quinta-feira, 23 de julho de 2020

Filho escala parede do hospital para se despedir da mãe, internada com Covid-19



Uma incrível história de amor tomou conta da internet. Um palestino passou dias escalando a parede de um hospital para acompanhar a mãe internada com o coronavírus.
As imagens retratadas da cena ganharam o mundo.
Confira:


Devido ao risco de contaminação, Jihad Al-Suwaiti, de 30 anos, ficou impossibilitado de visitar a mãe, Rasmi Suwaiti, de 73, no Hospital de Hebron, na Cisjordânia. Ela tem leucemia e recebeu diagnóstico de Covid-19.
Para 'resolver' a situação, Al-Suwaiti passou a escalar a fachada do hospital e, assim, visitar a mãe por meio da janela do segundo andar.
Imagens do canal AJ+, da rede Al Jazeeera, mostram o palestino escalando as paredes, sentando na beira da janela e observando o interior do hospital. Segundo o veículo, Rasmi não resistiu e morreu.
O jornal britânico The Mirror ouviu funcionários do hospital e afirmou que Al-Suwaiti foi instruído a não subir mais pelos canos do lado de fora.
De acordo com a publicação, o palestino acompanhou a mãe pela janela durante os cinco dias em que ela esteve internada e só descia quando tinha certeza de que ela estava dormindo.
Fonte www.jornaldacidadeonline

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/21915/filho-escala-parede-do-hospital-para-se-despedir-da-mae-internada-com-covid-19

Homem que desejava insistentemente a morte de Bolsonaro nas redes sociais, sofre AVC e morre


22/07/2020 às 20:40
Desavenças políticas numa democracia devem ser resolvidas nas urnas.
Desejar a morte de um semelhante é algo que só faz mal ao autor do ato insano.
Principalmente quando o alvo de tanto ódio é alguém que possui uma legião imensa de pessoas que o admiram e que torcem pelo seu sucesso.
Um cidadão de nome Fábio França, em diversas oportunidades desejou explicitamente a morte do presidente da República.
Despejava uma carga enorme de energia negativa na direção de Bolsonaro.
O mal que ele desejava a outrem, retornou em sua própria direção.
Nesta terça-feira (21) Fábio França foi vítima de um implacável AVC.
Não vale a pena tanto ódio.
O Sindicato do Bancários publicou uma nota em homenagem a seu colaborador:
“É com imenso pesar que o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região lamenta a morte, ocorrida nesta terça-feira 21, em decorrência de um AVC e de uma pneumonia, do companheiro Fábio França, professor há oito anos dos cursos preparatórios de certificação para a Anbima (CPA-10,CPA-20 e CEA), do Centro de Formação Profissional do Sindicato (CFP), e da Faculdade 28 de Agosto (28A).
Muito querido pelos alunos e também por dirigentes e funcionários do Sindicato, o professor Fábio França também participou, nesse ínterim, de vários cursos preparatórios para concursos públicos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.
‘Além da importância no processo de certificação de centenas de bancários que passaram pelo nosso Centro de Formação Profissional, o Fábio acabava construindo uma relação de amizade com os alunos em sala de aula. Era muito competente, transparente, leve e divertido. Apostava chocolates desafiando os alunos a responderem determinadas questões sobre algum conteúdo e, muito sacana, quase sempre ganhava’, lembra com carinho a dirigente Erica de Oliveira, secretária de Formação do Sindicato.
‘Perdi um amigo, irmão, professor, militante. Perdi um alicerce. Fábio era ‘zika’, autêntico, polêmico, competente e dono de um coração solidário maior do que ele. Literalmente era uma estrela, de muita luz’, lamenta o professor Pio Mielo, presidente da Câmara Municipal de São Caetano do Sul e da Focar, parceira do Sindicato no Centro de Formação Profissional.
Neste momento de dor e saudade, o Sindicato estende as condolências a familiares e amigos.
Professor Fábio, presente!”

sábado, 4 de julho de 2020

Pregadora cega entrega mensagem a Bolsonaro na entrada do Alvorada: ‘Não tema’foram trés visão. assista de arripiar.



 A tradicional conversa do presidente com cidadãos que vão à entrada do Palácio da Alvorada foi marcada, na última quarta-feira, 01 de julho, por uma conversa entre Jair Bolsonaro e uma pregadora evangélica cega, que entregou uma mensagem a ele.
Identificada como Vitória Fernandes, a mulher disse que viajou de ônibus ao longo de três dias desde o Rio Grande do Norte para poder conversar com o presidente, e que em sua rotina, atuava como pregadora e cantora.
“Vim te transmitir um recado de Deus. Foi muito difícil chegar até aqui, presidente. Foram muitos impedimentos, mas estou aqui. Sou cantora e pregadora Vitória Fernandes, sou do Rio Grande do Norte. Viajei de lá para cá três dias de ônibus, foi para a glória de Deus. Quero começar dizendo que tem um anjo na porta do palácio, na porta da tua casa tem um anjo com espada para guerrear pelo senhor aqui dentro”, disse a pregadora.
Bolsonaro ouviu as palavras de Vitória Fernandes com um semblante emocionado, conforme informações do Correio Braziliense.

“Deus me mostrava uma nuvem negra por trás do senhor e Deus dizia que grande era sua luta na Presidência. Essa nuvem negra são pessoas que querem a todo custo te tirar daqui. Mas ninguém vai porque Deus mandou falar para o senhor que tu és o escolhido do Senhor e da cadeira ninguém te tira porque foi Ele quem te colocou nela”, continuou a pregadora.
“A segunda visão que Deus me deu, me mostrava uma sala, não sei que sala é essa, vou descrever: é uma cadeira com dois braços, como se fosse uma poltrona, Bolsonaro, uma poltrona macia, eu me via dentro dessa sala. Uma mesa redonda e o senhor estava sentando nela assinando vários papéis e o Senhor dizia: ‘Filha olha pra cima’. E eu olhava e via três sombras pretas lá dentro e Deus dizia para mim que essas sombras, presta atenção presidente, são três pessoas que não querem que o senhor continue. São pessoas lá de dentro, cuidado presidente. Vigia presidente. Porque o senhor e sua esposa são escolhidos aqui”, acrescentou Vitória Fernandes.
Ao final, a pregadora recomendou que Bolsonaro busque se “proteger” e que faça um jejum pela “própria vida”: “O que o senhor vai passar não vai ser fácil, vai ser muito grande a luta. Já está sendo, mas o senhor vai ser vitorioso. Deus é contigo, não tema”, finalizou.
O presidente agradeceu as palavras e posou para uma foto com a pregadora: “Acredito em Deus também e sei que veio do teu coração essa palavras. Muito obrigado. Muito obrigado pela presença, dando força e confiança para a gente”, disse Bolsonaro, que em seguida questionou se Vitória Fernandes estava acompanhada: “A gente vê certas cenas e não tem o direito de reclamar. Cada um aqui pode vencer o obstáculo que quiser”, acrescentou.