sexta-feira, 14 de julho de 2017

As características de um verdadeiro Cristão

        
     
INTRODUÇÃO
Toda pessoa salva por Jesus Cristo deve manter-se irrepreensível e viver como um sincero filho de Deus, inculpável no meio de urna geração corrompida e perversa (Filipenses 2.15). Para isto, é preciso que o crente tenha as marcas de Jesus em sua vida.

 AUTENTICIDADE É: Aquilo que é fidedigno, que pertence ao autor a quem se atribui. Aquilo que é verdadeiro, real, legítimo, genuíno.

CRISTÃOS - Em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos. (At. 11.26). Biblicamente e originalmente, o significado da palavra Cristãos no grego é "Pequenos Cristos" - dando o sentido de que o cristão deve ser uma cópia submissa de Cristo. A designação não está relacionada à religião de alguém, mas sim, à identidade que essa pessoa tem com a pessoa de Cristo.

1. O CRISTÃO DEVE TER AS MARCAS DA VIDA DE JESUS:
1.1 — Jesus andou fazendo o bem (At. 10.38) - A palavra “andar” simboliza a característica de vida. O cristão deve ter as características de Jesus. Existem pessoas que fazem mal ao próximo e se dizem evangélicas (Gl 6.9; Tg 4.17).
1.2 — Jesus tinha urna vida irrepreensível (Jo 8.46) - Jesus teve autoridade e atributos morais para se confrontar com os fariseus. O cristão deve igualmente ser honesto (2 Co 8.2 1).
1.3 — Jesus teve compaixão (Mt 9.36) - A igreja também deve ter compaixão dos pecadores. Deve sair ao encontro de quem está sem salvação.
1.4 — Jesus teve um crescimento padrão - Ele crescia em estatura, graça e sabedoria (Lc 2.52). Vivenciou corretamente os estágios da vida. Espiritualmente, o novo convertido também deve crescer gradativamente de acordo com o ensinamento da Palavra de Deus.
1.5 — Jesus possuía uma autoridade inquestionável - Ele teve autoridade para expulsar Satanás (Mt 4.10) e deu- nos também autoridade (Mc 16.17,18).

2. VERDADES SOBRE A VIDA CRISTÃ:
2.1-O cristão deve morrer (2 Co 5.14,15; Cl 3.5-10) -  Morrer para a prostituição (os pecados da área sexual), para as impurezas (os vícios que contaminam o organismo), para a vil cobiça (que atrai com maior força os desejos de sua natureza), para a avareza (o amor às coisas materiais e ao dinheiro), para a ira (que produz ódio), para a cólera (raiva que fica entranhada), para a malícia, para a maledicência, para a mentira.
2.2 — Despir-se do velho homem e vestir-se do novo (Cl 3.9) - Paulo usa uma linguagem figurada para explicar que o homem precisa renunciar a sua natureza pecaminosa.
2.3 - Não viver mais para si (Gl 2.20) - O cristão não deve viver em função de seus projetos egoístas. Por outro lado, ele não precisa abandonar o emprego e tornar-se um monge para ter uma vida santificada. Precisa, sim,  investir mais no Reino de Deus.

3. O CRISTÃO QUE TEM AS MARCAS DE CRISTO DEVE:
3.1 — Fazer tudo para a glória de Deus (1 Co 10.31) - Assim como precisamos suprir as nossas necessidades básicas para nossa existência, precisamos também glorificar a Deus pelas mínimas coisas.
3.2 — Gloriar-se no Senhor (2 Co 10.17) - Gloriar-se no Senhor significa valorizar a salvação e exaltar-se em Cristo Jesus.
3.3 — Ter uma vida com abundância (Jo 10.10) - Isto quer dizer uma vida completa e obediente a Deus.
3.4 — Confiar em Deus não apenas nesta vida (1 Co 15.19) - Se esperarmos em Deus somente nesta vida, seremos os mais miseráveis de todos os homens e estaremos fadados ao fracasso.

CONCLUSÃO
O cristão autêntico baseia-se no testemunho público de fé, obedece à Palavra de Deus e pratica em seu dia-a-dia o que prega e ensina.
         Pr. Gualter Guedes

Nenhum comentário:

Postar um comentário