sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Família cristã paquistanesa foge depois de ser agredidos e terem sua casa incendiada, e ameaçados de morte se eles retornarem (assista video)

A única família cristã em sua área foi espancada e viu sua casa incendiada na semana passada em uma cidade na província de Punjab, no Paquistão. Então eles foram informados de que eles serão mortos se eles retornarem.A família - um casal de idosos com seus quatro filhos, noras e 11 netos - está abrigada em uma barraca.Eles dizem que foram alvos de seus vizinhos muçulmanos e que foram agredidos por eles seis meses atrás, mas decidiram na época não pressionar, alegando que não haveria recorrência.O incidente ocorreu em 20 de setembro em Gujar Khan, distrito de Rawalpindi, a cerca de 60 quilômetros da capital Islamabad. O recém-nomeado ministro de Assuntos Minoritários e Direitos Humanos do Punjab, Ejaz Augustine, tentou intervir no caso e a polícia local registrou um caso criminal, mas nenhuma prisão foi feita.

Um jornal inglês local afirmou que os suspeitos são apoiados pelo irmão do ex-primeiro-ministro Raja Parvaiz Ashraf, que está entre os principais líderes do Partido do Povo do Paquistão (PPP), que governou o Paquistão de 2008 a 2013.O filho mais velho do casal cristão, Imran Masih, de 22 anos, foi hospitalizado após o incidente, mas o hospital demorou a fornecer-lhe um atestado médico, segundo o ativista de direitos humanos Khakid Shahzad. "Imran foi liberado do hospital e o certificado médico-legal só foi emitido depois que Ejaz Augustine interveio, o que mostra o quanto essas pessoas são influentes", disse ele.O que aconteceu?Bashir Masih, 72, e sua esposa Grace Bibi, 68, se aposentaram há cerca de três anos como faxineiros do Hospital Gujar Khan Tehsil Headquarters e gastaram seu pacote de aposentadoria na construção de uma casa na região.Em 20 de setembro, um corte de energia levou Bashir Masih a deixar a casa para esfriar, enquanto os fãs haviam perdido o poder. Lá fora, ele viu um de seus vizinhos muçulmanos, que perguntou por que ele havia saído de sua casa. Abaixo está a conta de Bashir do que aconteceu a seguir:“Eu disse a ele que não havia energia e estava quente, então eu saí. Ele me disse que nenhum de nós deveria ser visto do lado de fora e então ele, junto com seus irmãos, me batia. Minha mulher veio me ajudar, mas também a espancaram, rasgaram as roupas e quebraram um dos dedos.“Ao contrário da última vez que fomos atacados, desta vez eu e minha esposa fomos à delegacia de polícia e submetemos nosso pedido para o registro de um caso. Quando esses irmãos ficaram sabendo que entramos com um pedido, ficaram furiosos e telefonaram para o meu filho, Fiaz, e disseram-lhe para sair de casa dentro de três dias ou matariam cada um de nós.“Então, no dia seguinte, por volta das 3 da tarde, os irmãos e cerca de 10 outras pessoas não identificadas, armados com armas de fogo, varas e tochas acesas, primeiro atingiram nossa porta principal e depois escalaram a muralha e entraram em nossa casa. Eles começaram a bater em cada um de nós. Meus três filhos, mulheres e crianças - todos estavam em casa porque era feriado.“Eles espancaram nossas mulheres e crianças e, quando três dos meus filhos tentaram detê-los, eles também os espancaram com a ponta de suas armas e gravetos. Meu filho, Imran, teve sangue jorrando de sua boca e nariz e ele caiu inconsciente. Então eles roubaram dinheiro e ornamentos de ouro de nossos casos e incendiaram nossos bens domésticos, incluindo um veículo parado na varanda.“Para nos salvarmos, corremos para fora da casa e de longe olhamos para trás para ver o fogo e a fumaça subindo bem alto.“A polícia registrou um caso, mas nenhum progresso foi feito. Em vez disso, somos aconselhados a não voltar para a nossa casa até que nos seja dito.“Os assaltantes são muito poderosos. Eles têm conexões com altos no governo. Eles também lidam com drogas e armas ilegais, então ninguém está disposto a lidar com eles de acordo com a lei ”.Várias organizações de direitos humanos disseram que estão procurando ajudar os Masihs, mas por enquanto a família permanece nas ruas.O oficial de investigação, Khaliq Dar, não estava disponível para comentar.




Fonte                                                                                                                                                                
https://www.worldwatchmonitor.org/2018/09/pakistani-christian-family-flees-after-home-set-on-fire-told-theyll-be-killed-if-they-return/https://www.worldwatchmonitor.org/2018/09/pakistani-christian-family-flees-after-home-set-on-fire-told-theyll-be-killed-if-they-return/

Cristãos ficam sem igrejas no Egito, mas mantêm a fé em Jesus

Autoridades egípcias fecham templos cristãos como forma de perseguição religiosa

 

Imagine sua igreja sendo fechada por policiais durante um culto de oração. No Egito, uma multidão enfurecida atacou uma igreja enquanto os fieis oravam. As autoridades exigiram o fechamento imediato.
Em algumas aldeias, não é fácil encontrar outra igreja para continuar adorando a Deus. Recentemente, centenas de egípcios enfrentaram essa questão quando suas igrejas foram fechadas. A equipe da Portas Abertas no país conversou com um dos pastores responsáveis para saber como ele iria proceder depois do ocorrido.

Imagem: Portas Abertas
 Igreja de aldeia rural no Egito

Estradas empoeiradas, crianças brincando, vacas e ovelhas nas ruas. Esse é o cenário de uma igrejinha egípcia de aldeia rural. Mas, atualmente, enquanto se ouve as orações diárias nas mesquitas, há silêncio nas igrejas cristãs.
“A vontade dos muçulmanos locais aqui é mais forte do que a lei do país”, disse um líder cristão da vila que mora na periferia. Por conta dos problemas recentes vividos com os vizinhos muçulmanos, ele tem medo de falar abertamente.
Quando o colaborador da Portas Abertas prometeu não mencionar seu nome, ele se sentiu mais à vontade. “Sentimos que não fizemos nada de errado, estávamos apenas orando”, disse.
“Estamos todos frustrados e indignados, mas não queremos vingança”, garantiu. Há alguns meses, os muçulmanos da aldeia descobriram que a igreja seria legalizada, mas que ainda não havia documentação. Isso pode ter sido o motivo que desencadeou o ataque que veio logo depois.

Violência contra os cristãos
“Um grupo de jovens muçulmanos se reuniu em frente à nossa igreja, gritando que eles não queriam ter uma igreja em sua aldeia. Eles quebraram janelas e destruíram algumas coisas”, conta o pastor.
Segundo ele, para os aldeões que têm carro é possível ir à igreja da vila vizinha. “Para quem não tem é preciso caminhar uma longa distância debaixo de um sol escaldante”, explica.
O outro problema é ter que enfrentar os garotos muçulmanos que atiram pedras nas crianças cristãs. “Quando é impossível ir à igreja eu incentivo os membros a ler a Bíblia e a assistir as programações e orações no canal cristão”, disse. Ele conta que teme que alguns possam desistir de sua fé ou que não recebam o apoio necessário.
O futuro da pequena igreja é incerto. O ambiente continua tenso, mas o líder afirmou que acredita no poder da oração. “Por favor, orem conosco para que a igreja seja reaberta”, ele pediu antes de se despedir. Com informações Portas Abertas
 por Cris Beloni em Gospel prime


Milhares de cristãos vão a Jerusalém para celebrar a Festa dos Tabernáculos

Festa bíblica de Sucot tem duração de uma semana e está reunindo mais de 5 mil cristãos de quase 100 países

Fonte: Guia-me / com informações da CBN News - Foto: CBN News/Jonathan Goff | 26/09/2018 - 13:20
Israel está celebrando a festa bíblica de Sucot, também conhecida como Festa dos Tabernáculos, com a participação de milhares de cristãos de todo o mundo. A celebração teve início no último domingo (23) e tem a duração de uma semana, se encerrando no próximo domingo (30).

Sucot relembra os 40 anos de êxodo dos hebreus no deserto após a sua saída do Egito, a gratidão a Deus pelas colheitas da estação e o retorno do Messias. Para os cristãos, a Festa dos Tabernáculos é a de maior significado profético.

Este ano, mais de 5 mil cristãos de quase 100 países estão reunidos em Jerusalém para celebrar a festa bíblica através de uma iniciativa da Embaixada Cristã Internacional de Jerusalém (ICEJ, na sigla em inglês).

“Eles estão seguindo o convite de Zacarias 14, que predisse que todas as nações viriam celebrar esta festa bíblica em Jerusalém, para adorar o Senhor e guardar a Festa dos Tabernáculos. Nós estamos fazendo uma declaração de fé de que está chegando o dia em que o Messias virá governar aqui”, disse David Parsons, vice-presidente do ICEJ, à CBN News.

A Festa dos Tabernáculos tem um significado profético sobre a vinda do Messias, conforme a profecia de Zacarias 14:16-21 citada por Parsons, que diz: “Todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano, para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, e para celebrar a Festa dos Tabernáculos”.
Além disso, a Festa dos Tabernáculos fala sobre a alegria do Messias tabernaculando em nosso meio, conforme dito em João 1:14: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade”. A palavra “habitou” no grego é “Skeneseii” e significa “tabernaculou”.
Parsons observa que os israelenses têm muitos motivos para celebrarem a Deus. “Israel agora tem 70 anos como um Estado renascido e há muito para comemorar. A nação superou muitas guerras, ataques terroristas, foguetes, boicotes econômicos e outras tentativas de ser estrangulada”, declarou.


Retorno de Jesus

Em entrevista ao Portal Guiame, o rabino messiânico Mário Moreno disse que a festa de Sucot é o ponto máximo do calendário judaico e tem grande relação com o retorno de Jesus Cristo. “Está profetizado que o Messias voltaria em uma festa de Sucot, e em um ano de Shemitah. A gente sabe que a festa de Sucot, para nós, reafirma o momento do retorno do Messias”, explicou.


Moreno também explica que, segundo a tradição judaica, Jesus nasceu durante a Festa dos Tabernáculos. "A pista disso está no livro de João, onde é afirmado que ‘a palavra se fez carne e tabernaculou’”, disse. “A celebração está ligada com o nascimento do Messias, onde podemos expressar a Ele toda a gratidão pelo tempo de colheita que tivemos durante o ano”.


O rabino também acredita que o arrebatamento acontecerá durante o período do Sucot. “As Escrituras dizem que no fim dos tempos, os anjos viriam para recolher o trigo e colocar no celeiro do Eterno. O trigo são os justos. Você só recolhe o trigo quando a colheita termina. Então, por inferência, a gente crê que o arrebatamento vai acontecer em uma Festa dos Tabernáculos”, indicou.
FONTE CPAD News

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Jovem cristão sobrevive após ficar 49 dias à deriva no oceano Indonésio disse que buscou forças na oração e na leitura da Bíblia

Por Jarbas Aragão em gospel prime
Aldi Novel Adilang na cabana de pesca
Aldi Novel Adilang na cabana de pesca. (Foto: Consulado indonésio)
Um jovem indonésio de apenas 19 anos sobreviveu 49 dias à deriva no Oceano Pacífico. Ele ficou abrigado em uma cabana de pesca, que serve como uma armadilha flutuante para peixes.
Em meados de julho, ventos fortes arrebentaram as amarras da cabana, que estava ancorada por uma longa corda e flutuava graças a grandes boias. Sem ter um remo, Aldi Novel Adilang ficou à deriva até ser resgatado no dia 31 de agosto por um navio japonês que passava próximo a ele, na costa da ilha de Guam.


Nas entrevistas que tem dado, Aldi afirmou que muitas vezes achou que não conseguiria sobreviver. Ele viu passar cerca de 10 navios, mas nenhum o avistou para socorrê-lo. Além de gritar, usava um rádio de baixa frequência para emitir pedidos de SOS.
O jovem relata que seus suprimentos duraram uns poucos dias e que ele sobreviveu pescando e queimando parte da madeira da cabana para cozinhar seu alimento. Para matar a sede, “filtrava” água do mar através de suas roupas, o que minimizava a ingestão de sal.
Aldi Novel Adilang
Aldi Novel Adilang no navio sendo resgatado. (Foto: Consulado indonésio)
Chama atenção o relato de Aldi sobre a importância de sua fé. Ele ressalta ter se lembrado do conselho que sempre ouvia dos pais para “orar em momentos de aflição”. Também leu a Bíblia que levava consigo na cabana de pesca e que o ajudou a “manter-se firme” até ser resgatado.

A mãe do jovem, Net Kahiking, disse que nesse tempo todo a família não desistiu de crer que ele regressaria. “Nos rendemos a Deus e continuamos orando muito.”

De acordo com a Fox News, o indonésio só voltou para casa, na cidade de Manado, no último dia 8. Ele recuperou-se num hospital do Japão e agora está em bom estado de saúde.

sábado, 22 de setembro de 2018

2º ENCONTRO DE JOVENS DA A D GIDEÕES DO FAXINAL 3º DISTRITO DE CANGUÇU/RS. FICOU MARCADO (VEJA FOTOS E VIDEOS DA APRESENTAÇÃO)




Igreja Assembléia de Deus Gideões Congregação do Faxinal 3º distrito de Canguçu realizou o 2º encontro de jovens, quando na oportunidade esteve ministrando a palavra de Deus o Pr. Francisco Fermino de Capão da Canoa/ RS.

 As reuniões foram dirigida pelos jovens na liderança da jovem Daniéli Nunes, líder da Juventude local, e teve a participação da juventude da Sede na liderança da Irmã Simeia chaves.

As reuniões foram todas muito abençoada com a presença de Deus,e a Igreja não comportou as pessoas, e tiveram que assistir os culto do lado de fora.  porem Deus se fez presente de uma forma muito especial, e pessoas que estavam afastada da comunhão voltaram com lágrimas, e todos foram cheio do Espirito Santo.











                           
 VEJA AQUI REPORTAGEM DO 1º ENCONTRO DE JOVENS  GIDEÕES FAXINAL

Judeus anunciam nascimento de novilha vermelha em Israel; Animal está ligado a profecias

Os judeus que se organizaram em torno dos planos de reconstrução do Templo de Jerusalém estão comemorando o nascimento da primeira novilha vermelha adequada para o ritual de purificação dos judeus, sem manchas ou pelos de cores diferentes.

A novilha nasceu em Israel em uma fazenda sob os cuidados do Instituto do Templo, que ao longo dos últimos anos se dedicou a preparar todos os itens necessários para o ritual. Faltava apenas o animal, que nasceu de um programa veterinário dedicado a esse fim.


No versículo 2 do capítulo 19 do livro bíblico de Números, a novilha vermelha é citada como necessário para o sacrifício: “Este é o estatuto da lei, que o Senhor ordenou, dizendo: Dize aos filhos de Israel que te tragam uma novilha ruiva, que não tenha defeito, e sobre a qual não tenha sido posto jugo”.

Em quase mil anos, durante o tempo em que o primeiro e o segundo templos em Jerusalém estavam de pé, apenas nove animais com essas características foram encontrados e usados no ritual. Para muitos judeus, dada a raridade dos animais, a décima só surgiria quando o Messias estivesse à frente do povo, segundo informações do Breaking Israel News.

Devido às leis que restringem a importação de gado vivo para Israel, o Instituto do Templo importou embriões congelados de bois da raça red angus, implantando-os em vacas domésticas israelenses. As vacas prenhes foram criadas em fazendas de gado em diferentes locais do país. As vacas estão dando à luz nesta estação, com vários bezerros já nascidos.


Uma semana depois do nascimento, a novilha recém-nascida foi certificada por uma junta de rabinos como cumprindo todos os requisitos bíblicos. Os rabinos enfatizavam que a novilha poderia, a qualquer momento, adquirir uma mancha que a tornasse inadequada. Eles estarão inspecionando o bezerro periodicamente para verificar sua condição.
A novilha vermelha foi o principal componente do processo de purificação ritual da impureza da religião judaica, que resulta da proximidade ou do contato com um corpo morto. Porque os elementos necessários para esta cerimônia têm faltado desde a destruição do Segundo Templo, todos os judeus hoje são considerados ritualmente impuros, impedindo assim o retorno do culto no Templo.
Ao longo dos últimos anos, várias novilhas foram encontradas e, numa primeira análise, pareciam se qualificar, mas, em última análise, eram impróprias para o ritual. No início deste mês, dois bezerros nascidos em Israel no programa de criação do Instituto do Templo foram considerados inadequados para o cumprimento da mitzvah. Um dos bezerros era um touro, enquanto o segundo, uma novilha, tinha um pequeno pedaço de pelo branco que a desqualificava, informou o portal Breaking Israel News.
Em 2017, um rabino encontrou uma novilha vermelha na Califórnia e se espantou, por sempre ter ouvido a respeito da raridade do animal. Benny Hershcovich, no entanto, disse que sentiu-se desqualificado para determinar se esta novilha, particularmente, cumpriria os requisitos da Torá. “Independentemente de seu status, apenas o fato de ver algo que era parte integrante do Templo e da história judaica, já foi realmente magnífico. Fiquei simplesmente ‘hipnotizado’ ao ver essa novilha”, afirmou na ocasião.
Confira o vídeo divulgado pelo Instituto do Templo de Israel:
                                                                                                                                                                                           

Profecias

Para os judeus, somente a construção do Terceiro Templo poderia restabelecer a condição de adoração perfeita a Deus, mas para isso, alguns rituais da religião tem que ser cumpridos. E um dos principais, a purificação dos sacerdotes, não pode ser feita sem as cinzas de uma novilha vermelha, conforme descrito no livro de Números.
Os líderes judeus vivem atentos a alguns sinais que, dentro de sua tradição, significaria o surgimento do Messias, uma vez que eles não reconhecem Jesus como o Filho de Deus. O nascimento de uma novilha vermelha fez a comunidade judaica – e também os cristãos – especularem sobre o início do fim dos tempos.
Em 2014, outra novilha vermelha havia nascido em Israel, fato que não era registrado desde o ano 70 d. C., com o animal sem defeitos, conforme exige o texto sagrado. A raridade do animal fez com que os envolvidos a transportassem para os Estados Unidos, para ser criada em segurança.
“O papel do Terceiro Templo para toda a humanidade traz a visão messiânica do futuro: o chamado para viver uma vida eterna, liberado da farsa e da infelicidade que é a condição atual de tantas pessoas. A ordenança divina da novilha, que está além do alcance frágil do intelecto humano, com todos os detalhes de sua preparação e cerimônia, chama a Israel e a todos os que procuram agarrar-se a Palavra Viva do Deus de Israel: purifiquem-se”, dizia um trecho do comunicado do Instituto à época.
Em outras situações, animais que carregavam a mesma expectativa, foram mortos por judeus que temiam que a realização dos rituais acirrassem os ânimos com os palestinos, afinal, o Terceiro Templo teria que ser construído em Jerusalém, cidade que hoje tem seu território dividido com muçulmanos e cristãos, no local onde hoje está edificada a mesquita Al-Aqsa, conhecida como Cúpula da Rocha.
A construção do Terceiro Templo é descrita no Apocalipse como um dos eventos que caracterização o reinado do anticristo, já na Grande Tribulação, após o arrebatamento da Igreja de Cristo, de acordo com uma das linhas interpretativas do texto sagrado.

FONTE GOSPEL MAIS

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Mourão falou com pastores em Curitiba. Assunto: valores


URGENTE: CIRURGIA CONCLUÍDA

O Antagonista apurou que a cirurgia de Jair Bolsonaro para descolamento do intestino terminou há pouco. Deu tudo certo, mas a equipe médica redobrará os cuidados para a recuperação do candidato.

continuamos orando pela restauração de sua saúde, e pelos médicos para que Deus de lhes a direção certa, e Bolsonaro possa se recuperar.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Desesperado, líder cristão pede ajuda contra ataques na África: “Estamos morrendo”


O número de ataques da etnia Fulani ocorridos no Estado de Plateau, na Nigéria, contra a comunidade cristã, parece continuar sendo ignorado pelas autoridades nacionais e internacionais, ao menos na prática. Novos ataques ocorreram no final de agosto, onde um pastor e seus três filhos foram queimados vivos dentro da própria casa.

Em 28 de agosto a aldeia do reverendo Adamu Wurim Gyang foi atacada por membros da etnia Fulani, grupo composto por muçulmanos radicalizados que vem ganhando força na Nigéria. Na tentativa de escapar, o líder cristão e seus três filhos se trancaram em casa, mas os agressores atearam fogo no imóvel com eles dentro.


Outras 14 pessoas foram mortas, incluindo a esposa de Gyang, 95 casas foram queimadas e 225 lavouras agrícolas destruídas. O filho mais velho de Gyang sobreviveu, porque ele estava na Universidade de Jos no momento dos ataques. Adamu, de 27 anos, falou sobre o massacre.

“Meu pai sempre foi a força de nossa família. Neste momento, não sei como será a minha vida sem ele”, disse o jovem, segundo informações do World Watch Monitor (WWW).
“Eu estava na Universidade quando vi um post no Facebook sobre o ataque… liguei para meu pai, o telefone dele estava desligado. Liguei para minha mãe, mas o telefone dela também estava desligado”, lembra.

Socorro

Um vídeo que circula na internet, onde o clérigo Ezekiel Dachomo aparece fazendo um apelo desesperado por ajuda durante o que parece ser o enterro do pastor Gyang, está chamado atenção de organizações que lutam pela liberdade religiosa no país, como a WWW, que também resolveu divulgar a gravação em sua conta no Youtube.

Dachomo fez um apelo direto para os Estados Unidos. “América, por favor, nos represente. Estamos morrendo… Por favor, nos permita sobreviver. Nós não temos ninguém. Somente Deus no céu pode nos representar”, disse o clérigo, que também se dirigiu às Nações Unidas.

“Mulheres estão morrendo todos os dias, os homens estão morrendo. O que você quer que façamos? Por favor, por favor, estou te implorando, congressistas, [homens] de Londres … por favor, eu estou te implorando, represente os indefesos. Não há ninguém [mais]!”. Assista o vídeo abaixo:
Assine o Canal

                               FONTE GOSPEL MAIS

Pastor relembra oração com imposição de mãos no abdômen de Bolsonaro antes do ataque

A facada desferida por Adélio Bispo de Oliveira contra Jair Bolsonaro (PSL) em Juiz de Fora (MG), durante um ato de campanha, chamou atenção para um momento ocorrido no evento pentecostal Gideões Missionários da Última Hora, realizado em abril último, quando o então pré-candidato à presidência recebeu uma oração e um dos pastores impôs as mãos sobre seu abdômen.
O momento foi resgatado pelo pastor Reuel Bernardino em seu perfil no Instagram, na última segunda-feira, 10 de setembro. “Capitão Jair Bolsonaro dia 29 de abril desse ano aqui no Gideões, tivemos o sentimento de orar pelo seu abdômen! Seria coincidência ou providência divina? Reflita”, escreveu o líder do ministério.


Na ocasião, Bolsonaro foi acompanhado de sua esposa, Michelle – que é evangélica -, e fez um breve discurso a convite de Reuel, afirmando que se orgulhava de poder dizer que é “temente a Deus”, defender a família tradicional e que tudo isso era uma missão complexa, mas que pretendia continuar: “A cruz é pesada, mas Ele não nos dá um peso maior do que possamos carregar. E esse peso eu não vou carregar sozinho. Eu vou carregar com todos vocês. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Logo após a fala de Bolsonaro, o pastor que fazia a preleção no momento, Adão Santos, falou que sentia necessidade de orar por pessoas com problemas de estômago. Uma das pessoas que levantou a mão foi o deputado federal, e um dos pastores presentes impôs as mãos. Confira:




   Milagre

Bolsonaro se recupera do atentado contra sua vida em Juiz de Fora (MG) e disse durante uma visita do pastor Silas Malafaia e do senador Magno Malta (PR-ES) no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, que está vivo graças a um milagre. “A morte esteve a dois milímetros de mim. A faca passou a dois milímetros da veia cava. Eu perdi dois litros de sangue, que foi drenado [posteriormente, na Santa Casa]. E se fosse mais dois, três minutos o atendimento, pessoal disse que eu tinha morrido. É milagre. Obrigado, meu Deus!”, comentou o candidato.


FONTE GOSPEL MAIS

Marina Silva e Flávio Bolsonaro pedem orações: “Deus agiu e desviou a faca

A candidata Marina Silva (Rede) teria telefonado para a esposa de Jair Bolsonaro (PSL) na noite da última quinta-feira, 06 de setembro, a fim de prestar solidariedade pelo atentado sofrido em Juiz de Fora (MG).

Segundo o jornalista Ancelmo Góis, de O Globo, a esposa do candidato, Michele, teria sido contactada por Marina para desejar pronta recuperação e compartilhar sua oração pelo deputado federal.

 Há cinco minutos, a esposa de Jair Bolsonaro, Michele, a caminho de Juiz de Fora (MG), recebeu um telefonema de Marina Silva. A candidata, emocionada, disse que estava, naquele momento, orando pelo candidato”, escreveu Góis.

O filho de Jair, Flávio Bolsonaro, concedeu uma breve entrevista por telefone à GloboNews e disse que o desvio da facada feito por um dos apoiadores foi essencial para que seu pai sobrevivesse. O deputado estadual e candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro é evangélico, ligado á Igreja Batista, e afirmou que considerava a situação uma intervenção divina.

“Depois do susto que a gente toma ao receber a notícia que tentaram matar o seu pai por razões políticas… é inacreditável que a gente ainda esteja passando por isso hoje em dia […] a gente vê que a pessoa foi para matar o meu pai”, introduziu o candidato ao Senado.

 “Deus agiu naquele momento. Tinha uma pessoa perto que percebeu que iam tentar dar uma facada na altura do coração, quase, e desviou. Deu um encostãozinho no braço dessa pessoa que fez o atentado, e aí [a faca] não entrou como ele gostaria”, afirmou Flávio Bolsonaro. “Então, para gente, mais uma vez é a mão de Deus agindo, atuando”, acrescentou.

FONTE GOSPEL MAIS

29º Congresso Internacional de Missões Gideões/RS. ( veja fotos e assista vídeo)

Adicionar legenda

Aconteceu nos dias 08 e 09 de setembro  2018 o 29º Congresso Internacional de missões dos Gideões/RS.  Evento foi realizado no ginásio da FENA DOCE em Pelotas RS. Os Preletores foram Pr. Jander Magalhães de Mina Gerais, Pr. José Reinaldo/RS.


Cantores  Eliane Fernandes e Orquestra Beraca Argentina,  estiveram na direção Pr. Enio acompanhado pelo Pastor Paulo Figueró e Pr. Adão Madeira Presidente dos Gideões/RS. 


O evento foi marcado pela presença de Deus de uma forma tremenda, que manteve o povo presente em todas reuniões, os preletores foram usado na palavra e com muita unção, de uma forma muito forte, sendo que ouve salvação curas e Batismo no Espírito Santo.










segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Abertura do 29º Congresso Internacional de Missões Gideões RS. (assista vídeo e veja fotos)

Aconteceu no dias 08   de setembro  2018 em Pelotas a abertura do 29º Congresso Internacional de missões, evento este realizado no ginásio da FENA DOCE em Pelotas RS. O preletor foi  Pr. José Reinaldo RS.

Cantores Orquestra Beraca Argentina, Eliane Fernandes, estiveram na direção Pr. Enio acompanhado pelo Pastor Paulo Figueró e Pr. Adão Madeira Presidente dos Gideões/RS. 

O evento foi marcado pela presença de Deus de uma forma tremenda. O preletor deste sábado foi Pr. José Reinaldo que foi usado na palavra com muita unção, de uma forma muito forte, e ouve Batismo no Espirito Santo. Continue acessando o blog, que estarei na medida do possível postando mais vídeos e fotos destes momentos que marcou o congresso de Missões.