segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

MORRE O FILHO DO PASTOR GEZIEL GOMES, Veja abaixo UMA CARTA PÓSTUMA ESCRITA PARA O FILHO:




No dia 1 de janeiro de 2016 partiu para as mansões celestiais o Pastor GEZIEL GOMES FILHO. Quarto filho do Pastor Geziel Nunes Gomes, Jessy ou Gezinho (como era conhecido pelos amigos e familiares).

LEIA ABAIXO O TEXTO EXTRAÍDO DA PÁGINA DA FACEBOOK DO PR. GEZIEL E UMA CARTA PÓSTUMA ESCRITA PARA O FILHO:

Eu, Pastor Geziel Gomes, e minha esposa, Pastora Maura, comunicamos que às 18.30 horas de hoje, 1 de janeiro de 2016 (horário da Flórida), partiu para as mansões celestiais nosso querido e inesquecível filho, PASTOR GEZIEL GOMES FILHO.
Somos gratos aos milhares de servas e servos de Deus que intercederam por sua vida.
Agradecemos, também, ao Pai Celestial, porque Ele nos ouviu e nosso filho partiu, sem dor e sem sofrimento. Ele foi um grande guerreiro e deixou lindas marcas de fé no Senhor Jesus.
“O Senhor o deu; o Senhor o tomou”.
ATÉ BREVE, GUERREIRO!!!!
(Pequena carta, que jamais será lida pelo seu destinatário).
Geziel Filho:
Partiste, filho amado!
Partiste tão cedo e tão surpreendentemente, deixando para trás uma história de audácia, de fé, de coragem e destemor.
Enquanto viveste nesta Terra encarnaste o otimismo e a alegria.
Embora hajas sofrido bastante durante esse quase meio século de vida, serás lembrado pelo teu sorriso encantador, pela tua facilidade irresistível de fazer amigos.
Teus últimos anos de vida foram marcados como épocas de um adorador apaixonado e sei que este status continuará por toda a eternidade.
De todos os meus amados e preciosos filhos, foste o que tiveste o meu nome e mais tempo passaste comigo, numa comunhão singular, cujos laços nunca se quebraram.
Deixaste a Terra, onde domina o Tempo, para entrares no Paraíso, onde reina a eternidade.
Resignadamente eu digo a Deus agora, mesmo sem entender os Seus mistérios: “O Senhor o deu, o Senhor o tomou. Bendito seja o Nome do Senhor”.
Eu sei que a lacuna que fica no coração de tua saudosa mãe nunca será preenchida.
Mas sei também que não te perdemos para sempre, porque voltaremos a te ver, quando a aurora raiar.
Não te perdemos para a morte. Nós te perdemos para Deus.
Ele recolheu a flor que Ele mesmo semeou.
Ele nos permitiu te ter perto por um tempo e agora quis te conduzir para bem perto Dele, para sempre.
Não chegaste a saber com detalhes que milhares intercederam, clamaram, jejuaram e oraram para que recuperasses a saúde.
Mas venceu o Céu, que queria que fosses.
E foste.
E chegaste.
Eu e tua mãe; teus irmãos e cunhados; os muitos primos, sobrinhos, demais parentes e os incontáveis irmãos de fé, todos nós depositamos aos pés do Senhor uma lágrima de gratidão pela tua vida de guerreiro.
Tua vida terminou aqui no primeiro dia do ano de 2016.
Essa data também significou para ti o primeiro momento de um Ano de Descanso perene, interminável, sublime e magnificente.
Talvez do ano venhamos a nos esquecer. Não, porém, de ti.
Até breve, filho inesquecível!
Sim, até breve, pois dentro de pouco tempo ouviremos o soar da trombeta, o toque glorioso e soberano de recolher, a chamada universal e coletiva dos remidos para a Grande Ceia.
O Arrebatamento está às portas.
No Dia do Senhor a grande e magnífica família se reunirá. Quando tal acontecer, não haverá mais morte, nem clamor, nem dor.
“Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos Seus santos”.
Teu pai,
Com amor e saudade.

Um comentário: