domingo, 1 de março de 2015

Viúva do missionário David Miranda, Ereni, é anunciada como nova presidente da Deus é Amor

Viúva do missionário David Miranda, Ereni, é anunciada como nova presidente da Deus é Amor
A viúva do missionário David Miranda, Ereni Miranda, será a nova presidente da denominação pentecostal fundada pelo marido, que faleceu há uma semana, sábado, dia 21 de fevereiro.
Em uma curta nota em sua página no Facebook, a denominação informou que a irmã Ereni Oliveira de Miranda é a “nova presidente das Igrejas Pentecostal Deus é Amor”.
A rápida escolha para a sucessão do missionário contrariou os prognósticos da maioria dos fiéis, que acreditavam que o pastor David Miranda Filho, primogênito do casal, seria o novo presidente da denominação.
No entanto, a escolha pode sinalizar que a opção pela viúva do missionário foi uma estratégia da direção da denominação para evitar uma divisão na igreja, já que havia a expectativa de que outro nome forte entre os principais pastores da Deus é Amor se candidataria ao cargo.
Para o pesquisador Johnny Bernardo, há que se destacar “o autoritarismo” com que a denominação foi conduzida desde sua fundação pelo missionário David Miranda, e também o fato de que apesar de, em sua liturgia, a Deus é Amor não reconhecer a possibilidade das mulheres serem ordenadas pastoras, diaconisas ou presbíteras, a direção da igreja ter eleito Ereni como presidente.

“De conselheira mundial, Ereni Miranda torna-se a primeira presidente da IPDA. A informação –  divulgada por meio de uma breve nota em uma página secundária da Igreja no Facebook, na tarde de hoje (27) – deixa em aberto a forma pela a qual Ereni foi conduzida a ocupar o cargo deixado vago com a morte de seu marido […] O portal da IPDA não havia divulgado qualquer informação sobre o procedimento de escolha de Ereni Miranda”, observou Bernardo em sua coluna noGospel+.
O pesquisador destaca que a escolha de Ereni, mesmo sem um cargo eclesiástico nos moldes tradicionais, marca um momento histórico para as denominações pentecostais brasileiras: “Apesar de não confirmado o prognóstico inicial – da possibilidade da eleição do filho mais velho de David Miranda -, a escolha de Ereni Miranda como a segunda presidente mundial da Igreja Pentecostal Deus é Amor possui um forte valor emblemático. Primeiro, porque é a primeira mulher a assumir a presidência de uma igreja pentecostal brasileira, rompendo com uma tradição de 105 anos de predominância masculina […] Segundo, que a predominância da família Miranda na direção mundial da Deus é Amor continua intacta, mas com mudanças a médio e longo prazo”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário