terça-feira, 17 de janeiro de 2017

A VIÚVA E O AZEITE

Referência: II REIS 4 1-7

- Quando esta viúva clamou ao homem de Deus, ela estava numa situação desesperadora; o marido de certa forma imprudente, a deixou com uma divida, embora temente a Deus.

- Aliás, ele era filho dos filhos dos profetas. Portanto era um aluno dos profetas; todavia, parece que ele não punha em pratica as lições que recebia.

- Deixou a viúva e os filhos endividados. Graças a Deus que apareceu o profeta do Senhor, na hora precisa de sua necessidade. Quando ele a encontrou, ela só tinha problemas. Vejamos:

1 - Ela tinha a morte (Vers. 1)
- O seu marido havia morrido. Quantas casas e famílias enlutadas.

2 - Ela tinha divida (Vers. 1)
- Quantas famílias endividadas.
- A ponto de irem ao desespero, sem saber o que fazer para pagar a dívida (Romanos 13.8).

3 - Ela tinha o credor (Vers. 1)
- É coisa muito triste o credor todo dia batendo a porta. Como é, vai pagar a divida?

4 - Ela tinha o testemunho (Vers. 1)
- Ainda bem que ela tinha o testemunho de que o marido temia ao Senhor.
- É uma luz no inicio e no final do túnel (Hebreus 11.6).

5 - Ela tinha os dois filhos (Vers. 1)
- Estes dois filhos deveriam ser o arrimo do lar.
- A pessoa que é mãe, sabe quanto é útil um filho para a companhia; e agora o credor queria levá-los.

6 - Ela tinha a botija de azeite (Vers. 2)
- A solução estava dentro de casa; a botija de azeite.
- Quem sabe a solução esta dentro de sua casa, e você não vê.
- Procure, a botija está aí.

7 - Ela tinha o homem de Deus (Vers. 7)
- Felizes são aqueles que têm o homem de Deus.
- Talvez na sua cidade, no seu bairro, na sua rua, melhor ainda em sua casa.
- O homem de Deus tem um milagre para você...

Pr. Gualter Guedes

Nenhum comentário:

Postar um comentário