A inauguração acontecerá no próximo dia 31 de julho, e a Universal convidou para a cerimônia 2 mil pastores de diversas denominações. Foram convidados também vários políticos, como o prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT), que ainda não confirmou presença; o governador do estado, Geraldo Alckimin (PSDB), que também não confirmou se comparecerá; e a presidente Dilma Rousseff (PT), que estará no Templo de Salomão no dia da inauguração, mas não discursará.

Reunindo diversas personalidades, a cerimônia de inauguração do templo deve reunir 10 mil pessoas.

Segundo o TV Foco, o dono do SBT confirmou sua presença no evento durante a gravação do “Programa Silvio Santos” que vai ao ar nesse domingo. Ele afirmou ter sido convidado por Edir Macedo, e brincou que só não teria tempo “de ser do Salomão”.

- Ele me convidou, mas eu disse que eu não tenho tempo de ser o Salomão, mas eu vou. Já falei para ele que eu quero um contrato para eu ser o Salomão. Aí a pessoa chega lá, me faz qualquer pergunta e eu respondo. O que adianta ele fazer um templo e não ter um Salomão? – brincou Silvio Santos.

 Por Dan Martins em Gospelmais
 http://noticias.gospelmais.com.br/silvio-santos-inauguracao-templo-salomao-69587.html