segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Comunismo: cristãos são vítimas de tortura e fuzilamento na Coreia do Norte

 

A liberdade religiosa no mundo inteiro não é mais a mesma, visto que a perseguição ideológica aos cristãos tem sido acirrada, mas em lugares como a Coreia do Norte, onde o regime comunista controla o dia-a-dia da população, o nível de intolerância aos seguidores de Jesus Cristo alcança a tortura e até o fuzilamento.

É isso o que revela mais um relatório publicado pela organização Iniciativa do Futuro da Coreia, sediada em Londres. O documento traz informações colhidas através de entrevistas com 117 pessoas que atualmente vivem exiladas.

São pessoas que vivenciaram os horrores da perseguição na Coreia do Norte e testemunharam cerca de 273 casos de violações aos direitos humanos, incluindo indivíduos com idades entre 3 anos e mais de 80 anos.

Um dos relatos afirma que prisioneiros foram fuzilados depois que os guardas encontraram uma Bíblia e outros materiais religiosos nas celas. “Os homens eram espancados como cães. Até na cela. Gritavam como loucos porque doíam muito”, disse uma testemunha.

“Embora as mulheres levassem menos espancadas, levei um soco no rosto e minha pele se rompeu e sangrei muito. [Oficiais] me disseram para limpar o sangue, então eu limpei. Chorei muito quando eles me bateram de novo”, completou.

A prisão, na verdade, são campos de concentração onde não apenas cristãos, mas qualquer pessoas que seja considerada uma “ameaça” ao governo é enviada, a fim de ser “reeducada” pelo regime.

Nesses locais os “prisioneiros” também sofrem tortura física, além da psicológica, segundo os relatos. Em um deles, uma testemunha disse que foi obrigada a entrar em uma gaiola de ferro com apenas 1 metro de altura e 1,20 metro de largura.

“Havia barras de aço em todos os quatro lados que eram aquecidas com eletricidade. Normalmente os prisioneiros duravam apenas três ou quatro horas na gaiola, mas eu sentei lá por 12 horas e orei. Continuei orando a Deus para me salvar”, relatou.

O relatório intitulado “Perseguindo a Fé: Documentando violações da liberdade religiosa na Coreia do Norte” pode ser lido na íntegra (em inglês) aqui e, não por acaso, ele reforça o motivo pelo qual a Coreia do Norte ocupa a posição número 1° na lista dos países que mais perseguem os cristãos, segundo a Portas Abertas. Gospel mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário