Mulher cortar o cabelo ou tirar as pontas é pecado?

O véu era usado pelas mulheres orientais e gregas como sinal de pudor e submissão aos seus maridos. Portanto, essas mulheres se apresentavam nos templos e andavam nas ruas com véu e ainda hoje, em muitos países, elas andam veladas, isto é, portando o véu na cabeça como sinal de pudor e submissão aos seus maridos.
Quando, porém, a mulher prevaricava levando uma vida libertina ou cometendo adultério, ela tirava o véu numa indicação pública de que era mulher livre, sem compromisso marital. Portanto, as mulheres devassas não usavam o véu. Entretanto, com o passar dos tempos, a moda foi pegando e contagiando a sociedade da época. Destarte, mulheres honestas e honrosas lançavam repudio à prática do uso do véu, imposto pelo marido, e não faziam uso dele numa evidente atitude de insubmissão e rebeldia.
Algumas mulheres de Corinto aderiram ao movimento da época e passaram a freqüentar a igreja sem estarem veladas, isto é, sem usar o véu.

O uso do véu era evidência de uma vida controlada pelo espírito, de obediência a Palavra e de sujeição ao marido. Deixar de usá-lo, valia por uma declaração de guerra contra a submissão ao marido e ao próprio Deus.
Essa postura das mulheres de Corinto, esse aderir ao movimento de não usar véu pelas mulheres crentes de Corinto, essa emancipação audaciosa, iria comprometer a decência do Evangelho e causar transtornos e desajustes na igreja e nos lares, pois o desuso do véu era notório por parte das prostitutas. Então, Paulo entra em cena e, como pastor aconselha e ordena que as mulheres usem o véu no recinto da igreja. Paulo diz: “Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada” (I Co 11:5).
De acordo com as normas estabelecidas pelo apóstolo Paulo, as mulheres de Corinto não podiam abdicar do véu, nas reuniões da igreja ou nos atos de culto em geral. Hoje a recomendação apostólica não faz sentido em nossas igrejas, visto que a sociedade não exige que a mulher ocidental ande velada em sinal de pudor e submissão do marido.
A ausência de uma exigência anula a razão de ser da outra. Mesmo porque, no final da sua exortação Paulo afirma que o cabelo foi dado à mulher em lugar do véu
“… Pois o cabelo lhe foi dado em lugar do véu” (I Co 11: 15)

O testemunho de Adão de Campos mostra que as mulheres que cortavam o cabelo ou tirava as pontas e não pediam perdão a Deus não podiam entrar no céu. Esse detalhe do testemunho tem gerado muitas discussões. O testemunho de Adão de Campos é uma revelação dada por Deus a sua igreja e não deve ser desprezado por causa de polêmicas,

Na bíblia está escrito: (I Corintios 11:6) – Portanto, se a mulher não usa ao véu, nesse caso, que rape o cabelo , Mas, se é indecente tosquia-seou rapar que coloque o véu. ( tosquia-se quer dizer tirar as pontas ou cortar rente).

O USO DO CABELO CRESCIDO


No v.6 Paulo diz: “Se a mulher não usa véu, tosquie-se também. Mas, se lhe é vergonhoso tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu”. Nesse versículo, temos a relação de duas coisas: o uso do véu e a conservação do cabelo crescido. Agora, não se deve confundir o uso do véu com a conservação do cabelo, são coisas diferentes, apesar de que estão intimamente ligadas.


O véu foi criado pelo homem, e o cabelo da mulher, em forma de véu, é criação divina. A invenção do homem foi abolida pelo próprio homem. Mas, a criação de Deus ainda permanece, em forma de véu, que é o cabelo crescido. Portanto, a mulher não precisa estar velada nos atos de culto em sua igreja. Porém, passará a usar o véu permanente, ou seja, o cabelo que Deus lhe deu porque este lhe foi dado em lugar do véu. Quando Deus criou a mulher dotou-a de um véu natural, o seu cabelo.


Em I Cor 11:5, Paulo declara que é desonra para mulher ter a cabeça rapada ou tosquiada. No v.6 Paulo volta ao assunto e declara que é vergonhoso, é coisa indecente para a mulher tosquiar-se ou rapar-se. No verso 15 Paulo diz: “Mas, ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso”, é uma glória. Portanto, Paulo não deixa dúvidas quanto a doutrinação a favor da conservação do cabelo crescido.


O véu artificial forjado pelo homem e introduzido na igreja de Corinto numa circunstância especial desapareceu. Contudo, o véu criado por Deus lá no Éden, permanece como adorno natural.
A mulher crente não deve esquecer que a Bíblia fala a respeito dos seus cabelos e toda mulher convertida tem a sua vida nas mãos do Senhor para glorificá-lo e os seus cabelos não formam exceção.


Infelizmente, há mulheres evangélicas que tosquiam seus cabelos tirandos as pontas ou cortando rente de acordo com a moda mundana e estão em pecado contra Deus. O livro de Cantares é uma alegoria do idílio espiritual entre a igreja, que é a NOIVA agraciada e o NOIVO divino, que é Jesus Cristo, amado e ansiosamente esperado. Nos galanteios afetivos do NOIVO celestial para com a NOIVA dileta, entre as expressões afáveis e cativantes, encontramos estas palavras: “os teus cabelos são como rebanho de cabras que descem ondeantes do monte Gileade” (Ct 4:1). 

Portanto, o Senhor Jesus Cristo quer ver suas filhas adornadas com o véu natural: os cabelos que Ele lhes deu, mas como disse o senhor Jesus poucos são os que entrarão pela porta estreita, a maioria das igreja são mundanas e seus pastores não ensinam essas verdades bíblicas, fuja desses lobos, se arrependa e não mais corte seus cabelos irmã.

Vamos a parte mais dura do texto:
14 Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido?
15 Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
16 Mas se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igreja de Deus.
1Co 11:14-16.

Se alguém for a favor das mulheres tirar as pontas do cabelos ou cortar a bíblia esta dizendo que essas pessoas não são de Deus, eles estão agindo como Satanás que convenceu a Eva que não havia mal algum em comer do fruto proibido, hoje as igrejas como Satanás estão convencendo as mulheres a cortarem suas cabelos ou tirarem as pontas, dizendo não fazer mal algum ou não ser pecado, e dão desculpas que este suposto costume era apenas para igreja em corinto, mas quando Paulo encerra o assunto ele diz: nós não temos tal costume, nem as igreja de Deus, onde estavam as igrejas de Deus; só em corinto? não, por toda Ásia menor, aonde houver a igreja de Cristo o mandamento é NÃO TOSQUIAR, que é não cortar, e não tirar as pontas e cortar rente, esta é a sã doutrina acerca de corte de cabelo para para mulheres.

POSTADO EM: Em Defesa da Sã Doutrina” AMADOS PARECE QUE  O BLOG EM DEFEZA DA SÃ DODRINA NAO EXISTE MAIS
http://emdefesadasadoutrina.blogspot.com/2011/09/mulher-cortar-o-cabelo-ou-tirar-as.html

FONTE:BLOG DA SÃ DOUTRINA

http://emdefesadasadoutrina.blogspot.com.br/2011/09/mulher-cortar-o-cabelo-ou-tirar-as.html

 
você leu, então faça um comentário abaixo, com base Bíblica, obrigado.