Ataque a igreja na Nigéria deixa pelo menos 50 mortos neste domingo dia 05 Junho 2022

Segundo escreveu   em JMNOTICIA Portas Abertas atua na região e pede fim da escalada de violência no país

Homens armados atacaram a Igreja de São Francisco, no estado de Ondo, no sudoeste da Nigéria, enquanto os membros se reuniam para celebrar o Pentecostes. Até agora não há um número oficial de mortos, mas, pelo menos, 50 mortes já foram registradas, confirmadas pelo hospital local que deu entrada em pelo menos 50 corpos. Há também um número desconhecido de membros sequestrados.

A polícia do estado afirmou que os homens chegaram atirando de fora da igreja e, de acordo com testemunhas locais, os agressores também detonaram explosivos. Os mortos e sequestrados incluem muitas crianças.

O governador do estado de Ondo, Arakunrin Oluwarotimi Akeredolu, que visitou o local do ataque e alguns dos feridos no hospital, descreveu o incidente de domingo como “um grande massacre” que não deve acontecer novamente.

Até agora, ninguém assumiu a autoria do ataque, mas fontes locais confirmaram que o grupo étnico Fulani foi o responsável. O principal alvo do grupo são os cristãos. Os Fulani, assim como o Boko Haram e o Iswap (braço do Estado Islâmico na África) realizam ataques implacáveis contra cristãos principalmente no Norte da Nigéria e outros países do Oeste Africano.

Segundo o secretário-geral da Portas Abertas Brasil, Marco Cruz, este ataque não foi algo isolado e nos últimos meses os cristãos nigerianos têm sido vítimas de constantes ataques com motivação religiosa. “Muito nos entristece os últimos ataques na Nigéria. Em apenas três semanas, tivemos igrejas atacadas, vilas e casas invadidas e cristãos mortos e sequestrados, além da estudante Deborah, que após declarações cristãs no whatsapp foi violentamente morta por colegas de escola. A Portas Abertas está no local, atendendo às famílias e apoiando os cristãos na Nigéria.

Pedimos oração pelas famílias dos mortos, pelos feridos e sequestrados e que a igreja na Nigéria continue firme em Jesus, apesar da perseguição”, conclui Cruz.

Escalada de violência

A Nigéria está em 7º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2022 e a crescente violência contra cristãos no país, o coloca em posição de país que mais mata e sequestra cristãos no mundo. O porta-voz da Portas Abertas para  os trabalhos na África subsaariana, Jo Newhouse* disse: “Condenamos em termos mais fortes possíveis o ataque aos cristãos enquanto eles se reuniam em paz para adorar a Deus. Pedimos ao governo nigeriano que  cumpra adequadamente sua obrigação legal de proteger seus cidadãos, tanto sob regimes jurídicos internacionais quanto domésticos. Também pedimos às autoridades que tomem uma posição forte contra toda violência, incluindo os grupos extremistas islâmicos, investigue e puna todo tipo de ataque contra cristãos, a fim de romper com o clico de violência que está se expandindo para outras áreas do país, como mostra claramente este incidente”, conclui.

Acesse a matéria completa e veja mais informações sobre a Igreja Perseguida.