quarta-feira, 11 de abril de 2018

Pastor Alípio morre após ser soterrado por deslizamento de terra em Angra dos Reis


O pedreiro Sebastião Alípio de Oliveira, de 52 anos, era pastor da Comunidade Camorim Pequeno - Divulgação/Redes Sociais

ANGRA DOS REIS

O pedreiro Sebastião Alípio de Oliveira, de 52 anos, morreu depois de ser soterrado por um deslizamento de terra em uma obra na manhã desta quarta-feira, dia 11, no bairro Parque das Palmeiras. Sebastião, que trabalhava na construção de um muro de contenção, chegou a ficar cerca de 20 minutos debaixo dos escombros. Segundo informações da Defesa Civil, cerca de 10 pessoas trabalhavam na obra.
O resgate de Sebastião foi feito pelo Corpo de Bombeiros em um trabalho que também contou com a participação de agentes da Defesa Civil. A ação levou cerca de uma hora e depois de ter sido retirado dos escombros o pedreiro chegou a ser levado com vida para o Hospital Geral da Japuíba, mas não resistiu.
Sebastião também era pastor da Assembleia de Deus – Ministério Madureira, na região do Camorim Pequeno. Ele trabalhava como pedreiro para complementar a renda.
O porta-voz da Defesa Civil, Lauro de Oliveira Santana, explicou que a obra do muro de contenção acontecia em um terreno particular e que equipes de engenharia estão averiguando quem é o responsável técnico. Lauro disse que inicialmente o que teria motivado o deslizamento foi o corte muito íngreme junto ao barranco e que a passagem de carros próxima ao local, aliada a umidade do terreno, causaram o desmoronamento. “Inicialmente vimos que houve um corte muito íngreme no barranco e na parte de trás do terreno há uma pista. A passagem de carros causa uma vibração e isso aliado a umidade teria causado o deslizamento”, adiantou Lauro
https://avozdacidade.com/pedreiro-morre-apos-ser-soterrado-por-deslizamento-de-terra-em-angra-dos-reis/

Nenhum comentário:

Postar um comentário