IGREJA EM PANICO! Em culto ativistas atacam cristãos com protesto ‘nu’ em favor do aborto. ASSISTA

Conforme a informaçao do Gospel Mais a luta contra o aborto nos Estados Unidos tem acirrado os ânimos dos ativistas que defendem a prática no país. Agora, até mesmo o local de culto religioso vem sendo alvo de ataques. Foi o que aconteceu na Lakewood Church, uma denominação evangélica localizada no Texas.

Parecia mais um culto de celebração a Deus, quando ativistas mulheres revelaram que estavam presentes no local. Logo após o pastor Joel Osteen fazer uma oração e pedir para os fiéis se sentarem, uma delas se levantou, tirando a roupa e gritando “é meu corpo, minha maldita escolha”.

A partir daí, várias ativistas também se levantaram, também tirando a roupa e emitindo gritos. Uma bravejou “derrubar Roe? De jeito nenhum!”, em alusão à possível decisão da Suprema Corte dos EUA em revogar a lei conhecida como Roe vs Wade, que legaliza o aborto no país em nível federal.

“Esse é o meu corpo, minha escolha. Esse é o meu corpo, minha escolha. Eu sou quem eu digo que sou. Eu faço o que digo que posso fazer, porque eu tenho uma escolha, eu tenho uma escolha, eu tenho uma escolha”, berrou outra ativista.

Aborto nos EUA

Desde que vazou um documento da Suprema Corte dos EUA, onde é indicado que a maioria dos ministros votarão pela derrubada da lei Roe vs Wade, grupos pró-aborto iniciaram uma verdadeira campanha contra os conservadores, cristãos e também contra os magistrados.

Conforme já noticiado pelo GospelMais, até ameaças de violência física já foram registradas, assim como a vandalização de templos, tudo como parte de uma tentativa de intimidar os juízes da Suprema Corte, a fim de que não confirmem a tendência dos votos contra a legalização do aborto, estabelecida no país desde a década de 70.

Pré-candidata à deputada federal pelo Paraná, a psicóloga Marisa Lobo, também conhecida no Brasil por seu ativismo contra o aborto, comentou o ataque na Lakewood Church, argumentando que episódios como esse podem se tornar frequentes se não houver uma reação efetiva por parte da justiça e do Congresso.

“A liberdade religiosa não está sendo mais respeitada! Nossas igrejas estão sob ataque; cristãos estão sob ataque descarado”, escreveu ela em sua rede social. “Tivemos aqui no Brasil um vereador do PT liderando uma invasão semelhante aqui em Curitiba, numa igreja católica, sob o argumento de protesto contra o racismo.”

Se o Congresso não reagir o quanto antes, com o amparo da Justiça, para fazer valer a INVIOLABILIDADE das cerimônias religiosas, a liberdade religiosa e o espaço de culto, veremos cenas como essas se repetirem, e de forma cada vez mais agressiva”, conclui a psicóloga.

“O que elas têm em comum?”

O vereador Nikolas Ferreira (ex-PRTB), potencial candidato este ano a deputado federal por Belo Horizonte, também comentou o ataque das ativistas pró-aborto à igreja evangélica nos EUA.

O parlamentar fez um compilado de casos semelhantes, a fim de mostrar exatamente o que foi alertado pela psicóloga Marisa Lobo. Isto é, de que esse tipo de “protesto” tem se tornado recorrente com o passar dos anos. “O que elas têm em comum?”, pergunta Nikolas. Assista: