sábado, 23 de janeiro de 2021

Inscrição “Cristo, filho de Maria” é desenterrada em Israel

 Peça é uma das primeiras evidências do cristianismo na vila de Taibe, no início da era bizantina

Inscrição dizendo ‘Cristo, filho de Maria’ é desenterrada em israel
Escultura tem aproximadamente 1.500 anos Foto: Tzachi Lang | Autoridade de Antiguidade de Israel

A Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) anunciou nesta quarta-feira (20) a descoberta de uma inscrição grega de 1.500 anos, com as palavras “Cristo, filho de Maria”. Desenterrada na antiga vila de Taibe, norte de Israel, a peça representa uma das primeiras evidências de uma presença cristã do início da era bizantina.

Os pesquisadores identificaram a inscrição desbotada, que data do século 5 d.C. [Depois de Cristo], em uma parede na entrada de um fascinante edifício decorado com mosaicos geométricos. De acordo com a arqueólogoa Yardenna Alexandre, em entrevista ao The Jerusalem Post, a equipe se surpreendeu ao constatar que havia descoberto a primeira igreja bizantina no povoado de Taibe.

Inscrição dizendo ‘Cristo, filho de Maria’ é desenterrada em israel
Expressão era usada para saudar ou abençoar Foto: Tzachi Lang | Autoridade de Antiguidade de Israel

Os pesquisadores identificaram a inscrição desbotada, que data do século 5 d.C. [Depois de Cristo], em uma parede na entrada de um fascinante edifício decorado com mosaicos geométricos. De acordo com a arqueólogoa Yardenna Alexandre, em entrevista ao The Jerusalem Post, a equipe se surpreendeu ao constatar que havia descoberto a primeira igreja bizantina no povoado de Taibe.

Inscrição dizendo ‘Cristo, filho de Maria’ é desenterrada em israel
Expressão era usada para saudar ou abençoar Foto: Tzachi Lang | Autoridade de Antiguidade de Israel

A doutora Leah Di Segni, do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém, explica que os cristãos da época usavam a expressão “Cristo, filho de Maria” como uma saudação ou bênção e com ela cumprimentavam uns aos outros na entrada do templo. Por isso, acredita-se que o termo foi inscrito acima da porta da igreja, como forma de abençoar todos que adentrassem no santuário.

Taibe foi uma vila do período bizantino entre os séculos V a VII, tornando-se posteriormente uma fortaleza na época das Cruzadas. O local não foi mencionado no Novo Testamento, mas a descoberta concretiza a tese dos pesquisadores de que havia presença de cristãos na área durante aquele tempo.

Fonte pleno.news

https://pleno.news/fe/inscricao-cristo-filho-de-maria-e-desenterrada-em-israel.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário