sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Pastor no Líbano relata situação após explosão: “Ninguém sobrou pra dizer a verdade”



A grande explosão que ocorreu em Beirute, capital do Líbano, na última terça-feira (04), ainda está cercada de mistérios. Tudo o que se pode observar até o momento é um cenário de destruição, sofrimento e desespero, segundo um pastor que vive na região.
Said Deeb, da Church of God Bourj Hammoud, comparou a destruição ocorrida em Beirute à explosão nuclear na cidade de Hiroshima, no Japão, durante a 2ª Guerra Mundial.
O líder religioso explicou que por ter sido no porto, região vital para o escoamento de mercadorias, Beirute – consequentemente todo o Líbano – foi afetado em sua capacidade de manter o alimento da sua população.
“E explosão eliminou o porto, as reservas alimentares e uma grande parte da cidade… Hiroshima potência 2”, escreveu o pastor em sua rede social. O impacto da explosão foi tão grande que os efeitos foram sentidos a quilômetros de distância.
Said Deeb, da Church of God Bourj Hammoud, comparou a destruição ocorrida em Beirute à explosão nuclear na cidade de Hiroshima, no Japão, durante a 2ª Guerra Mundial.
O líder religioso explicou que por ter sido no porto, região vital para o escoamento de mercadorias, Beirute – consequentemente todo o Líbano – foi afetado em sua capacidade de manter o alimento da sua população.
“E explosão eliminou o porto, as reservas alimentares e uma grande parte da cidade… Hiroshima potência 2”, escreveu o pastor em sua rede social. O impacto da explosão foi tão grande que os efeitos foram sentidos a quilômetros de distância.
“Esta foi um crença generalizada, mas até essa hora ninguém sabe exatamente como aconteceu, porque todo mundo lá no porto está morto, ninguém sobrou pra dizer a verdade, então eu não culpo ninguém”, disse ele. Assista abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário