Ministro da Educação nega conversas com pastores e diz que denúncias serão apuradas

“Eu não participava da agenda desses pastores”, completou o atual ministro

O ministro da Educação, Victor Godoy, disse nesta quarta-feira (11), em audiência pública na Câmara dos Deputados, que não teve conversas com os pastores evangélicos Arilton Moura e Gilmar Santos no período em que ocupou a secretaria-executiva da Pasta (2020-2022). Ele foi efetivado no cargo atual no mês passado pelo presidente Jair Bolsonaro, depois que o ex-ministro Milton Ribeiro pediu demissão.

Continue lendo  aqui a noticia completa em JM NOTICIA