sábado, 21 de maio de 2016

Guarda de segurança é presa por remover homem de banheiro feminino

Peter Hasson
Uma guarda de segurança que trabalhava num supermercado em Washington, D.C, capital dos EUA, foi presa na segunda-feira de tarde por escoltar um homem para fora do banheiro feminino depois que ele se recusou a sair porque ele se identificou como mulher.
O cliente — um jovem negro que se identificou como Ebony Belcher para os meios de comunicações locais — teria passado pela guarda de segurança na sua ida ao banheiro feminino no supermercado Giant na capital dos EUA.
Depois de ver Belcher entrar no banheiro feminino, a guarda de segurança o seguiu e ordenou que o homem saísse. Quando ele recusou, a guarda de segurança teve de escoltá-lo para fora do banheiro feminino.
Ao deixar o supermercado, Belcher telefonou para a polícia pedindo que prendessem a guarda. A polícia da capital dos EUA confirmou para o canal de televisão NBC4 Washington que a mulher foi presa e acusada de agressão simples. A polícia da capital dos EUA disse ao canal de TV que está tratando o incidente como “suspeito crime de ódio.”
Belcher disse à NBC4 que a guarda de segurança lhe disse: “Você homem não pode ficar entrando aqui e usando nosso banheiro feminino. Ainda não aprovaram a lei.”
Ele disse ao canal de TV WJLA que acredita que “a mulher não tinha razão para colocar as mãos dela em mim,” acrescentando que ele ficou emocionalmente traumatizado com o incidente. “Isso me deixou machucado. Foi horrível… Estou transtornado,” ele disse. “Não deveriam discriminar as pessoas com base em sua identidade de gênero.”
FONTE BLOG DO 

Julio Severo

Nenhum comentário:

Postar um comentário