sábado, 5 de maio de 2018

“A oração nos sustenta e nos traz consolo”, diz Trump ao defender “alicerce espiritual”

O Presidente americano Donald Trump segue firme em sua agenda política, apesar das críticas ao seu perfil conservador e nacionalista. Uma das características marcantes do seu governo é a referência constante que faz da sua fé em Deus. Cristão evangélico, o líder político mais poderoso do mundo na atualidade não perdeu a oportunidade para expressar, mais uma vez, o quanto o “alicerce espiritual” através da oração é importante para uma Nação.
Na ocasião, os Estados Unidos comemorou o Dia Nacional de Oração no último dia 3 de abril. O Presidente Donald Trump, então, emitiu um discurso agradecendo a Deus “por nossas muitas bênçãos e para reconhecer nossa necessidade de sabedoria divina, orientação e proteção”, além de destacar a paz e prosperidade do país como frutos da oração
“A oração, pela qual declaramos a nossa dependência de Deus, tem sido fundamental para nossa busca de liberdade, paz, união e prosperidade. A oração nos sustenta e nos traz consolo, esperança, paz e força. Portanto, devemos valorizar nosso alicerce espiritual e defender nosso legado de fé”, disse ele em nota.
De fato, a Bíblia ensina que Deus abençoa às nações que o adoram, como descreve o livro de Salvos 33:12: “Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança”, assim como o livro de 2 Crônicas 7:14, onde está escrito:
“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”.
Com base nisso, Trump reconhece que “a oração tem sido uma fonte de orientação, força e sabedoria desde a fundação da nossa República”, alegando que os fundadores da Constituição Americana “oraram diariamente por orientação”.
“Seus esforços produziram a Declaração da Independência e sua enumeração das verdades evidentes que todos nós apreciamos hoje. Acreditamos que todos os homens e mulheres são criados iguais e dotados pelo seu Criador com certos direitos inalienáveis, incluindo a vida, a liberdade e a busca da felicidade”, disse ele.
Por fim, Donald Trump fala não apenas em seu nome, mas do próprio país, dizendo que “como nação, continuamos a buscar a Deus em oração, inclusive em tempos de conflito e trevas”. Todavia, o Presidente destacou que cada um deve orar “de acordo com sua fé”, sugerindo que apesar de falar como cristão, sua convocação para oração abrange outros segmentos religiosos:
“A América conheceu a paz, a prosperidade, a guerra e a depressão. A oração nos sustentou através de tudo isso. Que nossa nação e nosso povo nunca se esqueçam do amor, graça e bondade de nosso Criador, e que nosso louvor e gratidão nunca cessem. Neste Dia Nacional de Oração, vamos nos unir, todos de acordo com sua fé, para agradecer a Deus por Suas muitas bênçãos e pedir por Sua orientação e força contínuas”, destacou, segundo informações da CBN News. MINHA FONTE GOSPEL MAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário