Bolsonaro Declarou  durante culto em celebração aos 111 anos da Assembleia de Deus no Brasil que ser presidente é uma “missão do Criador” veja o que ele dice mais

Segundo li no pleno.news o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta sexta-feira (17), durante culto em celebração aos 111 anos da Assembleia de Deus no Brasil, que estar à frente do Executivo “não é fácil”, mas é “missão do Criador”. O evento ocorreu em Belém, no Pará.

– Testemunhou que Deus salvou sua vida em 2018 e depois me deu uma eleição. Não é fácil ser presidente da República, mas entendo ser essa uma missão do Criador – afirmou.

O presidente ainda faalou que a fé é uma das formas de resolver problemas vividos pelo Brasil atualmente, como a escalada da inflação. A Petrobras anunciou nesta sexta-feira novo reajuste no preço da gasolina e do diesel, mas, ao contrário do que fez durante o dia, Bolsonaro evitou críticas diretas à estatal no culto.

– [As questões] materiais, hoje passamos por um problema que não é sentido no Brasil, é um problema que passamos no mundo todo. A pandemia, as consequências da política do fique em casa, a economia a gente vê depois (…) Uma guerra a 10 mil quilômetros de distância traz dissabores para todo mundo. O Brasil não ficou fora disso. Aumento dos preços, dos combustíveis (…) Podemos perder algo material hoje, mas nossa fé, nossa religião, o nosso temor a Deus fará com que recuperemos tudo isso e, mais ainda, pavimente a nossa vida para um futuro eterno – apontou.

O presidente ainda reafirmou ser favorável a pautas caras aos evangélicos, como a criminalização do aborto, o combate à chamada ideologia de gênero e a defesa da família.

– Nosso governo é contra o aborto. Nosso governo defende a família. Nós somos contra a ideologia de gênero. A inocência das crianças em sala de aula tem que ser preservada. Somos contra a liberação das drogas. Nós defendemos a liberdade em nossa pátria, aí incluída a liberdade de culto. Somos livres para escolher nossa religião, professar a nossa fé, respeitamos todos os cidadãos – elencou.

Bolsonaro tem participado de uma série de eventos e se aproximado de lideranças do segmento evangélico. A ideia é manter ou ampliar as intenções de voto nesse público, no qual mantém liderança nas pesquisas.

De olho nesse movimento, Lula tem feito acenos aos Fonte pleno.news