quinta-feira, 7 de junho de 2018

Adolescente se joga na frente de carro-bomba para impedir ataque contra igreja cristã, na Indonésia

Não há limite de idade para que a fé e a coragem prevaleçam da vida de um seguidor de Jesus Cristo. Uma das provas dessa realidade está na vida de um adolescente de apenas 15 anos, que para impedir um massacre em uma igreja cristã na Indonésia, decidiu sacrificar a sua vida por amor aos seus irmãos.
O caso aconteceu na série de ataques terroristas a três igrejas cristãs no domingo, 13 de maio desse ano, onde foram mortas 13 pessoas e outras 41 ficaram feridas na Cidade de Surabaia, a segunda maior da Indonésia. O jovem Daniel estava atuando como guarda voluntário no culto pela manhã, substituindo seu avô, falecido no ano passado.
Ele chegava cedo no domingo para verificar tudo antes de o culto começar. Sou muito orgulhosa dele. Como cristãos, somos ensinados a amar e perdoar. Estou feliz pelo fato de ele não ter morrido em dor, ele morreu sendo cristão”, disse a avó, com quem Daniel e sua irmã, Novi (20), moravam, já que perderam os pais quando ainda eram crianças.
Um dia antes do ataque, Daniel pediu para sua irmã tirar uma foto com ele. Ela achou estranho na hora: “Não era comum ele me pedir isso, e não podia imaginar que seria a última vez”, disse ela ao Portas Abertas. “Quando as pessoas dizem que meu irmão foi um herói, isso me dói. Por que ele?”, questiona a jovem, ainda em faze de negação.
Tudo aconteceu quando Daniel viu outros dois guardas da igreja, Warisman e Giri, sendo atropelados pela van que vinha em direção ao templo. Imediatamente o adolescente percebeu do que se tratava e em um ato heroico se lançou na frente do veículo para tentar dificultar a sua passagem. Segundos depois a van explodiu, matando Daniel na hora.
s outro dois seguranças ainda foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram dias dois.
O caso de Daniel faz parte de uma série de testemunhos que a organização Portas Abertas vem trazendo a público, para nos conscientizar da perseguição religiosa sofrida pelos cristãos na Indonésia. Ao mesmo tempo, também para nos encorar à orar e nos prontificar em favor do evangelho.
“Vamos continuar contando a história de cristãos que, apesar do luto e profunda dor, decidiram responder como Jesus o faria”, diz o órgão. “Ore pelas famílias enlutadas e pelos cristãos perseguidos da Indonésia”.    FONTE GOSPEL MAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário